MUNDO ATUAL (1783)'
     ||  Início  ->  
Artigo

CARDEAL MARADIAGA E O FENÔMENO DAS SEITAS NA AMÉRICA LATINA

 

O cardeal hondurenho Oscar Rodríguez Maradiaga, arcebispo de Tegucigalpa, foi designado, pelo Papa Francisco, como coordenador do grupo de oito cardeais que irão assessorá-lo na reforma da Cúria Romana, o governo central da Igreja. O Papa Francisco pediu ao grupo de oito cardeais, procedentes dos cinco continentes, que estudem “um projeto de revisão” da constituição apostólica, de 1988, que regulamenta a composição dos vários organismos ou ministérios da Cúria Romana, com mais de 2000 funcionários (1).

 

AS SEITAS SÃO VERDADEIRAS AMEAÇAS PARA A IGREJA

 

As seitas religiosas representam, cada vez mais, um desafio para a Igreja Católica, sobretudo na América Latina. Foi o alarme lançado pelo cardeal Maradiaga. “Este não é apenas um problema religioso, mas também econômico e político”, disse o Cardeal, argumentando: “Originariamente, as seitas eram denominações religiosas importadas de outros países, como os Estados Unidos. Hoje, tornaram-se um produto autóctone”. “Não são mais seitas, são comércio”, acrescentou o Cardeal Maradiaga, citando como exemplo os grupos que nascem, a cada dia, na América Central.

 

“Algumas seitas, definidas "evangélicas" têm a pretensão de chegar ao poder, e assim, os políticos vão buscar seu voto. Mas na América Latina, "evangélico" é um conceito que engloba tudo: o que é realmente evangélico, e também o que não é!” (2).

 

O Cardeal Maradiaga é um grande estudioso dos Novos Movimentos Religiosos na América Latina. Quando eu estava fazendo o mestrado em Sociologia da Religião estudei vários textos sobre Seitas do Cardeal Maradiaga.

 

Há mais de duas décadas pesquiso o fenômeno das Seitas. Há muitas verdades a serem reveladas sobre o sistema sectário. Por detrás desse sistema existem Sociedades Secretas que promovem e financiam cismas nas grandes religiões e nas grandes igrejas cristãs. Por dois principais motivos: interesse econômico e quebra do monopólio do sistema religioso. Pela divisão fica mais fácil o controle do poder dos mentores das Sociedades Secretas. Pelo cisma, a liderança religiosa não consegue um poder absoluto, uma autoridade centralizadora e uma influência mundial de comando. Todo poder dividido, muitas cabeças mandando, facções em transe e boçais pensando ser intelectual para tudo isso têm um nome especial: “Babel”. No projeto Babel, tudo termina em confusão, em nada.

 

Há uma conexão inseparável entre Sociedade Secretas e Seitas. As heresias são sintomas desse grande sistema. As aberrações doutrinárias são criadas para provocar escândalos, divisões e lucros financeiros. Quantos produtos tolos e enganosos são vendidos em nome da fé, da espiritualidade e da autoajuda. O esoterismo conectado à Nova Era, a Cabala da Prosperidade conectada à Teologia da Prosperidade e, em tudo isso, a ganância por dinheiro. Entram aqui: superstições, crendices e misticismo.

 

As Seitas são formadas para exercerem ferramentas de incompatibilidades: pessoal, familiar, religiosa e social dentro do mecanismo das Sociedades Secretas. Os maiores grupos financeiros mundiais são tremendamente unidos em tais Sociedades em prol do controle do capital internacional. Verdadeiramente, a sua religião é o dinheiro.

 

O grande poeta-filósofo alemão Heinrich Heine disse: “O dinheiro é o deus de nosso tempo e os Rothschild são os seus profetas”. Dizia o banqueiro Mayer Amschel Rothschild: “Dai-me o controle sobre os bens de uma nação, e para mim é indiferente quem é que faz as leis” (3).

 

O Prêmio Nobel de Economia Joseph Stiglitz afirma: “Políticos e governos criam leis e desigualdades para favorecer os ricos, mas ferindo a base da pirâmide” (4).

 

Diz o Cardeal Maradiaga: “O mundo das Seitas é variado e distingui-las requer atenção: algumas se consideram “igrejas”, outras apenas seitas. Entre elas, há as que induzem os seguidores a distúrbios psíquicos. Diversas seitas são fundamentalistas e fortemente aliadas à violência” (5).

 

Por falta de informação e formação bíblica, teológica e sociológica surgem as Seitas. Silenciar diante do fenômeno das Seitas é trair Jesus Cristo e seu Santo Evangelho!

Gosto de dizer quem me inspirou aos estudos das Seitas foi o meu ínclito professor e renomado teólogo beneditino Dom Estêvão Bettencourt. Dom Estêvão foi a maior autoridade em Religião e Seitas na América Latina. Santo homem de Deus e sábio mestre.

 

Pe. Inácio José do Vale

Pesquisador de Seitas - Professor de História da Igreja - Instituto de Teologia Bento XVI - Sociólogo em Ciência da Religião

_______
Fontes:

(1)http://www.ihu.unisinos.br/noticias/519301-cardeal-maradiaga-o-homem-chave-na-reforma-da-curia.

(2)http://www.portalnexo.com.br/noticias/show/?Categoria=9&CodNews=497. http://diariodaprofecia.blogspot.com.br/2007/01/cardeal-maradiaga-seitas-so.html.

(3)Ruiter, Robin de. O Anticristo: poder oculto por trás da Nova Ordem Mundial: uma advertência para o cristianismo. São Paulo: Editora Ave-Maria, 2005, pp.105 e 107.

(4) O Globo-Economia, 26/01/2013, p.27.

(5) Mundo e Missão, abril de 2009, p. 23.


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 

:-)