REVISTA PeR (1294)'
     ||  Início  ->  
Artigo

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 545 – novembro 2007

 

Um Decálogo moderno:

 

OS DEZ MANDAMENTOS DO MOTORISTA

 

É crescente o número de vítimas do trânsito nas ruas e estradas.

No século XX cerca de 35 milhões de pessoas morreram em acidentes de trânsito. Os feridos atingiram o total de 1,5 bilhão. Em 2000 contaram-se 1,26 milhão. Estes dados sugeriram ao Pontifício Conselho para Emigrantes e Itinerantes a formulação de um Decálogo do Motorista, que vai abaixo proposto. Além do quê foram recordados certos fatores daninhos à tranquilidade do trânsito: o uso do álcool e das drogas, o recurso a celulares por parte de quem está dirigindo, a distração...

Eis o Decálogo do Motorista:

 

Os Dez Mandamentos do Trânsito

1)

Não matarás.

 

2)

A estrada seja para ti um instrumento de comunhão entre as pessoas e não de dano mortal.

3)

Cortesia, correção e prudência te ajudem a superar os imprevistos.

4)

caridoso e ajuda o próximo na necessidade, especialmente se for vítima de um acidente.

5)

Que o automóvel não seja para ti expressão de poder e domínio e ocasião de pecado.

6) Convence com caridade os jovens e os outros para que não dirijam sem condições de fazê-lo.

7)

Presta apoio às famílias das vítimas dos acidentes.

8)

Reúne a vítima com um motorista agressor, em um momento oportuno, para que possam viver a experiência libertadora do perdão.

9)

Na estrada, guia o mais fraco.

10) Sente-te responsável pelos demais

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
2 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
-

:-)