||  Início  ->  Revista Pergunte e Responderemos

NÚMERO

-008 Março 1957 (11)
-007 Junho 1957 (8)
-006 Julho 1957 (12)
-005 Agosto 1957 (7)
-004 Setembro 1957 (9)
-003 Outubro 1957 (10)
-002 Novembro 1957 (15)
-001 Dezembro 1957 (12)
001 Janeiro 1958 (11)
002 Fevereiro 1958 (11)
003 Março 1958 (12)
004 Abril 1958 (11)
005 Maio 1958 (9)
006 Junho 1958 (10)
007 Julho 1958 (10)
008 Agosto 1958 (9)
009 Setembro 1958 (10)
010 Outubro 1958 (10)
011 Novembro 1958 (9)
012 Dezembro 1958 (12)
013 Janeiro 1959 (7)
014 Fevereiro 1959 (8)
015 Março 1959 (7)
016 Abril 1959 (7)
017 Maio 1959 (9)
018 Junho 1959 (7)
019 Julho 1959 (8)
020 Agosto 1959 (6)
021 Setembro 1959 (7)
022 Outubro 1959 (5)
023 Novembro 1959 (7)
024 Dezembro 1959 (6)
025 Janeiro 1960 (6)
026 Fevereiro 1960 (7)
027 Março 1960 (6)
028 Abril 1960 (9)
029 Maio 1960 (6)
030 Junho 1960 (9)
031 Julho 1960 (8)
032 Agosto 1960 (8)
033 Setembro 1960 (7)
034 Outubro 1960 (7)
035 Novembro 1960 (7)
036 Dezembro 1960 (7)
037 Janeiro 1961 (7)
038 Fevereiro 1961 (6)
039 Março 1961 (5)
040 Abril 1961 (6)
041 Maio 1961 (5)
042 Junho 1961 (5)
043 Julho 1961 (6)
044 Agosto 1961 (5)
045 Setembro 1961 (6)
046 Outubro 1961 (7)
047 Novembro 1961 (6)
048 Dezembro 1961 (5)
049 Janeiro 1962 (7)
050 Fevereiro 1962 (5)
051 Março 1962 (5)
052 Abril 1962 (6)
053 Maio 1962 (7)
054 Junho 1962 (5)
055 Julho 1962 (6)
056 Agosto 1962 (7)
057 Setembro 1962 (7)
058 Outubro 1962 (6)
059 Novembro 1962 (5)
060 Dezembro 1962 (8)
061 Janeiro 1963 (6)
062 Fevereiro 1963 (5)
063 Março 1963 (5)
064 Abril 1963 (5)
065 Maio 1963 (6)
066 Junho 1963 (5)
240 Dezembro 1979 (1)
344 Janeiro 1991 (8)
345 Fevereiro 1991 (8)
346 Março 1991 (9)
347 Abril 1991 (8)
348 Maio 1991 (6)
349 Junho 1991 (9)
350 Julho 1991 (5)
351 Agosto 1991 (8)
352 Setembro 1991 (7)
356 Janeiro 1992 (9)
360 Maio 1992 (1)
368 Janeiro 1993 (7)
369 Fevereiro 1993 (5)
370 Março 1993 (5)
371 Abril 1993 (6)
373 Junho 1993 (9)
374 Julho 1993 (8)
377 Outubro 1993 (11)
379 Dezembro 1993 (7)
380 Janeiro 1994 (7)
381 Fevereiro 1994 (7)
382 Março 1994 (7)
383 Abril 1994 (6)
385 Junho 1994 (6)
386 Julho 1994 (10)
387 Agosto 1994 (7)
388 Setembro 1994 (10)
389 Outubro 1994 (10)
390 Novembro 1994 (6)
391 Dezembro 1994 (8)
392 Janeiro 1995 (6)
393 Fevereiro 1995 (7)
395 Abril 1995 (10)
397 Junho 1995 (6)
398 Julho 1995 (10)
399 Agosto 1995 (7)
400 Setembro 1995 (8)
401 Outubro 1995 (11)
402 Novembro 1995 (8)
403 Dezembro 1995 (8)
449 Outubro 1999 (1)
457 Junho 2000 (8)
468 Maio 2001 (8)
491 Maio 2003 (14)
500 Fevereiro 2004 (9)
501 Março 2004 (8)
504 Junho 2004 (15)
505 Julho 2004 (7)
506 Agosto 2004 (15)
507 Setembro 2004 (7)
508 Outubro 2004 (12)
509 Novembro 2004 (12)
510 Dezembro 2004 (9)
513 Março 2005 (10)
516 Junho 2005 (12)
517 Julho 2005 (13)
518 Agosto 2005 (20)
519 Setembro 2005 (12)
520 Outubro 2005 (13)
521 Novembro 2005 (12)
522 Dezembro 2005 (12)
523 Janeiro 2006 (11)
524 Fevereiro 2006 (11)
525 Março 2006 (14)
526 Abril 2006 (12)
527 Maio 2006 (13)
528 Junho 2006 (15)
529 Julho 2006 (14)
530 Agosto 2006 (15)
531 Setembro 2006 (13)
532 Outubro 2006 (14)
537 Março 2007 (13)
539 Maio 2007 (14)
543 Setembro 2007 (18)
545 Novembro 2007 (12)
547 Janeiro 2008 (14)
548 Fevereiro 2008 (15)
549 Março 2008 (13)
551 Maio 2008 (14)
554 Agosto 2008 (15)
555 Setembro 2008 (13)
 
...CAPA*TÓPASSUNTOTÍTULO (hits/dia)AUTORHITS PDF
1 #REVISTA = 530 
vida = 8 
mundo = 7 
homem = 5 
cristo = 4 
morte = 4 
bens = 4 
eternidade = 4 
neste mundo = 3 
neste = 3 
bens materiais = 2 
PeRReflexões Viver para Sempre (0.46) Estêvão Bettencourt 942
#1476 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, eternidade, morte, vida, ressurreição, imortalidade]

A revista GALILEU, maio 2006, traz uma reportagem com o título acima, a qual expõe como a medicina e a tecnologia contemporânea, se esmeram ao tentar proporcionar ao homem a imortalidade corporal, substituindo tecidos desgastados pela velhice ou a moléstias, seria dado ao ser humano prolongar indefinidamente a sua vida neste mundo.
2 #REVISTA = 530 
jesus = 8 
evangelho = 5 
estão = 4 
história = 4 
paixão = 4 
deus = 4 
judas = 4 
tanto = 4 
estas = 3 
segundo = 3 
PeRMundo Atual Continuam a Trair Jesus (0.57) Estêvão Bettencourt 1158
#1480 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, Pe. Cantalamessa, Dante Alighieri, evangelho de Judas]

O Pe. Cantalamessa chama a atenção para o fato de que Jesus continua a ser vendido, desta vez não por trinta dinheiros, mas, a editores e livreiros, por bilhões de dinheiros. Com efeito, as lendas dos apócrifos têm-se tornado obras de grande comercialização, que tanto mais rendosa é quanto mais sensacionalista. Nessa exploração comercial estão incluídos o "Evangelho de Judas" e o romance "O Código Da Vinci" de Dan Brown.
3 #REVISTA = 530 
madalena = 46 
maria = 43 
jesus = 35 
maria madalena = 26 
mulher = 10 
tradição = 10 
pecadora = 9 
evangelhos = 9 
senhor = 7 
segundo = 7 
PeREscrituras Maria Madalena nos evangelhos e nos apócrifos (1.13) Estêvão Bettencourt 2313
#1481 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, Madalena, gnosticismo, apócrifos, evangelhos, tradição, maniqueismo]

Maria Madalena é citada cinco vezes nos Evangelhos; não há por que a identificar com uma prostituta. Ocorrem nos Evangelhos quatro mulheres distintas: a pecadora anônima de Lc 7, 36-50, a mulher que acompanhava Jesus e lhe servia com as suas posses (Lc 8, 1-3), a irmã de Marta e Lázaro (Jo 12, 1-12) e a mulher adúltera de Jo 8, 1-11. Nos apócrifos de origem gnóstica e maniquéia (não cristã, porque dualista) aparece Madalena como confidente de Jesus. É desta fonte que alguns autores modernos pretendem desenvolver a figura de Jesus descrita pelos evangelistas. Esta tendência carece de todo fundamento, pois a tradição cristã é diversa no tocante a Madalena após a ressurreição de Jesus.
4 #REVISTA = 530 
matéria = 8 
gnósticos = 7 
gnose = 7 
roma = 5 
mundo = 4 
homens = 4 
igreja = 4 
conhecimento = 3 
corpo = 3 
deus = 3 
PeRO Que É? Gnosticismo (0.57) Estêvão Bettencourt 1153
#1489 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, gnose, gnosticismo, sincretismo, São Irineu]

A gnose (conhecimento) ou o gnosticismo é urna corrente de pensamento e vida sincretista, que tem base dualista: a matéria seria má por si mesma, e o espírito seria bom. Disseminou suas ideias através de escritos semelhantes aos da Bíblia. Daí serem chamados "apócrifos gnósticos". Embora professassem que a matéria é má e deve ser tida como fator de punição, os gnósticos eram frequentemente libertinos, porque julgavam que os que possuem a gnose têm a salvação garantida, independentemente do seu modo de vida.
5 #REVISTA = 530 
opus = 9 
filme = 9 
liberdade = 6 
howard = 5 
violência = 4 
ficção = 4 
gera = 3 
negar = 3 
declarações = 3 
ódio = 3 
PeRMundo Atual O Opus Dei se defende (0.67) Estêvão Bettencourt 1373
#1492 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, código da vinci, Dan Brown, opus dei]

O Opus Dei é caricaturado por Dan Brown em seu romance "O Código Da Vinci". Daí a defesa do Opus Dei. O Serviço de Informações do Opus Dei (a) emitiu a seguinte Nota em 12 de maio pp. em resposta a Ron Howard, diretor do filme homônimo...
6 #REVISTA = 530 
velho = 10 
cavalo = 6 
desgraça = 4 
filho = 4 
cavalos = 3 
sereis = 3 
vocês = 3 
pessoas = 3 
pernas = 3 
julgar = 3 
PeRSabedoria Julgamento (0.55) Estêvão Bettencourt 1112
#1494 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, julgamento, juízo]

Disse São Paulo: "Por isso, não julgueis antes do tempo; esperai que venha o Senhor: Ele porá às claras o que se acha escondido nas trevas. Ele manifestará as intenções dos corações. Então cada um receberá de Deus o louvor que merece". (1Cor 4, 5).
7 #REVISTA = 530 
cruzadas = 33 
cristãos = 24 
jerusalém = 15 
santa = 15 
terra = 14 
cruzados = 13 
terra santa = 12 
eram = 11 
deus = 11 
cavaleiro = 10 
PeRHistória As Cruzadas: Luzes e Sombras (1.08) Estêvão Bettencourt 2192
#1495 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, cruzadas, idade média, fé, islamismo, muçulmanos, Jerusalém, santo sepulcro]

O tema "Cruzadas" volta à toma no recente diálogo entre católicos e muçulmanos. Enquanto estes consideram as Cruzadas como expressão do imperialismo ocidental, vários estudiosos ocidentais, de reconhecida competência, veem nessas expedições um gesto de defesa dos lugares santos da Palestina ocupada por muçulmanos, que maltratavam os cristãos daquela região. O Papa Bento XVI tem procurado tecer um diálogo mais intenso entre católicos e muçulmanos. Um ponto delicado desse programa são as Cruzadas, que os árabes têm na conta de expressão do imperialismo ocidental. Todavia bons estudiosos contemporâneos propõem a revisão desse conceito. Tal a temática a ser explanada nas páginas subsequentes.
8 #REVISTA = 530 
igreja = 19 
fiéis = 17 
ofertas = 14 
cnbb = 9 
coletas = 8 
necessidades = 7 
campanhas = 7 
dízimo = 7 
bens = 7 
obrigação = 6 
PeRIgreja O quinto mandamento da Igreja (1.34) Estêvão Bettencourt 2725
#1498 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, dízimo, oferta, mandamentos da Igreja, Igreja, mandamentos]

A Igreja promulga cinco preceitos que explicitam a lei de Deus. O quinto versa sobre a obrigação que toca aos fiéis de colaborar financeiramente com o trabalho da Igreja. Já que esta formulação é um tanto vaga, deixando dúvidas na mente de muitos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) houve por bem propor seis maneiras de cumprir o preceito.
9 #REVISTA = 530 
arcebispo = 4 
arcebispo lima = 4 
esse = 4 
lima = 4 
igreja = 3 
fiéis = 3 
católica = 3 
igreja católica = 3 
vida = 3 
exemplo = 3 
PeRMundo Atual Ainda o "Código da Vinci" (0.57) Estêvão Bettencourt 1168
#1504 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, código da vinci, dan brown, consciência]

Aos 13 de maio de 2006 o Arcebispo de Lima (Peru) emitiu a seguinte Nota: "A responsabilidade da fé e da vida de fé do Povo de Deus pesa, de forma peculiar e própria, sobre os Pastores (Carta encíclica Veritatis Splendor, n° 114, de João Paulo II). Por isto é necessário formar devidamente a consciência dos fiéis, ensinando-lhes que procurem sempre a verdade antes de agir.
10 #REVISTA = 530 
banco = 16 
brasil = 15 
banco brasil = 14 
ccbb = 11 
exposição = 11 
cultural = 8 
centro = 7 
liberdade = 7 
arte = 7 
cultural banco = 6 
PeRMundo Atual Erótica, os Sentidos da Arte (0.70) Estêvão Bettencourt 1425
#1506 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, liberdade, respeito, censura, expressão, valores, direitos]

O Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB), no Rio de Janeiro, patrocinou a Exposição "Erótica - O Sentido da Arte", onde aparecem vários quadros obscenos e blasfemos. Entre estes achava-se um chamado "Desenhando com Terços", que apresentava órgão sexual masculino traçado com terços, da autoria da artista Mareia X. Por ação e protesto dos católicos o quadro foi retirado pela Direção do Banco do Brasil. Todavia vários artistas protestaram junto ao Ministro da Cultura, que emitiu uma Nota de Apoio à dita "arte..." em profundo desrespeito aos mais sagrados valores cristãos do povo brasileiro. A seguir, vão reproduzidos os principais textos que debateram o caso.
11 #REVISTA = 530 
deus = 23 
alma = 19 
século = 10 
molinos = 9 
qualquer = 9 
atitude = 8 
deve = 7 
graça = 7 
homem = 7 
santo = 6 
PeRO Que É? Quietismo: em que consiste? (1.32) Estêvão Bettencourt 2679
#1509 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, espiritualidade, história]

Uma atitude que se encontra nos homens religiosos através da história é o esvaziamento da alma, que procura manter-se passiva diante da Divindade, para que o dom de Deus realize a união dessa alma com o próprio Senhor. Tal forma de piedade assume modalidades diversas nas religiões da índia, na filosofia grega e no Cristianismo. No século XVII o assim chamado "Quietismo" suscitou sérias controvérsias, encabeçado pelo Pe. Miguel de Molinos, cujas ideias extremadas foram condenadas pelo magistério da Igreja; Molinos, homem profundamente piedoso, retratou-se e faleceu em paz com a Igreja.
12 #REVISTA = 530 
graal = 8 
código = 6 
vinci = 6 
código vinci = 6 
livro = 4 
santo = 4 
brown = 4 
verdade = 4 
santo graal = 4 
obra = 3 
PeRMundo Atual É tudo ficção (0.49) Estêvão Bettencourt 986
#1510 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, testemunho, Dan Brown, código da vinci, santo graal, revista Galileu]

A revista GALILEU, que não perde ocasião de espezinhar valores cristãos, desta vez publicou uma reportagem sobre o romance e filme "O Código Da Vinci" que põe em evidência o caráter fictício dos fatores que acusam a Igreja Católica no livro. O testemunho é especialmente significativo, pois procede de quem parece não querer ter preconceitos ao analisar fatos e ditos.
13 #REVISTA = 530 
vida = 8 
deus = 5 
religiosas = 4 
estudo = 4 
religião = 4 
hall = 3 
nada = 3 
pessoa = 3 
saúde = 2 
estresse = 2 
PeRCiência e Fé Orações não ajudam cardíacos (0.57) Estêvão Bettencourt 1165
#1517 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, oração, efeito placebo, modelo, orante]

Um estudo realizado nos Estados Unidos conclui que pacientes do coração em favor dos quais foram feitas orações, tiveram menos êxito em seu tratamento do que outros pelos quais não se fizeram orações. Isto não abala a fé no valor da oração. Deus pode deixar de atender às nossas súplicas como nós as formulamos para dar-nos algo mais conveniente a nosso verdadeiro bem. Não pode a criatura esquadrinhar os desígnios do Criador. A fim de julgar com mais exatidão a pesquisa em foco, seria necessário conhecer melhor os pormenores dos fatos registrados. Em suma, a fé no valor da oração não é atingida pelo episódio narrado pela imprensa, a qual, aliás, tem repetidamente noticiado quanto a oração beneficia os pacientes não só por sua eficácia sobrenatural, mas também pela influência tranquilizadora que exerce sobre o orante.
14 #REVISTA = 530 
vida = 8 
deus = 5 
religiosas = 4 
estudo = 4 
religião = 4 
hall = 3 
nada = 3 
pessoa = 3 
saúde = 2 
estresse = 2 
PeRCiência e Fé Pessoas religiosas têm vida mais longa (0.65) Estêvão Bettencourt 1321
#1518 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, fé, estresse, Daniel Hall]

A religião reduziria o estresse, segundo os cientistas. Um estudo feito pelo Centro Médico da Universidade de Pittsburg, nos Estados Unidos, revelou que participar de cerimônias religiosas regularmente pode aumentar a expectativa de vida.
15 #REVISTA = 530 
ordem = 5 
templários = 3 
carta = 2 
malta = 2 
militar = 2 
soberana ordem = 2 
ordem militar = 2 
reconhecimento = 2 
templo = 2 
ordem templo = 2 
PeRNotícias Cavaleiros Templários, esclarecimento (0.70) Estêvão Bettencourt 1411
#1519 Agosto 2006, 15 [530, agosto 2006, templários, código da vinci, osservatore romano]

“Ultimamente (2006), na Alemanha, circularam vozes insistentes a propósito de um presumido reconhecimento, da parte da Santa Sé, da assim chamada Ordem do Templo (Templerorden) e de muitos lugares chegaram solicitações de informações a respeito da autenticidade de uma carta assinalada pelo Secretário de Estado, que teria confirmado o exaltado reconhecimento. Estamos autorizados a declarar em relação a isso que tal carta é falsa e não honra quem a produziu....