REVISTA PeR (1920)'
     ||  Início  ->  
Artigo

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 352 – setembro 1991

 

Formação Matrimonial, por Edições Familiaris Consortio, Caixa postal 12526, 91010 Porto Alegre (RS), 140 x 210 mm, 274 pp.

A Fundação Familiaris Consortio (em formação), de Porto Alegre, lançou o livro acima, que visa a preparar o(a)s candidato(a)s ao matrimônio para que façam um casamento cristão e feliz, de acordo com as normas da Exortação Apostólica Familiaris Consortio no 66. ([1]) Sabe-se que o êxito da vida conjugal depende, em grande parte, da tomada de consciência do significado e do valor dessa vocação. Se atualmente tantos casais se dão por fracassados, deve-se apontar o despreparo ou a imaturidade como uma das principais causas da desgraça.

A fim de contribuir para diminuir a incidência deste mal, a Fundação resolveu editar uma coletânea de textos do magistério da Igreja, acompanhados de breves comentários que expõem o sentido do matrimônio e da família (pp. 17-143) e propõem princípios de ação pastoral em prol da família "igreja doméstica" (pp. 145-266). Nesta segunda Parte do livro é lançado o Projeto "Namoro Cristão" (PNC), que tenciona pôr em contato mútuo jovens dispostos a constituir um autêntico lar cristão. Tal projeto utiliza o que chama "Boletim de Namorados", no qual são publicados os dados pessoais daqueles e daquelas que procuram unir-se em casamento.

É de notar que a primeira edição desta valiosa obra é distribuída gratuitamente; os exemplares podem ser solicitados à Fundação Familiaris Consortio, Caixa postal 12526, 91010 Porto Alegre (RS).

Recomenda-se a consulta desse livro, rico em ensinamentos do Papa João Paulo II e de seus assessores, que apontam o dever urgente de se preservar a família para que se preserve a sociedade civil e a eclesiástica: "O futuro da humanidade passa pela família. É, pois, indispensável e premente que cada homem de boa vontade se empenhe em salvar e promover os valores e as exigências da família. Sinto-me no dever de pedir aos filhos da Igreja um esforço especial neste campo. Conhecendo plenamente, pela fé, o maravilhoso plano de Deus, eles têm uma razão a mais para se dedicar à realidade da família neste nosso tempo de prova e de graça. Deveis amar particularmente a família. É o que concreta e exigentemente vos confio. Amar a família significa saber estimar os seus valores e possibilidades, promovendo-os sempre" (João Paulo II, Familiaris Consortio, no 86).

Não podemos deixar de nos congratular com o Dr. Clemente Henrique Puhl, incansável batalhador da Boa Causa, pela Fundação Familiaris Consortio e pelo lançamento de tão precioso Manual, que prazerosamente apresentamos aos nossos leitores.

Dom Estêvão Bettencourt



[1] Familiaris Consortio é documento redigido por João Paulo II após o Sínodo dos Bispos realizado em 1980 sobre o tema, retomando proposições dos Padres Sinodais. Traz a data de 22 de novembro de 1981.


GoNet - PR
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
4 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
-

:-)