PERGUNTE E RESPONDEREMOS 532 – outubro 2006

Ecumenismo:

 

METODISTAS ADEREM À DECLARAÇÃO CATÓLICO-LUTERANA

 

Em síntese: Aos 23/07/06 o Conselho Metodista Mundial assinou a Declaração Católico-luterana de 1999 sobre a justificação: ninguém é feito justo ou amigo de Deus porque o tenha merecido, mas sim por graça de Deus. Isto não quer dizer que a salvação seja obtida somente pela fé, pois salvação implica perseverar na justiça ou amizade de Deus até o fim da vida - o que exige boas obras, como afirma São Tiago (2, 14-26).

 

Via internet PR recebeu a seguinte notícia:

 

Católicos, Luteranos e Metodistas fazem história no ecumenismo

 

O dia 23 de Julho fica na história do ecumenismo: o Conselho Metodista Mundial aderiu à Declaração conjunta Católico-Luterana sobre a doutrina da Justificação, de 1998 . George H. Freeman, secreta rio-geral do Conselho Metodista Mundial, afirmou na ocasião que se estava a pisar "um novo território", abrindo as portas para "o futuro das relações ecumênicas". O presidente do Conselho Pontifício para a promoção da unidade dos cristãos, Cardeal Walter Kasper, e o secretário-geral da Federação Luterana Mundial, Ismael Noko, marcaram presença no ato, que teve lugar na Coréia do Sul. Os seguidores de Wesley, reunidos na sua 19a Conferência Mundial, assinalaram o momento com uma ovação de pé.

 

O Cardeal Kasper disse que esta assinatura representa "um dos maiores feitos do diálogo ecumênico" e citou Bento XVI para falar deste acordo entre as Igrejas como "uma plena e visível unidade na fé".

 

A Declaração conjunta é o resultado de décadas de diálogo e é, para o membro da Cúria Romana, "um dom de Deus'.

Samuel Kobia, secretário-geral do Conselho ecumênico das Igrejas e pastor metodista, sublinhou que este acontecimento é "um passo gigante para superar as divisões entre os cristãos".

 

O Conselho Metodista Mundial agrupa Igrejas metodistas de 132 países, com um total de 75 milhões de fiéis, aproximadamente.

 

A Declaração visa a colocar um ponto final numa polêmica com vários séculos relativamente à "salvação" ([1]), conceito fundamental da fé cristã. No século XVI, a interpretação e aplicação contrastantes da mensagem bíblica da justificação constituíram uma das causas principais da divisão da Igreja ocidental, o que também se expressou em condenações doutrinais. O magistério da Igreja Católica, confirmado no Concílio de Trento, coloca duas condições à salvação humana: a graça divina e as boas obras. Lutero ensinava que só a graça divina era necessária.

 

Todas as partes confessam agora que "somente por graça, na fé na obra salvífica de Cristo, e não por causa de nosso mérito, somos aceites por Deus e recebemos o Espírito Santo, que nos renova os corações e nos capacita e chama para boas obras".

 

OBSERVAÇÃO

 

O Acordo Católico-luterano-metodista versa sobre a justificação, ou seja, sobre a maneira como alguém se torna justo ou amigo de Deus. Isto se faz gratuitamente, sem que alguém o possa merecer; o fiel justificado apresenta a Deus sua fé no valioso dom da graça.

 

Outra coisa é a salvação. Esta implica que o fiel persevere na graça recebida gratuitamente até o fim da vida. Ora esta perseverança não ocorre sem que o fiel pratique boas obras, como afirma o Apóstolo São Tiago. No diálogo ecumênico falta esclarecer esta segunda parte da questão ou o papel das boas obras na salvação dos fiéis. Está claro que estas só podem ser produzidas por graça de Deus, mas são indispensáveis para que alguém não caia numa fé morta ou hipócrita.

 

Justificação ainda não é salvação, mas é o início de uma caminhada que, rica de boas obras, se dirige à salvação definitiva.

 

Com os anglicanos existe um Acordo Católico-anglicano sobre Maria SSma., que se encontra sintetizado em PR.

 

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)



[1] Não se trata de salvação, mas de justificação. Conceitos diferentes como é dito em nossa OBSERVAÇÃO (N.d.R.). Ver PR 437/2998, pp. 470ss.


Pergunte e Responderemos - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL -  FACEBOOK 
-

:-)