REVISTA PeR (1800)'
     ||  Início  ->  
Artigo

"Sê Fiel Até a Morte..."

(Ap 2, 10)

Uma das mais belas palavras do linguajar humano (não somente do cristão) é o vocábulo fidelidade, que significa "firmeza e perseverança na adesão a um valor". A Escritura louva o amigo fiel, pois "ele não tem preço" (Eclo 6, 15s; 7, 18); "ele ama em todo tempo" (Pr 17, 17).

Ora Deus quis fazer-se, por excelência, o fiel amigo do homem. A fide­lidade O caracteriza, associada ao seu amor (cf. Ex 34, 6), ... fidelidade à Aliança que o Senhor quis concluir com os homens. Por isto o Antigo Testa­mento compara Deus a uma rocha firme e imutável (cf. Dt 32, 4); Ele não mente nem se retrata, como fazem as criaturas, diz o texto sagrado (cf. Nm 23, 19).

A fidelidade de Deus, já manifestada no Antigo Testamento, se tornou palpável no Novo Testamento, quando a Palavra se fez carne a fim de confir­mar todas as promessas dirigidas aos Patriarcas (cf. Jo 1, 14; 2Cor 1,20); Je­sus é a testemunha fiel (Ap 3, 14) e "os dons de Deus são irrevogáveis", en­fatiza o Apóstolo (Rm 11, 29).

Todavia o Deus fiel sabe que o homem é de argila e, por isto, sujeito à infidelidade. Apesar de tudo, quis apostar nele, convidando-o ao consórcio da sua vida (Gl 5, 22; Jo 15, 15). A criatura pode ter certeza de que, "se for infiel, Ele permanecerá fiel, porque, negar-se a si mesmo, Ele não o pode" (2Tm 2, 13).

Ao homem compete reconhecer essa fidelidade de Deus. Na tentativa de lhe corresponder, toca-lhe, antes do mais, pedir ao Senhor a graça da pró­pria fidelidade. Esta implica primeiramente em amor, ... amor a Deus, "que primeiro nos amou" (1Jo 4, 19), mas também inclui fortaleza, magnanimi­dade, horror à covardia e à mesquinhez.

Nos últimos tempos, diz o Apocalipse, a fidelidade dos justos será ar­duamente posta à prova (cf. Ap 13, 10; 14, 12). — O cristão vive consciente de que qualquer momento pode ser o derradeiro; por isto esmera-se por ser sempre mais fiel frente às seduções dos dias que passam. O mundo precisa de ver e sentir fidelidade precisamente quando tantos valores são violados. É a fidelidade generosa até a morte que impressiona e permite entrever algo da fidelidade do próprio Deus. O Papa João Paulo II dizia-o aos cristãos da Cos­ta do Marfim em 11/05/80:

"Sede o que deveis ser: em relação ao Senhor, que vos chamou, e aos olhos do mundo, que precisa do vosso testemunho evangélico. E isto, segun­do a vocação que é própria a cada um. É questão de fidelidade..."

Fidelidade... Sim; aí está a síntese de qualquer programa de vida hu­mana e cristã. O segredo dos grandes é saber chegar, com dignidade e magna­nimidade, até o fim de seus propósitos.

"Sê fiel até a morte, e eu te darei a coroa da vida!" (Ap 2, 10).

 

Dom Estêvão Bettencourt


GoNet - PR
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
-

:-)