A Falsa Doutrina Bíblica

DESMASCARANDO ROBERTO TORRECILHAS E SUA DOUTRINA NEM UM POUCO BÍBLICA

Roberto Torrecilhas no estilo Edir Macedo e também certamente inspirado por Rene Terra Nova, Neusa Itioka e INRI CRISTO, postou em sua página particular na Internet imprecisões, inverdades e fábulas contra o catolicismo.

 

As citações de Roberto Torrecilhas podem ser notadas: Disponível em http://gritosdealerta.blogspot.com.br/p/desmascarando-o-catolicismo-romano-19.html até 16/02/2016

 

Para que se tenha noção de sua falta de conhecimento e ranço contra o catolicismo, destacamos apenas algumas passagens do seu texto que revelam a doutrina ensinada por Torrecilhas aos incautos, senão vejamos:

 

Disse Roberto Torrecilhas:

Item 6.1 – parágrafo quarto – “Impedidos de interpretar a Bíblia por si mesmos, os leigos estavam privados da possibilidade de ver quão desrespeitosos à Bíblia são os dogmas acobertados pela Tradição. Só dessa forma, os dogmas fundamentados na Tradição estariam resguardados de julgamento e a Bíblia reduzida, assim, a um livro ininteligível e destituído de autoridade.”

 

Nossos comentários:

 

A Interpretação da Bíblia é vedada aos leigos porque:

A Bíblia diz: “Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. ” 2 Pedro 1, 20

 

Portanto,

Quem “interpreta” tal como Roberto Torrecilhas, afronta a Bíblia.

 

Acertaram os leigos católicos que não interpretam a Bíblia.

Acerta a Igreja que ensina que apenas a Igreja tem autoridade para interpretar as escrituras: “Todavia, se eu tardar, quero que saibas como deves portar-te na casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade. ” 1 Timóteo 3:15

Isto não significa que católicos não podem ler a Bíblia. Devem ler. Sempre. E algumas passagens podem ser tão simples que aparentemente qualquer pessoa poderia entender. Portanto, ler é dever. E o dever de ler é escutando, sobretudo, a Igreja, intérprete perfeita da Bíblia por ser coluna e sustentáculo da verdade.

 

Roberto Torrecilhas diz ainda:

Item 6.2 parágrafo primeiro: “A Tradição da Igreja Romana é, sem dúvida alguma, um “outro evangelho” (Gl 1.8); antítese do Evangelho do Senhor Jesus Cristo. Ela não tinha lugar na igreja primitiva. ”

 

Nossos comentários:

 

Aqui Roberto Torrecilhas comprova ser alguém que não estuda sobre a Igreja Primitiva.

Se existe algo que a Igreja Primitiva fazia era seguir a tradição.

Afinal de contas, a Bíblia não caiu pronta do céu e a transmissão da doutrina só foi possível graças ao ensino oral.

Mas o que disseram os cristãos primitivos sobre a tradição e que Roberto Torrecilhas não sabe ainda porque ao invés de estudar está ocupado assistindo Valdemiro Santiago, Silas Malafaia e RR Soares na TV ?

 

“Não podemos, caríssimos, de modo algum duvidar de que toda a observância cristã procede de instruções divinas e de que tudo o que a Igreja recebeu como costume de devoção provém da tradição apostólica e do ensinamento do Espírito Santo” São Leão Magno

 

“Em primeiro lugar [Inácio de Antioquia], acautelava-se a conservar firmemente a tradição dos apóstolos que, por segurança, julgou necessário fixar ainda por escrito. Estava já prestes a ser martirizado. ” (História Eclesiástica Livro III, 36,4. Eusébio de Cesaréia, + ou – 317 d.C).

 

A ignorância de Roberto Torrecilhas é completa quando faz referência ao tema Tradição Apostólica.

 

E para que sua falsa doutrina seja desmascarada de forma cabal, sugerimos o texto abaixo que demonstra de forma inequívoca os pensamentos dos pais da Igreja favoráveis a Tradição e que Roberto Torrecilhas copiando seus mentores rejeita:

 

Pais da Igreja e a Tradição Apostólica

http://www.apologistascatolicos.com.br/index.php/patristica/estudos-patristicos/629-pais-da-igreja-e-a-tradicao-apostolica

 

Roberto Torrecilhas, naturalmente, do modo mais evangélico possível fez afirmações que não condizem com a verdade, e, como não poderia deixar de ser, promoveu citações ao vento, sem citar fontes, referências bibliográficas e documentos históricos. Tudo é citado de qualquer maneira, conforme se vê abaixo:

 

Torrecilhas: “3-2. O TESTEMUNHO DOS PAIS DA IGREJA

Dos oitenta e quatro Pais da Igreja antiga, só dezesseis creem que o Senhor se referia a Pedro quando disse “esta pedra”.

Roberto Torrecilhas não disse quem seriam os 64 contra e nem quem seriam os 16 a favor da tradição.

E muito menos citou as doutrinas dos supostos 64 que na sua visão condenariam a doutrina católica. Nem um mísero pensamento ou texto.

Mais uma fábula lançada no ar para os inocentes que andam ajustando mestres para si.

 

“Porque virá tempo em que os homens já não suportarão a sã doutrina da salvação. Levados pelas próprias paixões e pelo prurido de escutar novidades, ajustarão mestres para si. Apartarão os ouvidos da verdade e se atirarão às fábulas. ” 2 Timóteo 4:3,4

 

Roberto Torrecilhas não desiste. O complemento da primeira frase é outra “pérola” que merece nossos comentários.

Depois de concluir: “…ela não tinha lugar na igreja primitiva”, já abordado acima, Torrecilhas conclui:

“O Evangelho só, contém “todo o conselho de Deus” (At 20.27), dispensando, portanto, a tradição vaticana. ”

 

Nossos comentários:

 

Trata-se de outro ensino errado de Torrecilhas:

O que dizem as Escrituras?

 

“Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém. ” João 21, 25

 

O texto bíblico acima está nos dizendo que Jesus fez.

E se Jesus fez tem valor.

E se tem valor significa que é precioso.

E se é precioso para nós, seguramente foi transmitido.

E se não foi transmitido de forma escrita, o foi de forma oral.

 

Para sustentar seu erro e passar adiante sua contaminada doutrina, Roberto Torrecilhas cita inclusive o texto de Atos 20,27:

Ora, o texto ali definido ensina exatamente o contrário. E nada fala sobre a suposta suficiência das Escrituras que Torrecilhas pretendeu sugerir.

O texto diz: “Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus.” Atos 20, 27

Onde o texto afirma que todo o Conselho de Deus está na Bíblia ?

Onde o texto acima condena a transmissão oral ou tudo aquilo que Jesus Cristo fez e que não foi escrito(João 21, 25) ?

Quem está certo ? A Bíblia ou Torrecilhas ?

 

Roberto Torrecilhas ainda tenta distorcer a atuação do Espírito Santo quando diz no quarto parágrafo do item 6.2 do seu repulsivo texto:

“A Confissão de Fé de Westminster traz num dos seus decretos algo que os católicos deveriam ler e não esquecer, que diz: “O Supremo Juiz, pelo qual todas as controvérsias de religião são determinadas e todos os decretos de concílios, opiniões de escritores antigos, doutrinas de homens e espíritos privados serão examinados e cujas sentenças devemos acatar, não pode ser outro senão o Espírito Santo, falando através das Escrituras”.

 

Torrecilhas diz que as “sentenças” que devem ser acatadas são aquelas do Espírito Santo falando através das Escrituras.

Ora bolas Sr.Roberto Torrecilhas !!!

 

O Espírito Santo fala através da Igreja (1 Timóteo, 3,15).

E a Igreja, inspirada pelo Espírito Santo deu a Bíblia ao mundo.

E somente a esta mesma Igreja compete sua interpretação (2 Pedro 1, 20)

Quer dizer que Roberto Torrecilhas deixou a Bíblia de lado para citar a Confissão de Westminster ???

Quem deu autoridade para que a aventura protestante de Westminster prevalecesse sobre as Escrituras ???

 

O que pretende Roberto Torrecilhas que deixando de lado as escrituras optou por consultar também os textos de Lietzmann ???

Para completa decepção de Roberto Torrecilhas que corre atrás de ensinos de homens, podemos afirmar que o Espírito Santo não fala nem através do herege Lietzmann e nem pela Confissão de Westminster.

O Espírito Santo fala sim, através da Igreja coluna e sustentáculo da verdade( 1 Timóteo 3, 15).

 

Conclusão:

A farsa é tão gritante que Roberto Torrecilhas chega a mencionar São Paulo como sendo alguém contrário a tradição, quando se sabe que o maior dos apóstolos pregou exatamente o contrário.

 

Torrecilhas tem a pachorra de afirmar que Paulo pregava sobre a suficiência das Escrituras:

 

Item 6.2, parágrafo segundo – “Paulo, o maior escritor e doutrinador do Novo Testamento, cujo ministério estava fundamentado no Evangelho, falou sobre a suficiência deste quando escreveu: “Antes de tudo vos entreguei o que também recebi; que Cristo morreu pelos nossos pecados, se¬gundo as Escrituras, e que foi sepultado, e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (1 Co 15.3,4, ênfase do autor).”

 

Mas o que São Paulo disse sobre a Tradição que Roberto Torrecilhas omitiu para não se auto condenar ?

“permanecei, pois, constantes, irmãos, e conservai as tradições que aprendestes, ou por nossas palavras, ou por nossa carta” (II Tes. 2, 15)

 

Mas não é só:

“que vos aparteis de todos os que andam em desordens e não segundo a tradição que receberam de nós” (II Tes 3, 6)

“Eu vos felicito por vos lembrardes de mim em toda ocasião e conservardes as tradições tais como eu vo-las transmiti.” (1 Cor 11, 2)

 

Sobre a suficiência das Escrituras alegada por Roberto Torrecilhas, o que a Bíblia ensina é exatamente o contrário:

“Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça;” (2 Timóteo 3, 16)

 

O texto é claro. As escrituras são proveitosas. Ou seja, são úteis. De grande auxílio. De inestimável auxílio.

Mas o texto não diz que as Escrituras são suficientes.

E nem poderia ser diferente.

Pois DEUS é grande de tal forma que ninguém pode medir, supor ou imaginar.

 

DEUS não está dentro de um livro e tampouco restrito a tinta e ao papel.

Poderia o DEUS que tudo criou ser menor do que a criatura por ele criada ???

Da nossa parte, optamos por aqueles que seguiram na igreja, segundo as escrituras, coluna e sustentáculo da verdade. 1 Timóteo 3, 15

E por dever de caridade, corrigimos todos aqueles que discordando de Jesus optaram por igrejas que ele não fundou e por “reformadores” que ele não constitui.

 

“A doutrina católica nos ensina que o primeiro dever da caridade não está na tolerância das convicções errôneas, por sinceras que sejam, nem na indiferença teórica ou prática ao erro ou vício em que vemos mergulhados nossos irmãos.” (São Pio X)

 

“Os sectários vociferam contra o que chamam ‘o nosso fanatismo’, porque os séculos passam e a Fé católica permanece imutável. Pelo contrário, o fanatismo dos sectários – por não guardar relação com a verdade – muda de vestimenta em cada época, levantando contra a Santa Igreja o espantalho de meras palavras, esvaziadas de conteúdo pelas suas obras: ‘liberdade’, que acorrenta; ‘progresso’, que devolve à selva; ‘ciência’, que esconde ignorância… Sempre uma bandeira que encobre velha mercadoria estragada. Oxalá se torne cada dia mais forte o ‘teu fanatismo’ pela Fé, única defesa da única Verdade!” (São Josemaria Escrivá)

 

Finalmente:

“Assim é o protestantismo: há pastores que não são pastores, e há doutrinas que não salvam, por não serem as doutrinas de Cristo”. (São Padre Pio)

 

Autor: André Silva – Livre divulgação com os devidos créditos


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
3 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
#0•A3722•C925   2017-05-11 16:16:26 - Convidado/[email protected]
A Bíblia é algo suficiente para compreendermos Deus,afinal,a Bíblia informa que nada vai além do que está escrito,portanto,afirmar que a Bíblia não é o suficiente é um ensinamento que forma uma pessoa má.
O Catolicismo é algo muito errado,afinal,ele é ou era formado por mentiras.
A Bíblia informa que o sangue de Cristo purifica os homens que estavam manchados espiritualmente pelos pecados que esses homens praticaram,praticam e praticarão.
Eu não estou confortavelmente em relação ao tempo para ensinar a você os ensinamentos que agradam a Deus.
Ler mais...  -  Responder
#1•R925•C926   2017-05-14 08:58:55 - Convidado/Claudio Maria
Meu caro, é a Igreja que dá VERACIDADE à Bíblia.
Sem Igreja nem Bíblia haveria, nem cristianismo.
Isso que você afirma é um absurdo, pois por mais de 15 séculos não havia uma Bíblia na mão de cada pessoa e quem evangelizou o mundo sempre foi a Igreja.

O Sr. nem sabe porque crê no que está escrito na Bíblia, pelo visto.
Ou o Sr. acredita em tudo o que lê?
O católico sabe, pois crê no que está escrito porque, ANTES, crê no que TESTEMUNHA a Igreja Apostólica, mãe da Bíblia.

Se só existe UMA verdade e uma Bíblia, então por que existem tanta......

Ler mais...  -  Responder
#0•A3722•C850   2016-08-12 21:20:52 - Convidado/Bel Dantas
EM DEFESA DA SANTA MÃE DE JESUS CRISTO CONTRA OS ATAQUES DE SOLANO PORTELA E CIRO ZIBORDI

É público e notório que parte dos pregadores evangélicos usa palavras soltas e fora de contexto para atacar a doutrina católica, quase sempre modificando o real sentido das Escrituras.

Uma das questões que geram mais indignação e raiva por parte dos pastores evangélicos é a veneração católica à Santíssima Virgem Maria.
Desejando mais uma vez atacar a figura da mãe de Jesus Cristo, e imaginando que seriam notados apenas por seus súditos habituais, dois destes pregadores......

Ler mais...  -  Responder
#0•A3722•C845   2016-08-09 15:46:26 - Convidado/Dani Acioli
O que acontecerá com os reformadores que mutilaram a palavra de Deus?
Cai a Farsa

A mentira

BARUC É APÓCRIFO
Segundo os ensinos dos protestantes, que arrancaram o livro de BARUQUE da biblia original, segundo a mentalidade dos mesmos, segundo os mesmos por não ser inspirado por Deus, mas segundo a biblia deles BARUQUE escreve um livro inspirado pela boca de Deus, será que os protestante realmente leem a biblia?

VEJA COM SEUS OLHOS COMO ELES NÃO LEEM A BIBLIA:

EDIÇÃO PROTESTANTE:

Então Jeremias chamou a Baru......

Ler mais...  -  Responder

:-)