Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 001 - março/abril 1957

 

INTELIGÊNCIA HUMANA E EVOLUÇÃO

 

MELANIA (Belo Horizonte) pergunta: "Como provar que a inteligência humana não é apenas uma das etapas conquistadas pela matéria na sua evolução e no seu progresso através dos tempos?"

 

— Sua pergunta leva-nos para o árduo campo da Filosofia. Entremos nele decididamente.

 

Se a inteligência humana representasse apenas uma etapa da evolução da matéria, ela seria uma realização ou função da matéria; e, já que a inteligência é uma faculdade do espírito, o espírito mesmo seria matéria, matéria evoluída; o espírito seria corpo.

 

A sua questão, portanto, em última análise, se formula: há distinção real entre matéria (corpo) e espírito?

 

Em resposta, digamos em primeiro lugar o que se entende por matéria e por espírito.

 

Por matéria (matéria segunda no sentido aristotélico, ou corpo) entende a Filosofia perene (iniciada por Aristóteles, +322 a.C.) todo ser caracterizado por determinada quantidade (dimensões), por qualidades (como cheiro, colorido, sabor, peso...), por certa posição no espaço, etc.

 

Espírito é o ser que carece de tais notas ou, mais brevemente, o ser que não possui quantidade nem dimensões, mas que nem por isto é irreal.

 

O fato de que a matéria ou o corpo está ligado à quantidade ou a dimensões é o motivo pelo qual os órgãos materiais (corpóreos) de um ser vivo só podem conhecer objetos dimensionais ou objetos que têm tamanho, cor, sabor, cheiro. Tal é o caso dos nossos sentidos: o olho só pode conhecer o que é colorido com tais dimensões, com tal posição no espaço, etc.; o ouvido só pode apreender o que é sonoro, regido por tais leis de vibração, da matemática, etc.; o tato só pode atingir o que tem extensão, tamanho ou temperatura...

 

O fato de que o espírito, por definição, carece de quantidade ou dimensões, possibilita-lhe conhecer seres abstratos, ou seja, conceber a idéia da Beleza, emancipada de tais dimensões ou cores, a idéia da Bondade, desembaraçada desta ou daquela nota contingente; o espírito percebe a relação que existe entre dois ou mais conceitos e daí deduz conseqüências; ao perceber um efeito, conjetura e indica a causa, respectiva. Em suma, o espírito vê o invisível, o essencial, oculto debaixo de notas acidentais, ao passo que a matéria (a potência corpórea) só vê o concreto ou acidental, sempre variável.

 

Não há dúvida de que o espírito, dotado de tais propriedades, representa uma ordem de ser (um grau ontológico) mais perfeito do que a matéria. Lembremo-nos agora do adágio: "Ninguém dá o que não tem" ou "O que é menos não pode ser fonte do que é mais". Aplicando este princípio ao nosso tema, os filósofos costumam concluir que a matéria não pode ser fonte geradora do espírito; este não pode estar contido na potencialidade evolutiva da matéria, ou ainda "a inteligência humana não é uma etapa conquistada pela matéria na sua evolução". Tem origem independente da matéria; por isto tem também sua sobrevivência e seu fim supremo, independentemente da matéria. Transcendendo a matéria no seu modo de existir e de agir, transcende-a também no seu modo de se originar.

 

Corroborando este raciocínio, S.S. o Papa Pio XII declarou na sua Encíclica "Humani generis" (1950) ser lícito admitir que a matéria rudimentar tenha evoluído até atingir a perfeição do corpo humano; será necessário, porém, afirmar a intervenção especial do Criador que a essa matéria haja infundido a alma humana.

 

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Pergunte e Responderemos - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8824994)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?32.18
Pregações  Doutrina  4153 O Purgatório e a salvação15.23
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.96
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns14.69
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.46
Pregações  Prática Cristã  4156 Eles pertencem ao mundo12.88
Pregações  Santos e Místicos  4157 O Número dos Eleitos12.88
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.85
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.80
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.13
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.04
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.83
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?9.49
Diversos  Espiritualidade  4151 Fortalecer a Fé9.37
Pregações  Homilias  4154 Sobre as Tentações9.37
Pregações  Ética e Moral  4155 A Dança9.37
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.97
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.82
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.63
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.57
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.54
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.26
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.04
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.01
Nós estamos substituindo a ética pela estética, mais preocupados com a nossa própria imagem do que com o bem de nosso irmão.
Padre Paulo Ricardo

Católicos Online