Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 543/setembro 2007

Notícias

Fenômeno singular:

 

MENINOS E MENINAS PASTORES

 

Em síntese: Há notícia de que meninos e meninas de doze anos ou menos presidem cultos protestantes em diversos pontos do país; pregam, cantam e conseguem milagres. Se bem que o Espírito Santo possa estar suscitando tal fenômeno, pode-se crer que se trata de uma atitude de crianças que pretendem imitar os mais velhos e querem, de algum modo, promover-se, como se depreende dos dizeres de algumas delas. A Religião é um tema da nossa época... Religião desligada do raciocínio, movida por sentimentos subjetivos e desejo de exibicionismo.

* * *

A revista de O GLOBO de 27 de maio 2007, apresenta uma reportagem sobre crianças que em São Paulo, no Rio e alhures se fazem de pastores e pastoras pregando o Evangelho, cantando e obtendo "curas" em cultos protestantes. O fenômeno é singular e desperta uma reflexão, que será proposta a seguir, depois de havermos exposto alguns traços mais salientes da reportagem.

1. Figuras representativas

Alex Silva se diverte brincando de pastor. Ele conta que, quando ainda era bem pequeno, em Feira de Santana, na Bahia, costumava imitar o líder da Igreja local:

- Eu pregava em frente ao espelho, pregava para as plantas. Achava interessante, ficava fascinado e imitava.

Um dia, Alex tomou coragem e pediu ao pastor para subir no púlpito. Tinha, então, 9 anos. A primeira apresentação foi um sucesso. No ano passado, sem um tostão no bolso, o menino resolveu tentar a sorte em São Paulo. Convenceu a mãe, a doméstica Maria Aparecida, a acompanhá-lo e instalou-se em Osasco. Ele conheceu o pastor Waldir Ruas em um culto. Alex conta que ficou de olho "no sapato bonito do irmão". Hoje, Ruas cuida da carreira do garoto, que já tem oito sapatos do mesmo modelo e 12 ternos no armário.

Alex Silva entra em ação. É sábado, quase meia-noite. Na platéia, mulheres com roupa de domingo e homens trajando as suas melhores fatiotas. Cerca de 800 pessoas, ao todo. O missionário de pouco mais de 1,40m é o segundo pastor a falar na vigília evangélica da Assembléia de Deus que acontece em uma escola no bairro Parada de Taipas, periferia de São Paulo. Ele começa por uma passagem bíblica que diz "há tempo de plantar, há tempo de colher". Ironicamente, o pregador em questão só tem 13 anos. Com sotaque baiano, terno muito bem passado e sapato de bico fino, o menino segue a cartilha, ora falando baixo e pausadamente, ora aos berros e quase em fúria. O discurso, cuidadosamente articulado, segue em um crescente, levando os fiéis à beira da histeria. Quase três horas depois, vem o golpe de mestre. Alex convida a turba a se aproximar do púlpito. Glória a Deus: o clima agora é de real catarse. Enquanto algumas pessoas pulam e sacodem freneticamente o corpo, outras desmaiam. O garoto coloca-se, então, à disposição para curar as enfermidades do seu rebanho. A fila se forma. Alex pousa a mão na testa de um por um. Todos desabam após serem tocados. Um homem sai dizendo que foi "libertado" de uma insónia que o acompanhava havia dois anos:

- Hoje eu nem vou tomar remédio. Estou morrendo de sono. Meus olhos não estão vermelhos?

Palominha

"Na porta de uma loja de produtos religiosos no centro de São Paulo, Paloma Gomes da Silva, de 12 anos, é, de fato, uma celebridade. Seus CDs e DVDs vendem como água. A menina distribui autógrafos enquanto canta e prega para dezenas de fiéis que se aglomeram à sua volta. A pastora Palominha, como é conhecida, começou a carreira aos 7 anos. Até então, fazia showzinhos para as crianças do prédio onde seu pai, Severino Luís da Silva, era zelador. Quando foi demitido do emprego, seu Severino, evangélico ferrenho, resolveu investir no dom da filha. Apostou o fundo de garantia, cerca de R$ 16 mil, na divulgação da garota.

Seu primeiro CD vendeu 16 mil cópias. O segundo, recém-lançado, está em 8 mil cópias. E o terceiro chega às lojas no fim do ano.

A rotina de Palominha é digna de estrela do show business. Todo dia ela apresenta um programa de uma hora em uma rádio local e faz shows de quinta-feira a domingo - fora as viagens para o interior do país. Paloma vive com os pais e os dois irmãos em uma casa de três cômodos em Interlagos, periferia de São Paulo. A mãe, Eliane, cuida do visual da filha. Semanalmente, compra novos vestidos e sapatos - sempre de salto alto - para ela não fazer feio nos palcos.

Outros

A atuação de crianças nesse universo - como Alex, Ana Carolina Lucena Dias, de 12 anos, e Paloma Gomes da Silva, também de 12 anos, os pastores mirins que você vai conhecer ao longo desta reportagem – é cada vez mais comum. Elas pregam, dão conselhos espirituais, atendem desesperados de toda ordem, evangelizam e, claro, gravam CDs e DVDs.

Histórias de fé permeiam o caminho dessas crianças que falam de demônios, inimigos e salvação sem nem mesmo terem experimentado o inferno aqui na terra. Campo Grande, Zona Oeste do Rio. Em uma casa simples, caprichosamente arrumada, vive Ana Carolina Lucena Dias. Aos 12 anos, ela já é uma veterana nos púlpitos país afora. Começou a pregar com apenas 3 anos".

2. Procurando avaliar

Dirá alguém: o Espírito Santo pode suscitar tal fenômeno, servindo-se de crianças para propagar a Palavra de Deus. Esta hipótese é inconsistente, pois o que assim se propaga é uma religiosidade confusa e mesclada de histeria e sugestão.

Na verdade, pode-se dizer o seguinte: as crianças gostam de imitar os mais velhos e exercer o papel deles. Ora a Religião é um tema muito "na moda" atualmente, porque levada à área da música e da teatralidade nos grupos neo-pentecostais. Há mesmo quem faça dela a ocasião de se tornar célebre e de ganhar muito dinheiro. As crianças, tomando conhecimento disto, se deixam arrastar pelo exemplo dos adultos. Os pais, vendo que seus filhos e filhas assim ganham fama e trazem elevadas quantias de dinheiro para casa, dão seu beneplácito.

Esta explicação é ilustrada pelos dizeres de Alex Silva, originário de Feira de Santana (BA), que foi tentar a sorte em São Paulo:

"Olhei para aquele irmão com sapato bonito e pensei: 'Esse pastor vai-me ajudar'. Logo começamos a trabalhar juntos. Hoje tenho oito sapatos iguais aos dele".

A respeito da pastora Palominha, lê-se na reportagem citada p. 32:

"A mãe, Eliane cuida do visual da filha. Semanalmente compra novos vestidos e sapatos - sempre de salto alto - para ela não fazer feio nos palcos.

Palominha gosta de brincar de culto, transforma a tábua de passar roupa em altar e escala o irmão Paulo Henrique, de onze anos, para tocar bateria, enquanto a mãe e o caçulinha da casa, João Paulo, de onze meses, viram platéia. A brincadeira serve de ensaio. Ela está se preparando para um tour de dez eventos nos Estados Unidos".

Diz Paloma: "As pessoas me pediam para pregar, mas meu pai não deixava. Quando eu tinha nove anos, aconteceu: o pastor não apareceu, eu preguei e Deus fez milagres maravilhosos".

Com isto não queremos dizer que tais crianças tenham más intenções; estão sim "empolgadas" e sugestionadas.

3. A religiosidade do povo

Este fenômeno dos pastores-crianças leva a avaliar quanto o povo brasileiro é religioso, mas de uma religião eclética, sentimental e desligada do bom senso. Deixa-se dominar por quem tem boa aparência e saiba impressionar o público. Diz o Prof. Joel Birman à p. 31 da reportagem: "Dentro do universo evangélico, ser pastor é o equivalente a ser artista de cinema".

A religião não acompanhada pela razão pode degenerar em crendice, superstição, fanatismo ou perder sua identidade, como no caso dos meninos e meninas citados pela revista.

4. A preparação de um autêntico pregador

Jesus levou três anos preparando seus discípulos para pregar o Evangelho e comunicou-lhes duas vezes o Espírito Santo (ver Jo 20, 21-23 e At 1, 2).

Seguindo a linha do Divino Mestre, a Igreja sempre exigiu preparo dos seus pregadores. Em nossos dias um padre estuda dois anos de Filosofia e quatro de Teologia. Para pregar a Palavra de Deus, requer-se estudo profundo, pois a Bíblia foi escrita desde os tempos de Moisés (século XIII a.C. ou antes) até o século I d.C. Se há apenas piedade sem estudo, o leitor verá nas páginas sagradas discos voadores, fim do mundo, nova guerra mundial... Uma criança ou um adolescente não podem ter este preparo. Podem impressionar por sua inteligência, sua graça de artistas e assim sugestionar os ouvintes.

Os fatos mencionados pela reportagem evidenciam, mais uma vez, quanto é necessário ter uma fé esclarecida pelo estudo ou pela leitura. É a falta disto que faz a anemia da religiosidade do povo brasileiro.

 

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 7796171)/DIA
Vídeos  Testemunhos  4122 A conversão de Peter Kreeft74.65
Diversos  Espiritualidade  4121 O Espírito Santo entre nós69.56
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?29.52
Vídeos  História  4117 O nascimento da Igreja Católica22.82
Diversos  Igreja  4111 9 coisas que afastam as pessoas da Igreja21.95
Diversos  Aparições  4119 Nossos tempos são os últimos?21.19
Diversos  Doutrina  4120 A importância do catecismo18.89
Diversos  Apologética  4109 A virgindade perpétua de Maria na Bíblia15.67
Diversos  Testemunhos  4118 Como a Igreja mudou minha vida14.99
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.25
Diversos  Mundo Atual  4113 É o fim do cristianismo e da religião?12.26
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?11.65
Diversos  Apologética  4102 Somente a Bíblia? Mentira!11.62
Diversos  Sociedade  4116 O controle do povo11.41
Diversos  Igreja  4114 Unidade e Contradição11.33
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.25
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.03
Pregações  Doutrina  4091 O discurso do pobre10.98
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.53
Diversos  Sociedade  4115 Honestos e Corruptos10.16
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo10.15
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas9.80
Diversos  Doutrina  4110 Cristo assumiu todas as fraquezas humanas?9.04
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma8.70
Não encontro mais prazer no alimento corruptível nem nos gozos desta vida, o que desejo é o pão de Deus, este pão que é a carne de Cristo e, por bebida, quero seu sangue, que é o amor incorruptível.
Sto. Inácio de Antioquia (35-110)

Católicos Online