Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 524 – fevereiro 2006

Globalização:

 

"O ANTICRISTO" ([1])

por Robin de Ruiter

 

Em síntese: O livro pretende revelar uma trama dirigida por "Soberanos Invisíveis"para dominar o mundo, impondo-lhe um Governo único, em última instância movido por Satanás. Este será cultuado em religião própria, e deverá ser representado por um homem que já nasceu e vive às ocultas nos arredores de Londres. - O autor da obra pode estar denunciando males acarretados pela globalização, mas exagera a ação de Satanás neste mundo. O próprio conceito de "Anticristo" nos escritos bíblicos não significa algo de escatológico, como geralmente se pensa.

* * *

O autor da obra é um católico de origem holandesa, que, jovem, se transferiu para a Espanha, onde estudou Teologia e História. Escreveu diversos livros, traduzidos para vários idiomas e provocadores de candentes debates.

 

A obra "O Anticristo" tem por subtítulo: "Poder oculto por trás da Nova Ordem Mundial"; explana a trama secreta dos "Soberanos Invisíveis", que, movidos por anjos (como julga o autor), planejam conseguir o domínio do mundo mediante uma Nova Ordem Mundial globalizante. - O livro é muito rico em citações e referências à história geral, mas deixa dúvidas na mente do leitor sadiamente crítico. Donde decorre a conveniência de alguns comentários.

 

1. O conteúdo do livro

 

A síntese da mensagem da obra se encontra na contra-capa assim redigida:

 

"Publicado em alemão em 1999, este livro não só foi ponto de discussão em universidades, mas também na Igreja e em escolas de Pastoral. A presente versão atualizada do mesmo livro é a trajetória de uma das organizações mais poderosas da terra que está preparando o caminho para o Anticristo. O tempo em que atualmente vivemos está predito pela Bíblia que, segundo ela, vivemos no tempo do fim. O fim da liberdade dos povos se aproxima e também o fim da liberdade individual. Não se trata de uma simples teoria, mas de oligarquias secretas e ocultas, formadas pelas famílias mais poderosas da terra. Juntas pretendem levar o mundo para um Estado Mundial escravo. A fundação da religião satanista tem como fundamento doutrinal que Satã governará o mundo algum dia. Enquanto não entendermos esse dogma, nunca poderemos compreender por que os poderosos tentam arrastar toda a humanidade para uma Nova Ordem anticristã.

Para que seja aceito, o Anticristo será apresentado como um descendente da casa de Davi, por uma suposta descendência de Jesus e Maria Madalena e argumentarão que ele não morreu na cruz, que se casou, que teve filhos e que sua descendência ainda existe".

 

No corpo do livro lê-se:

 

"Depois de prolongadas investigações sobre os satanistas de alto nível, descobri que a linhagem que estava na mente dos Soberanos Invisíveis não era a linhagem de Jesus Cristo, mas uma muito especial e suprema 13a linhagem que foi concebida com o mesmíssimo sêmen fornecido por Satanás. Dentro dos rituais dos Soberanos Invisíveis a ênfase da 13a linhagem é que eles são a semente de Satanás. O pretenso futuro Rei do Mundo será o Anticristo e sairá dessa 13a linhagem satânica.

Esse personagem fará portentosos milagres e será um messias para muitas pessoas, ao passo que na realidade para os cristãos será o Anticristo. Será considerado por muitos como o salvador do mundo. O Anticristo e seu povo mostrarão ao mundo diversos objetos religiosos, como os ossos de Moisés, a Arca da Aliança, e objetos do Templo de Herodes. Os meios de comunicação mundiais apresentá-lo-ão como um herói de grandes proporções. Os que se opuserem serão silenciados.

A 13a linhagem remonta aos tempos antigos mediante a tribo de Dã, a qual, desde os seus princípios, entregou-se à idolatria, formou seu próprio sacerdócio, seus ídolos e seu santuário (Jz 18-19). Essa tribo, segundo os profetas, deveria ser a ovelha-negra do povo de Israel, que iria corromper as outras tribos. Empregou-se, em sentido simbólico, como protótipo da semente de Judas Iscariotes" (pp. 83-85).

 

Mais ainda:

"Uma oportunidade ideal para ver juntos todos os representantes das principais famílias iluminadas é quando se reúnem para a celebração da Festa da Besta, que se realiza a cada 28 anos. Durante o ritual dessa festa, na qual Satanás faz sua aparição pessoal, as famílias iluminadas principais atam-se umas às outras e os principais satanistas recebem novas instruções de Satanás a respeito de como conduzir à realização seu plano de dominar o mundo.

Satanás tem um plano muito detalhado que confia somente a um grupo muito seleto de líderes. Esse programa de treinamento seletivo continuou através dos séculos e permaneceu oculto aos olhos do público" (p. 77).

 

2. Que dizer?

 

Proporemos três considerações:

 

2.1. Globalização e Nova Ordem Mundial

 

Pode-se admitir (com a corrente de Nova Era) que há pessoas e instituições trabalhando secretamente em prol de uma Nova Ordem Mundial, na qual (segundo desejam) haverá um só Governo e uma só Religião (a do satanismo). Pode-se crer que haja facções famosas lutando para atingir tal meta: os iluminados, a Maçonaria, os modernos Templários... Pode-se crer que adoradores de Satanás estejam empenhados nesse combate. Pode-se dar crédito também a notícias fornecidas por Robin de Ruiter a respeito de fatos concretos que comprovem a tese do autor...

Eis, entre outras, uma sentença típica da mensagem do livro:

 

"Poucas pessoas percebem a imensa importância que têm as linhagens de sangue para os níveis superiores do satanismo. A chave para entender os Soberanos Invisíveis é sua linhagem de sangue. Acredita-se que o sangue é portador de um poder oculto. A menos que uma pessoa tenha o sangue certo, não alcançará os mais elevados níveis do satanismo.

Os Soberanos Invisíveis estão unidos por laços de sangue com umas 500 famílias muito poderosas de todo o mundo. Todas essas famílias iluminadas dirigentes. Algumas das famílias aliadas, se não for o caso delas todas, provavelmente estão relacionadas por laços matrimoniais com alguma das principais famílias iluminadas" (p. 77).

 

A aceitação de tais afirmações dependerá do peso dos argumentos sobre os quais elas se baseiam, o senso político do observador e sua afinidade com a história formularão um juízo pessoal a respeito da globalização.

O que não se pode admitir, na obra de R. de Ruiter, é a ênfase dada à ação de Satanás, tal como apresentada a seguir.

 

2.2. A influência de Satanás

 

São inaceitáveis as proposições em que R. de Ruiter apresenta a ação de Satanás neste mundo, como se vê abaixo:

 

"Segundo uma informação da imprensa procedente de Roma, o presidente e fundador do Club de Roma, Aurelio Peccei, disse que um chefe carismático seria o único que poderia salvar o mundo dos transtornos sociais e econômicos que ameaçam destruir a civilização.

Como se disse antes sobre a fundação da religião satânica, essa é uma religião que tem como doutrina básica que Satanás governará o mundo algum dia. Uma suprema linhagem final conhecida entre os Soberanos Invisíveis como a '13a linhagem' foi impulsionada por Satanás para que dela nasça um rei que governará o mundo inteiro.

Esse personagem já nasceu e os Soberanos Invisíveis o estão preparando já faz muitos anos. Tem sido mantido separado em um pequeno povoado, zelosamente guardado, próximo de Londres e logo será apresentado ao mundo" (pp. 83s).

 

À guisa de comentário, diremos:

 

a)  "13a linhagem concebida com o mesmíssimo sêmen fornecido por Satanás... Eles são a semente de Satanás". - Notemos que Satanás, sendo espírito incorpóreo, não pode conceber semente humana. - A cópula do anjo mau com mulheres foi professada por judeus e cristãos da antigüidade, mas é tese que não resiste ao crivo da Lógica. Fica portanto excluída a existência de um descendente de Satanás ("futuro Messias") oculto na Inglaterra.

 

b)  "Satanás governará o mundo algum dia". Eis outra sentença inaceitável. Jesus lançou fora o Príncipe deste mundo (cf. Jo 12, 31). A fé cristã proclama Cristo Rei. Em conseqüência diz S. Agostinho que Satanás é como um cão amarrado, que pode latir muito, mas só morde a quem chega perto dele. A Providência Divina pode conceder ao Maligno a autorização para tentar os homens em circunstâncias bem definidas e sempre em vista da consolidação da fidelidade da criatura humana a Deus. O Apocalipse é muito enfático ao apresentar a vitória de Cristo sobre o poder da antiga Serpente, não deixando dúvida a respeito da supremacia do Senhor Jesus. Referindo-nos a uma parábola do Evangelho, diremos: se o joio existe no campo do Senhor, existe porque o Patrão não o quer arrancar, embora o possa arrancar (cf. Mt 13, 24-30).

 

c)  as doze linhagens anteriores à 13a (tida como messiânica) correspondem às doze tribos de Israel, conforme R. de Ruiter - o que é arbitrário ou não fundamentado. O autor do livro esforça-se por mostrar que cada filho de Jacó estendeu sua descendência até época posterior a Cristo; a tribo de Judá, representada por Jesus Cristo, unido a Maria Madalena, ter-se-á prolongado até nossos dias. A respeito da pretensa união de Jesus com Madalena, encontram-se explanações em PR 482/ 2002, pp. 302ss; 484/2003, pp. 338ss; 489/2003, pp. 106ss; os apócrifos de origem gnóstica, não cristã, é que apresentam Jesus ora afeiçoado a Maria Madalena, ora misógino ou avesso às mulheres; tal contradição evidencia a não-historicidade das notícias assim transmitidas. O próprio Robin de Ruiter perde sua autoridade por não distinguir entre apócrifos cristãos (que são respeitosos para com Jesus) e apócrifos gnósticos (de origem dualista).

 

2.3. O Anticristo

 

O Anticristo concebido como personagem que desencadeará a perseguição final aos cristãos não tem base bíblica, mas é figura devida a mal-entendidos dos comentadores da Bíblia, como se dirá no artigo que se segue a este.

 

3. Conclusão

 

O livro em foco oferece numerosas informações (sempre fidedignas?) sobre fatores que ocultamente movem a história da humanidade. Como dito, é inegável que haja elementos ambiciosos de poder e autoridade em toda a história do gênero humano. Todavia o autor propõe um quadro apavorante, aparentemente apoiado em sentenças bíblicas, que carece de consistência aos olhos da fé e da Teologia; é um espécime dessa onda de medo que afeta muitos dos nossos contemporâneos ao contemplarem o panorama da humanidade entregue à desordem física e moral; presumem que Deus castigará entregando os homens ao domínio do Maligno. - Em réplica, enfatizamos que Deus não é um policial que pune os infratores na hora e cegamente; Deus permite ao homem exercer sua liberdade, pois Ele (Deus) sabe tirar dos males cometidos pelas criaturas bens ainda maiores (S. Agostinho).

 

Robin de Ruiter termina seu livro com uma breve palavra de otimismo e confiança, como se segue:

 

"Permaneçamos impávidos diante da sinagoga do diabo e mantenhamos nossa integridade para a glória de Deus e nossa própria salvação. Junto com Cristo e com Maria, a vencedora de todas as batalhas de Deus, os verdadeiros discípulos de Cristo triunfarão finalmente e, depois do tempo da prova e do combate, receberão o Reino de Paz que Deus presenteia a todos os que O amam" (p. 294).

 

É para desejar que se dissipem temores mal fundamentados e se corroborem a confiança e a esperança na vitória do Senhor Jesus. "... dando graças ao Pai, que nos fez capazes de participar da herança dos santos na luz. Ele nos arrancou do poder das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado, no qual temos a redenção - a remissão dos pecados" (Cl 1, 12-14).

 

 

Dom Estêvão Bettencourt



[1] Ed. Ave-María, São Paulo, 2000, 292 pp.


Pergunte e Responderemos - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9528808)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?81.92
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns24.05
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.49
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.94
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.83
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.32
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.14
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.28
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?11.00
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.80
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes9.16
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.59
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.19
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.95
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.85
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.84
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.69
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.63
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.46
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.92
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.58
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.52
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.51
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.24
Aguarda Aquele que paira acima dos eventos mesquinhos, o Atemporal, o Invisível, que por nossa causa se fez visível, o Impalpável, o Impassível, que por nós se fez passível. (A S. Policarpo 3, 2).
Sto. Inácio de Antioquia (35-110)

Católicos Online