||  Início  ->  Revista Pergunte e Responderemos

NÚMERO

-008 Março 1957 (11)
-007 Junho 1957 (8)
-006 Julho 1957 (12)
-005 Agosto 1957 (7)
-004 Setembro 1957 (9)
-003 Outubro 1957 (10)
-002 Novembro 1957 (15)
-001 Dezembro 1957 (12)
001 Janeiro 1958 (11)
002 Fevereiro 1958 (11)
003 Março 1958 (12)
004 Abril 1958 (11)
005 Maio 1958 (9)
006 Junho 1958 (10)
007 Julho 1958 (10)
008 Agosto 1958 (9)
009 Setembro 1958 (10)
010 Outubro 1958 (10)
011 Novembro 1958 (9)
012 Dezembro 1958 (12)
013 Janeiro 1959 (7)
014 Fevereiro 1959 (8)
015 Março 1959 (7)
016 Abril 1959 (7)
017 Maio 1959 (9)
018 Junho 1959 (7)
019 Julho 1959 (8)
020 Agosto 1959 (6)
021 Setembro 1959 (7)
022 Outubro 1959 (5)
023 Novembro 1959 (7)
024 Dezembro 1959 (6)
025 Janeiro 1960 (6)
026 Fevereiro 1960 (7)
027 Março 1960 (6)
028 Abril 1960 (9)
029 Maio 1960 (6)
030 Junho 1960 (9)
031 Julho 1960 (8)
032 Agosto 1960 (8)
033 Setembro 1960 (7)
034 Outubro 1960 (7)
035 Novembro 1960 (7)
036 Dezembro 1960 (7)
037 Janeiro 1961 (7)
038 Fevereiro 1961 (6)
039 Março 1961 (5)
040 Abril 1961 (6)
041 Maio 1961 (5)
042 Junho 1961 (5)
043 Julho 1961 (6)
044 Agosto 1961 (5)
045 Setembro 1961 (6)
046 Outubro 1961 (7)
047 Novembro 1961 (6)
048 Dezembro 1961 (5)
049 Janeiro 1962 (7)
050 Fevereiro 1962 (5)
051 Março 1962 (5)
052 Abril 1962 (6)
053 Maio 1962 (7)
054 Junho 1962 (5)
055 Julho 1962 (6)
056 Agosto 1962 (7)
057 Setembro 1962 (7)
058 Outubro 1962 (6)
059 Novembro 1962 (5)
060 Dezembro 1962 (8)
061 Janeiro 1963 (6)
062 Fevereiro 1963 (5)
063 Março 1963 (5)
064 Abril 1963 (5)
065 Maio 1963 (6)
066 Junho 1963 (5)
240 Dezembro 1979 (1)
344 Janeiro 1991 (8)
345 Fevereiro 1991 (8)
346 Março 1991 (9)
347 Abril 1991 (8)
348 Maio 1991 (6)
349 Junho 1991 (9)
350 Julho 1991 (5)
351 Agosto 1991 (8)
352 Setembro 1991 (7)
356 Janeiro 1992 (9)
360 Maio 1992 (1)
368 Janeiro 1993 (7)
369 Fevereiro 1993 (5)
370 Março 1993 (5)
371 Abril 1993 (6)
373 Junho 1993 (9)
374 Julho 1993 (8)
377 Outubro 1993 (11)
379 Dezembro 1993 (7)
380 Janeiro 1994 (7)
381 Fevereiro 1994 (7)
382 Março 1994 (7)
383 Abril 1994 (6)
385 Junho 1994 (6)
386 Julho 1994 (10)
387 Agosto 1994 (7)
388 Setembro 1994 (10)
389 Outubro 1994 (10)
390 Novembro 1994 (6)
391 Dezembro 1994 (8)
392 Janeiro 1995 (6)
393 Fevereiro 1995 (7)
395 Abril 1995 (10)
397 Junho 1995 (6)
398 Julho 1995 (10)
399 Agosto 1995 (7)
400 Setembro 1995 (8)
401 Outubro 1995 (11)
402 Novembro 1995 (8)
403 Dezembro 1995 (8)
449 Outubro 1999 (1)
457 Junho 2000 (8)
468 Maio 2001 (8)
491 Maio 2003 (14)
500 Fevereiro 2004 (9)
501 Março 2004 (8)
504 Junho 2004 (15)
505 Julho 2004 (7)
506 Agosto 2004 (15)
507 Setembro 2004 (7)
508 Outubro 2004 (12)
509 Novembro 2004 (12)
510 Dezembro 2004 (9)
513 Março 2005 (10)
516 Junho 2005 (12)
517 Julho 2005 (13)
518 Agosto 2005 (20)
519 Setembro 2005 (12)
520 Outubro 2005 (13)
521 Novembro 2005 (12)
522 Dezembro 2005 (12)
523 Janeiro 2006 (11)
524 Fevereiro 2006 (11)
525 Março 2006 (14)
526 Abril 2006 (12)
527 Maio 2006 (13)
528 Junho 2006 (15)
529 Julho 2006 (14)
530 Agosto 2006 (15)
531 Setembro 2006 (13)
532 Outubro 2006 (14)
537 Março 2007 (13)
539 Maio 2007 (14)
543 Setembro 2007 (18)
545 Novembro 2007 (12)
547 Janeiro 2008 (14)
548 Fevereiro 2008 (15)
549 Março 2008 (13)
551 Maio 2008 (14)
554 Agosto 2008 (15)
555 Setembro 2008 (13)
 
...CAPA*TÓPASSUNTOTÍTULO (hits/dia)AUTORHITS PDF
1 #REVISTA = 527 
você = 7 
deus = 6 
noiva = 5 
pecador = 4 
relações = 4 
pecado = 4 
jovem = 3 
paróquia = 3 
catequese = 3 
relações sexuais = 3 
PeRPrática Cristã Cristo ou a Noiva? (0.55) Estêvão Bettencourt 1381
#31 Maio 2006, 01 [dilema, sexo, sexualidade, castidade, abstinência, tentação, 527, Maio 2006]

Mas como ficar sem relações sexuais durante três anos?
2 #REVISTA = 527 
maria = 10 
jesus = 9 
cristão = 8 
cristo = 8 
outro = 6 
filho = 4 
olhar = 4 
outro jesus = 4 
fazer = 3 
piedade = 3 
PeRMaria Santíssima Ser para Maria um outro Jesus (0.61) Estêvão Bettencourt 1538
#32 Maio 2006, 01 [idolatria, mariolatria, devoção, veneração, 527, Maio 2006]

A devoção a Maria SSma., especialmente praticada no mês de maio, é muitas vezes mal entendida, como se fosse mariolatria.
3 #REVISTA = 527 
imprensa = 3 
liberdade = 3 
santa = 3 
haja = 2 
igualmente = 2 
crenças = 2 
respeito mútuo = 2 
país = 2 
declaração = 2 
agressão = 2 
PeRNotícias O Conflito Dinamarca x Muçulmanos (0.74) Estêvão Bettencourt 1867
#33 Maio 2006, 01 [paz, conflito, dinamarca, muçulmanos, islamismo, caricatura, Maomé, Vaticano, Santa Sé, 527, Maio 2006]

A leitura da história nos ensina que pelo caminho da ação e reação não se curam as feridas na vida dos povos.
4 #REVISTA = 527 
igreja = 34 
católica = 15 
igreja católica = 14 
velhos-católicos = 13 
padres = 11 
católicos = 8 
comunhão = 8 
döllinger = 7 
vaticano = 7 
padre = 7 
PeRO Que É? Os Vétero-Católicos (1.41) Estêvão Bettencourt 3549
#34 Maio 2006, 01 [igreja, cisma, Döllinger, velhos-católicos, 527, Maio 2006]

Os velhos-católicos são católicos que não aceitaram a definição da infalibilidade do Papa em matéria de fé e de Moral, definição proferida pelo Concílio do Vaticano I (1870). O respectivo clero é casado e celebra validamente a S. Missa, pois estão na linha da sucessão apostólica. - Bem diverso é o caso de padres católicos que deixam o ministério (com ou sem a devida autorização) para se casar: estes não se tornam membros da comunidade vétero-católica, que, juridicamente independe da Igreja Católica. Há, pois, duas situações bem diferentes uma da outra: a dos padres vétero-católicos que não pertencem à comunhão da Igreja Católica, e a dos padres católicos, que permanecem na comunhão da Igreja Católica, embora em condições, muitas vezes, ilegais.
5 #REVISTA = 527 
lutero = 51 
grisar = 19 
franca = 15 
igreja = 13 
casamento = 8 
melanchthon = 8 
catarina = 7 
hesse = 7 
bigamia = 7 
deus = 7 
PeRProtestantismo Lutero em Plena Luz (1.34) Estêvão Bettencourt 3375
#35 Maio 2006, 01 [lutero, protestantismo, cisma, conduta moral, vida, bigamia, celibato, 527, Maio 2006]

O filme sobre Lutero que recentemente circulou pelo Brasil apresentou parcialmente a figura de Lutero. A bem da verdade, faz-se necessário apontar ainda outros traços que constituem a personalidade do ex-frade. Isto é feito nas páginas subseqüentes sem que se queira julgar a consciência de Martinho Lutero.
6 #REVISTA = 527 
verdade = 15 
nathan = 12 
relativa = 7 
vida = 7 
fazer = 7 
pais = 7 
baker = 6 
verdade relativa = 6 
mark = 5 
limites = 5 
PeRLivros A Verdade não é Relativa (0.61) Estêvão Bettencourt 1550
#39 Maio 2006, 01 [pedagogia, psicologia, psicoterapia, regras, disciplina, Mark Baker, 527, Maio 2006]

O psicoterapeuta Mark Baker narra o caso de casais que não queriam dar ordens aos filhos, mas deixavam que escolhessem as modalidades do seu comportamento, como se não houvesse um referencial permanente e absoluto da Verdade e do Bem. O resultado de tão liberais atitudes foi a desgraça dos filhos e a infelicidade dos pais.
7 #REVISTA = 527 
jesus = 26 
irmãos = 15 
filhos = 14 
josé = 11 
maria = 9 
irmãos jesus = 9 
dois = 6 
burroughs = 6 
teve = 6 
primeiro = 5 
PeRNotícias A Família de Jesus Cristo (0.73) Estêvão Bettencourt 1838
#42 Maio 2006, 01 [irmãos, família, fantástico, 527, Maio 2006]

Na noite de 25/12/05, quando ainda se celebrava o Natal, o programa FANTÁSTICO da TV Globo apresentou uma reportagem segundo a qual Maria SS teve outros filhos além de Jesus. A afirmação do pesquisador assim evocado é totalmente gratuita ou infundada. -A seguir, será proposta sucintamente a explicação do vocábulo "irmãos (de Jesus)" à luz da lingüística e da Tradição cristã. Os ditos irmãos de Jesus seriam filhos de São José num primeiro casamento (hipótese muito antiga, pois data de 150 aproximadamente a fonte que a propõe) ou seriam primos de Jesus, dado que São José teve um irmão chamado Cleófas ou Alfeu, ao qual se atribuem os filhos ditos "irmãos" de Jesus.
8 #REVISTA = 527 
reais = 9 
bruna = 8 
cada = 5 
vida = 5 
quero = 4 
programa = 4 
livro = 4 
surfistinha = 4 
mesma = 3 
sentir = 3 
PeRLivros O Doce Veneno do Escorpião (0.90) Estêvão Bettencourt 2267
#36 Maio 2006, 15 [prostituição, corpo, moral, adolescencia, 527, Maio 2006]

O livro relata minuciosamente, e usando jargão próprio, as experiências de uma jovem prostituta que, após "vender o seu corpo" (como ela mesma diz) durante três anos, concebeu o nojo de tal exercício e resolveu abandoná-lo para se casar e construir um lar. O pecado atrai docemente, mas atraiçoa o seu cliente, fazendo-o sofrer.
9 #REVISTA = 527 
brígida = 15 
santa = 14 
promessas = 8 
revelações = 8 
orações = 7 
purgatório = 7 
santa brígida = 7 
suécia = 6 
papa = 6 
almas = 6 
PeRSantos e Místicos As Promessas a Santa Brígida (1.36) Estêvão Bettencourt 3428
#37 Maio 2006, 15 [revelações, Santa Brígida, promessas, colóquio, 527, Maio 2006, santos, místicos]

As promessas atribuídas a Jesus em colóquio com Santa Brígida são revelações particulares, que não exigem fé, mas podem não ser aceitas por quem não veja aí as devidas credenciais. É de notar também que não se conquista a salvação sem contínua vigilância e fidelidade à graça divina.
10 #REVISTA = 527 
consciência = 16 
objeção = 14 
objeção consciência = 13 
sociedade = 11 
estado = 8 
grupo = 8 
homem = 7 
recusa = 7 
serviço = 7 
comum = 7 
PeRO Que É? Objeção de Consciência (0.60) Estêvão Bettencourt 1507
#38 Maio 2006, 15 [cidadania, estado, totalitarismo, socialismo, consciência, sociedade, grupo, indivíduo, 527, Maio 2006]

A objeção de consciência é a recusa de obedecer a uma lei que o cidadão objetante julga iníqua. A questão é muito viva em nossos dias quando os Estados tendem a promulgar leis que ferem a vida humana. Há quem não aceite a recusa, pois considera todo cidadão como servidor da sociedade. A Moral católica reconhece o direito a objeção de consciência por parte de quem é solicitado (como médico ou não) a cometer um crime contra a vida humana.
11 #REVISTA = 527 
amor = 49 
deus = 28 
homem = 12 
igreja = 12 
eros = 9 
papa = 9 
ágape = 9 
encíclica = 8 
deve = 7 
próximo = 7 
PeRDocumentos Deus é Amor (0.72) Estêvão Bettencourt 1810
#40 Maio 2006, 15 [encíclica, teologia, filosofia, papa, Bento XVI, amor, eros, ágape, 527, Maio 2006]

Em sua primeira encíclica o Papa Bento XVI considera o tema muito distorcido do amor; a própria violência tem sido inspirada por certo tipo de amor como outrossim a libertinagem dos costumes. Na sua Parte I o Papa afirma que o homem, sendo psicossomático, ama sempre com a sua corporeidade (amor eros) e sempre com o seu espírito (amor ágape); aquele, porém, precisa de ser purificado para se adaptar ao amor ágape. O Verbo Encarnado é a manifestação plena desse amor ágape, e nos convida a amar como Ele amou... amar a Deus e ao próximo. A Igreja deve dar testemunho do ágape mediante o seu culto divino e seu serviço aos homens (Parte II)
12 #REVISTA = 527 
jesus = 55 
cristo = 31 
cristãos = 18 
flávio = 12 
luigi = 11 
nome = 11 
josé = 11 
existência = 11 
plínio = 10 
flávio josé = 9 
PeRHistória Existiu Jesus? Prove-o! (0.75) Estêvão Bettencourt 1894
#41 Maio 2006, 15 [história, Táctio, Suetônio, Plínio, nazarenos, Flávio José, 527, Maio 2006]

O cidadão italiano ateu Luigi Cascioli processou o padre Enrico Righi para que prove a existência de Jesus, pois o ateu julga que o sacerdote e, com ele, a Igreja estão abusando da credulidade popular, apregoando alguém que nunca existiu.
13 #REVISTA = 527 
taxa = 14 
taxa substituição = 7 
substituição = 7 
mulher = 6 
país = 6 
brasil = 5 
fertilidade = 5 
mortalidade = 4 
taxa fertilidade = 4 
filhos mulher = 3 
PeRNotícias Alerta Brasil (0.48) Estêvão Bettencourt 1221
#43 Maio 2006, 15 [natalidade, população, envelhecimento, 527, Maio 2006]

Não só os países do Hemisfério Norte, mas também o Brasil está incluído na tendência contemporânea de envelhecimento e declínio populacional que, caso não seja revertida, conduzirá no longo prazo ao definhamento e extinção da nacionalidade.