DEUS (1465)'
     ||  Início  ->  
Artigo

O Silêncio de Deus

 

O principal argumento do ateu é o silêncio de Deus: diante do mal e do sofrimento existente neste mundo, onde está Deus?

 

Mas há duas premissas falsas implícitas nessa argumentação:

 

1) Deus veio mas não reconhecem Deus em Jesus.

 

2) De que a inteligência do homem está no mesmo plano da de Deus e tem capacidade para entender e até mesmo julgar os planos de um Deus-criador de um universo absolutamente gigantesco e do qual pouco sabemos. Chega a ser patética tal pretensão.

A verdade é que a formiga não sabe o que tem além do formigueiro.

 

A primeira premissa realmente não é fácil de reconhecer, depende da razão mas também de fé.

Mas a segunda é meramente lógica, racional, e isso o ateu não percebe.

 

Outro detalhe interessante é que muitos ateus o são por revolta. A própria negação de Deus, por causa do silêncio de Deus, é uma espécie de revolta contra Deus. Mas aí cabe a pergunta: como pode alguém odiar ou se revoltar contra algo que não existe?

 

Além da segunda premissa falsa, pensam que entender (ou pretender entender "cientificamente") COMO o universo funciona significa dispensar Deus.

 

A analogia com um relógio ajuda. O ateu se satisfaz por saber como o relógio funciona, mas não explica de onde veio o relógio, por que é assim e não assado, para que serve, como o acaso poderia criar algo tão complexo sem uma causa inteligente, sem um projetista ou criador, e nem sabe se existem outros relógios mais complexos ou maiores que o próprio relógio que poderia fazer parte de uma relojoaria muito mais abrangente. Ou seja, não sabe nada, pensa que sabe muito e dispensa Deus se achando um semideus com sua cienciazinha que, daqui a 100 anos, provavelmente dirá que hoje éramos primatas e muita coisa é diferente do que pensamos hoje, da mesma forma como ontem pensávamos que a terra era plana e hoje achamos que é redonda e APENAS redonda num universo tridimensional.

 

Sócrates dizia: só sei que nada sei.

O ateu diz: não há limites para o conhecimento do homem! Para que precisamos de um deus? O homem pode aprender e fazer tudo.

 

Notem a semelhança com o pecado original, quando a serpente tenta Eva dizendo-lhe que poderia saber tudo e ser como Deus se comesse a tal fruta.

 

Pois ela comeu e o resultado taí: tem gente que até hoje ainda acredita no que a serpente disse e nega a si mesmo a única opção que dá um sentido à vida.

 

Sugestão:

http://www.catolicos-online.com/index-read.php?num=2125

O encontro de Jesus com a mulher Cananeia. Pregação do Pe. José Ruy em 08/08/2012 gravada na paróquia de Santa Ana, Nova Friburgo/RJ.


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)