ESCRITURAS (1037)'
     ||  Início  ->  
Artigo

A palavra de Deus

A Voz do pastor No 6 - 07 de setembro de 2010

 

Meus queridos amigos, em um tempo onde muito se ouve falar de “Palavra de Deus”, inclusive com argumentos distantes dela mesma e mais próximos de interesses pessoais, hoje vos convido a meditar esta preciosa fonte da Revelação Divina.


Em primeiro lugar recordamos qual é realmente a Palavra de Deus: O apóstolo são João nos diz: “O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida” (1Jo 1,1) e ainda: “E a Palavra se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do Unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade” (Jo 1,14).


Concluímos, assim, que Cristo é “a Palavra de Deus”. Segundo o concilio Vaticano II Ele é “a consumação plena da revelação do Pai” (cfr. DV, 4), de modo que há sentido na tradicional Expressão: “A Bíblia é a Palavra de Deus”, porque em suas páginas encontramos um testemunho autorizado de Cristo. Lemos reverentemente as letras impressas no papel, porque nelas Deus nos fala de si mesmo.


No mesmo Evangelho segundo são João: “Tudo foi feito por Ela, e sem Ela nada foi feito” (Jo 1,3).


Esta visão nos enche de esperança, porque nossa confiança se funda em Deus, que se revela para nossa salvação (cfr. Ef 1,13)!


O santo Padre, o papa Bento XVI o proclamou de modo belo no Sínodo dos Bispos de 2008: “Somente a Palavra de Deus é fundamento de toda a realidade, é estável como o céu (Sl 118,89) e mais que o céu, é a realidade. Portanto, temos que mudar o nosso conceito de realismo. Realista é quem reconhece na Palavra de Deus, nesta realidade aparentemente tão frágil, o fundamento de tudo. A história da salvação não é um pequeno acontecimento, num planeta pobre, na imensidão do universo. Não é algo mínimo, que acontece por acaso num planeta perdido. É o motor de tudo, o motivo da criação. Tudo é criado para que haja esta história, o encontro entre Deus e a sua criatura”.


A Palavra Deus nos foi dada para ser vivida! Para ser encontro com o Deus que se revela. A verdadeira veneração à Palavra se dá no seguimento a Cristo. O fato de carregarmos um livro, ou colocá-lo em destaque em nossos lares não tem sentido se não é expressão de nossa adesão incondicional a Cristo.


Para este mês de Setembro convido a todos a uma meditação diária e orante da Palavra de Deus. Que este momento não falte em nosso dia, e que Cristo nunca falte em nossas vidas.


Que Deus abençoe a todos!

 

Dom Edney Gouvêa Mattoso,
Bispo Diocesano de Nova Friburgo


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)