Se, Se, Se

Fé, Bíblia e Igreja, se cremos, por que cremos?

 

1º Se

 

Se eu dependesse apenas do protestantismo, jamais seria cristão, pois não poderia professar uma fé irracional. Sou cristão graças à Igreja Católica Apostólica, cuja autoridade recebida de Cristo me garante ser a Bíblia palavra de Deus e a explica. A Bíblia comprova o que a Igreja ensina, nunca foi o contrário.

 

2º Se

 

Se os evangélicos obedecessem às escrituras como tanto pedem aos outros, teriam que aceitar que a própria Bíblia afirma ser apenas útil, mas não suficiente, pois muitas mais coisas não foram escritas e a revelação não está toda nela contida. Isto sim é bíblico e não acusações arbitrárias como a intercessão significar idolatria e a Igreja ter sido corrompida.

 

No AT, o que Deus proíbe é a idolatria.

 

Quando proíbe orar a homens, estátuas ou pedras, significa orar a deuses, fazer de um homem, objeto, bem material ou ideologia um deus. ISTO sim é idolatria.

 

Maria não toma o lugar de Deus. Logo, não é idolatria dirigir-se a ela, falar com ela ou pedir algo a ela.

 

O erro está aqui: Quem lê uma passagem do AT literalmente sem se preocupar com seu sentido real e a usa para ensinar achismos particulares, deturpa as escrituras, motivo de condenação (isto é bíblico). Sem o testemunho vivo da Igreja, Corpo de Cristo visível no mundo, a letra é morta e pode levar à morte.

 

Quando se coloca a fé toda na Bíblia... comete-se um erro ingênuo, pois a Bíblia é apenas um livro que pode, facilmente, ser interpretado errado.

Deve-se sim depositar sua fé no testemunho dos apóstolos.

E onde está esse testemunho vivo?

Na IGREJA, corpo de Cristo, pois foi aos apóstolos que Jesus confiou a evangelização e através deles edificou SUA Igreja.

A Bíblia como hoje a conhecemos é consequência da fé dos apóstolos, apenas PARTE da revelação, escrita para ajudar a ensinar, ser útil. Mas nunca suficiente, só ela mesma, como fazem os protestantes, o espiritismo de Kardec, e outros que chamando o próprio umbigo de Espírito Santo, deturpam as escrituras para crer que a Igreja foi corrompida e assim poderem criar suas igrejinhas, seitas etc. e fazerem o que querem.

Isto não é fé, é ceticismo, pois se cressem em Jesus, não iam querer reinventar a roda conforme seus "achismos".

 

3º Se

 
Se alguém insiste em confundir idolatria com intercessão, não há muito o que fazer. É como pecar contra o Espírito Santo, pois a fé é um QUERER.
É compreensível a motivação do orgulho que está por trás daqueles que tanto insistem em acusar o catolicismo de ensinar idolatria:
 
Católico É idólatra. Ele TEM que ser. Ou por que eu seria protestante?
 
Essas pessoas fazem da idolatria de imagens um suposto centro da Igreja Católica.
Se pelo menos lessem o catecismo da Igreja...
Mas não, claro, pra quê? É conveniente acusar a Igreja, QUERER que ela seja uma igreja corrompida, para assim poder criar sua igrejinha e fazer o que se quer.
A motivação protestante é iníqua, má, mesquinha.
 
Interessante é que a intercessão dos santos é apenas uma possibilidade.
Ninguém obriga ninguém a orar pedindo ajuda ao santo X ou Y. Cristo é sempre o centro, o único mediador que abre as portas do céu, responsável pela nossa salvação.
Esta é a doutrina que a Igreja ensina. Se alguém faz errado, que não se culpe a Igreja!
 
Que há abusos na piedade popular, especialmente entre pessoas mais simples, certamente há. Nisso concordamos!
Mas daí a negar a possibilidade da intercessão dos santos.... ESTE é um erro elementar que desde Lutero os protestantes cometem.
 
Se há abusos ou erros, a caridade deve motivar a correção destes erros DENTRO da Igreja e não dividir, criar outra igreja ou até negar a doutrina que apenas afirma a possibilidade da intercessão.
Isto é um tanto quanto estúpido, é como negar que a matemática exista porque alguém não sabe fazer conta de dividir direito.
Por isso que sempre digo que a fé do protestante é uma fé irracional.
E, além de irracional, demonstra não amar a Cristo, que tanto pediu pela unidade da Sua Igreja.
 
O melhor exemplo deste problema que está na origem do protestantismo pode ser percebido melhor comparando-se as atitudes de S. Francisco e de Lutero.
O primeiro, a quem NSJC pediu para reconstruir Sua Igreja, trabalhou para unir e corrigir as coisas, fazer o que é certo, dar o bom exemplo, DENTRO da Igreja.
Já o segundo... começou combatendo a venda das indulgências, no que estava certo e a Igreja depois corrigiu... mas acabou usando essa questão como pretexto para negar a autoridade da Igreja, criar sua própria igreja e dividir os cristãos. Pior atitude impossível.
Um fez o que Deus pediu. O outro fez o que o diabo queria.
 
Conhece-se a árvore pelos frutos.
Hoje, as igrejas protestantes e denominações são milhares. Entre si, divergem, acusam-se e a única unidade é serem anticatólicas.
Entre as igrejas históricas e as modernas neopentecostais, cada uma com suas ideias e doutrinas, a ÚLTIMA coisa que fazem é obedecer S. Paulo: "uma só fé, um só batismo e um só Senhor". Não... nada disso, preferem crer que a “minha igreja” é sempre a melhor. E depois dizem que o protestantismo não divide o cristianismo???
É a babel protestante.
A quem pretendem iludir, além de a si mesmos?
Quem ama a Deus, não divide. Pensem no exemplo humilde e santo de S. Francisco e comparem com o que fez Lutero em nome de seu próprio orgulho e soberba.
 

Claudio Maria


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
#0•A2666•C277   2013-04-13 17:41:18 - Convidado/Claudio Maria
POR QUE CRER?

Eu não creio apenas por causa da Bíblia, que é apenas um livro! Eu creio porque a IGREJA apostólica me ensinou a respeito, testemunho vivo da ressurreição de Jesus Cristo, autoridade e responsável por dizer o que é livro sagrado e o que não é. Aos evangelhos inspirados (e não aos outros 50 apócrifos) me levou a autoridade da Igreja! (já dizia Sto Agostinho no séc. 5)

E isso mostra outra incoerência protestante: na verdade, os que dizem crer na Bíblia, mas negam a Igreja, no fundo também acreditam na Igreja por mais que neguem. Chega a ser irracional essa pos......

Ler mais...  -  Responder

:-)