MUNDO ATUAL (1399)'
     ||  Início  ->  
Artigo

RAPINAS DO FALSO EVANGELHO

 

“Como uma gaiola cheia de pássaros, assim as suas casas estão cheias de rapinas. Por isso tornaram-se grandes e ricos, gordos e reluzentes. Ultrapassaram, até mesmo, os limites do mal” (Jr 5, 27.28).

 

 O problema mais premente que o líder da Igreja Universal do Reino de Deus “bispo” Edir Macedo enfrenta é a denúncia feita pelo Ministério Público Federal à Justiça que detalha como a igreja utiliza o dinheiro arrecadado de seus fiéis. O “bispo” é qualificado como “organizador das atividades criminosas” e acusado de estelionato, evasão de divisas, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica. “Os pregadores valem-se da fé, do desespero ou da ambição dos fiéis para lhes vender a ideia de que Deus apenas olha pelos que contribuem financeiramente com a igreja”, escreveu o procurador Dr. Silvio Luís de Oliveira.

 

O dinheiro arrecadado com fiéis, de maneira agora questionada pela Justiça, é a maior fonte de financiamento da Rede Record. A cada ano, esse valor vem aumentando. No ano passado, a Universal repassou 430 milhões de reais à emissora com a justificativa de compra de horário para seus programas religiosos. Com esses recursos passou a produzir novelas e reforçou seu elenco de artistas e jornalistas. A intenção era alcançar a audiência da Rede Globo até 2010. Mas, depois de conseguir a média diária de 8,3 pontos na Grande São Paulo em 2008, o seu ibope caiu no ano seguinte e mantém-se estagnado na casa dos 7 pontos (1).

 

Disse o missionário R.R.Soares, líder da Igreja da Graça: “Medição de audiência é coisa do capeta”. Seu programa na TV Bandeirantes registra traço de pouca audiência (2)...

 

Gastam-se milhões de Reais para pagar programas religiosos com retornos insignificantes. Pouca gente assiste e pouca gente se converte de fato e de verdade ao Senhor Jesus Cristo. O pequeno grupo que assiste só que saber de curas, milagres, bênção, libertação e de prosperidade. O interesse de receber coisas materiais é muito maior do que ser fiel audiência do programa e ser um cristão verdadeiro. A onda dessa gente é espetáculo, show e superficialidade.

 

A moda é ser crente virtual de uma igreja internética e mediática”. Tudo pelo multishow do evangelho gospel. Tais líderes são pop stars do culto à personalidade. São falsos artistas de uma encenação péssima e de uma espetacularização pra lá de ridícula.

São rapinas de um falso evangelho do reino capitalista. Esnobam-se pela fortuna arrancada do povo pobre e se orgulham pela impunidade de um Estado que é conivente com seus crimes.

 

Daquele que acredita que o dinheiro pode fazer tudo, pode-se suspeitar com fundamento que será capaz de fazer tudo por dinheiro”, afirma com categoria o cientista americano Benjamin Franklin.

 

O “Apóstolo” Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, tornou-se o líder religioso que mais investe na compra de horários na televisão brasileira. Esta gastando 18 milhões de reais por mês para manter programas na Rede TV, CNT, no Canal 21 e, a partir de outubro, também na Band. Ou seja, em um ano desembolsará 216 milhões de reais para bancar sua telepregação. É quase a metade do valor despejado em 2010 pela rival Universal na Record (3).

 “... enquanto um passa fome, o outro fica embriagado” (1 Cor 11,21).

 

Quanta gente passando necessidade, sem moradia própria e sem futuro, e esses religiosos se embriagando com a idolatria do dinheiro, na autopromoção e no autossensacionalimo denominacional. Usa o argumento de arrecadar dinheiro para pregar o evangelho, no entanto, a real intenção é promover o culto de si mesmo e o prazer da luxúria.

 

 Nosso Senhor Jesus Cristo nos exorta de forma magistral contra esses pregadores: “Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’ entrara no Reino dos Céus, mas sim aquele que pratica a vontade de meu Pai que está nos céus. Muito me dirão naquele dia: Senhor, Senhor não foi em teu nome que expulsamos demônios e em teu nome que fizemos muitos milagres? Então eu lhes declarei: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, vos que praticais a iniquidade” (Mt 7, 21-23).

 

Toda mentira, engano, heresia e corrupção dos falsos pregadores do evangelho não demoram por muito tempo, logo aparecem seus escândalos e suas quedas.

 

São Paulo Apóstolo sabia dessas coisas e nós sabemos, temos o mesmo Espírito Santo (Ler 2 Tm 3,8.9).

 

O verdadeiro cristão fiel a sua Igreja: Una, Santa, Católica e Apostólica, fica longe e livre dessas rapinas e tem a missão de denunciar esses falsos mestres e pregar o Santo Evangelho da renúncia e do martírio. Pregar a mensagem de Cristo é proclamar a centralidade do seu ensino: “SALVAÇÃO DAS ALMAS”, TÃO SOMENTE POR MEIO DA FÉ E DA GRAÇA DO BOM DEUS.

 

 

Pe. Inácio José do Vale

Professor de História da Igreja

Pregador de Retiros Espirituais

Especialista em Ciência Social da Religião

 

 

Notas:

(1) Veja, 21/09/2011, p. 71.

(2) Época, 22/09/2011, p. 41.

(3) Veja. 21/09/2011, p.53.

 


Católicos Online - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)