PERGUNTE E RESPONDEREMOS 389 – outubro 1994

 

SER JOVEM

 

Juventude — conceito tão apregoado em nossos dias — não significa simplesmente uma faixa etária. Diz-se, com razão, que há três concepções de juventude:

 

— a juventude cronológica, ou a fase da vida que vai dos 15 aos 25 anos de idade;

  a juventude sociológica, ou seja, a situação cultural, social e familiar dos indivíduos que frequentam a escola, ainda não entraram na vida produtiva nem constituíram família;

  a juventude psicológica, estado de ânimo que pode persistir por vários decênios, ... estado em que a coragem prevalece sobre a timidez, o otimismo e o dinamismo superam a tendência ao comodismo e à acomodação... estado em que se conserva o amor às causas belas e nobres e se mantém o desejo ardente de lhes servir sem mesquinhez nem covardia. Este terceiro conceito é bem ilustrado pelos dizeres do General Mac-Arthur:

 

"Juventude não é um período da vida, é um estado de espírito, uma disposição da vontade, uma qualidade da imaginação, uma intensidade emotiva, uma vitória da coragem sobre a timidez, do gosto da aventura sobre o amor ao conforto.

Não é por termos vivido um certo número de anos que envelhecemos; envelhecemos, porque abandonamos o nosso ideal.

Os anos enrugam o rosto, renunciar ao ideal enruga a alma. As preocupações, as dúvidas, os temores e os desesperos são os inimigos que lentamente nos inclinam para a terra e nos tornam pó antes da morte.

Jovem é aquele que se surpreende, que se maravilha e pergunta, como a criança insaciável: 'E depois?' ... É aquele que desafia os acontecimentos e encontra alegria no jogo da vida.

És tão jovem quanto a tua fé. Tão velho quanto a tua descrença. Tão jovem quanto a tua confiança em ti e a tua esperança. Tão velho quanto o teu desânimo.

Serás jovem enquanto te conservares receptivo ao que é belo, bom, grande. Receptivo às mensagens da natureza, do homem, do Infinito.

E se um dia teu coração for atacado pelo pessimismo e corroído pelo cinismo, que Deus então se compadeça de tua alma de velho!".

GENERAL MAC-ARTHUR

 

Vemos que pode haver juventude psicológica dentro de uma pessoa idosa, como também se encontram velhice e desânimo dentro de indivíduos cronologicamente jovens. — O ideal é que o passar dos anos não afete o otimismo e a coragem de viver. Isto se deve dar com especial frequência entre os cristãos, pois o cristão sabe que "enquanto o seu homem exterior vai definhando, o homem interior se renova dia por dia" (2Cor 4,16). Dentro do cristão existe um princípio de filiação divina., que tende a se desenvolver dinamicamente e transformar a cruz em alegria, os precursores da morte e a morte em passagem para a vida e a transfiguração.

 

É esta perene juventude (não baseada em utopia, mas na realidade da fé) que o fim de mais um ano (estamos em outubro!) nos faz almejar ardentemente.

 

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Pergunte e Responderemos - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
2 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
-

:-)