PROTESTANTISMO (1976)'
     ||  Início  ->  
Artigo

As Aparições de Maria Santíssima e a Intercessão dos Santos, pecado contra o Espírito Santo?

Síntese:
As aparições de Maria Santíssima e a intercessão dos santos nos levam a algumas reflexões sobre os tempos atuais e muitos cristãos de boa fé.

Se a intercessão dos santos é falsa, então as aparições de Maria Santíssima são obra do demônio com a intenção de enganar os católicos dada a magnitude dos acontecimentos ?
E se são obra do maligno, então os frutos da árvore são ruins ?
Ora, mostre-me um não cristão, ateu, cético etc. que tenha se convertido (e salvo) graças a Lourdes, Fátima ou Guadalupe, e quem insistir em negar a ação de Deus não estará muito perto de cometer o mesmo pecado contra o Espírito Santo (Verdade) que os fariseus ao acusar Jesus de “possuído de Beelzebul”, mesmo com todos os sinais, obras e frutos de amor e graça que Jesus realizava? Cuidado gente... cuidado para não ser obstáculo à obra do Espírito Santo. As aparições de Maria Santíssima exigem uma explicação melhor!
Ou, são verdadeiras e portanto...

Vamos associar o acima com a Bíblia e o pecado contra o ES? Pois vejamos o que diz Jesus em Mateus:

Mateus, cap. 12:
(22) Apresentaram-lhe, depois, um possesso cego e mudo. Jesus o curou de tal modo, que este falava e via.
(23) A multidão, admirada, dizia: Não será este o filho de Davi?
(24) Mas, ouvindo isto, os fariseus responderam: É por Beelzebul, chefe dos demônios, que ele os expulsa.
(25) Jesus, porém, penetrando nos seus pensamentos, disse: Todo reino dividido contra si mesmo será destruído. Toda cidade, toda casa dividida contra si mesma não pode subsistir.
(26) Se Satanás expele Satanás, está dividido contra si mesmo. Como, pois, subsistirá o seu reino?
(27) E se eu expulso os demônios por Beelzebul, por quem é que vossos filhos os expulsam? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes.
(28) Mas, se é pelo Espírito de Deus que expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus.
(29) Como pode alguém penetrar na casa de um homem forte e roubar-lhe os bens, sem ter primeiro amarrado este homem forte? Só então pode roubar sua casa.
(30) Quem não está comigo está contra mim, e quem não ajunta comigo, espalha.
(31) Por isso, eu vos digo: todo pecado e toda blasfêmia serão perdoados aos homens, mas a blasfêmia contra o Espírito não lhes será perdoada.
(32) Todo o que tiver falado contra o Filho do Homem será perdoado. Se, porém, falar contra o Espírito Santo, não alcançará perdão nem neste século nem no século vindouro.
(33) Ou dizeis que a árvore é boa e seu fruto bom, ou dizeis que é má e seu fruto, mau, porque é pelo fruto que se conhece a árvore.

Se os frutos de uma árvore são divisão e obstáculo ao Espírito Santo, o que fazer?
1- Sair debaixo dessa árvore rapidinho...
2- Orar para que até mesmo os escolhidos não sejam enganados.

Hebreus, cap. 11,39-40; 12,1:
(39) E, no entanto, todos estes mártires da fé não conheceram a realização das promessas!
(40) Porque Deus, que tinha para nós uma sorte melhor, não quis que eles chegassem sem nós à perfeição (da felicidade).
(1) Desse modo, cercados como estamos de uma tal nuvem de testemunhas, desvencilhemo-nos das cadeias do pecado. Corramos com perseverança ao combate proposto, com o olhar fixo no autor e consumador de nossa fé, Jesus.

Conclusão, por que acredito?

1- Porque é fato consumado na história do cristianismo da qual a Igreja Católica é inseparável e da qual a bíblia é apenas parte, sendo professada pela tradição e pelos padres apostólicos.
2- Porque como disse São Tomás de Aquino, “a oração pelos outros decorre do amor ao próximo” e como disse Jesus “Deus é um deus de vivos, não de mortos”.
3- Porque a intercessão dos Santos não derroga à unicidade do Salvador e Mediador Jesus Cristo. Ao contrário, esse intercâmbio entre vivos e mortos decorre da obra redentora de Cristo e dá glória ao Salvador; é expressão da excelência dessa salvação.
4- Ora, quem sou eu pra dizer que não? Por que haveria de preferir seguir as idéias dos reformadores (séculos 16, 17, 18...) em vez dos padres apostólicos que fizeram a história do cristianismo (séculos 2-8)?

=-=-=

Ver também  artigo Culto dos Santos, de Dom Estêvão Bettencourt.

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
12 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)