Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

INTRODUÇÃO ÀS EPÍSTOLAS DE SÃO PAULO

A parte mais importante e mais conspícua dos escritos apostólicos são as epístolas de S. Paulo, inclusive pelo volume do texto, pois, sozinhas, constituem mais da metade desses escritos, mas sobretudo pela profundeza e vastidão de doutrina teológica e pela abundância de ensinamentos morais de que estão repletas.

São escritos ocasionais, como costumam ser precisamente as cartas; nasceram da necessidade que o Apóstolo sentiu de intervir com a pena onde não podia chegar com a voz, a fim de apaziguar litígios, dissipar dúvidas, aconselhar, aplicar remédio a inconvenientes, dirigir e iniciar ao bem, segundo as situações originadas pela vida interna das Igrejas por ele fundadas ou dependentes, de alguma maneira, da sua pregação. Mas nessas contingências é tão grande a variedade de casos e sobretudo a abundância de pensamentos e de afetos que afluem à mente e ao coração de Paulo, que se pode afirmar que nas páginas inspiradas do Apóstolo se expande toda a substância da doutrina e da moral cristã.

Conforme o uso dos antigos escritores, S. Paulo não escrevia de próprio punho as suas cartas, mas ditava-as a algum amanuense profissional de sua confiança. Pelo menos de uma (Rom 16,22) conhecemos o nome de quem a escreveu. Paulo punha, no fim, de seu próprio punho, a assinatura, com algumas palavras de saudação ou bênção. Em toda a antiguidade oriental, as cartas começavam sempre com a fórmula estereotipada: "Fulano [remetente] e beltrano [destinatário] saudações" (temos exemplo disso em At 23,26). O Apóstolo seguiu o uso corrente, mas em lugar da saudação ordinária introduziu o augúrio cristão: "graça e paz", repetido também no fecho, em lugar do vulgar ";Passe bem", e de ordinário adornado com o nome de Jesus Cristo.

Do uso de ditar as cartas, que tomava tempo à reflexão, costumavam derivar defeitos de composição de que um estilista como S. Jerônimo tão freqüentemente se desculpa. Esta é a causa, pelo menos parcial, da aspereza não rara do estilo de S. Paulo, não obstante saiba ele manejar egregiamente a língua grega do tempo. A maior parte, porém, dessa aspereza (anacolutos, elipses, hipérbatos etc.) deve-se ao turbilhão das idéias que lhe afluíam à mente e à profundidade e novidade dos pensamentos que buscavam uma expressão própria. Nem sempre ê fácil a leitura dos escritos do grande Apóstolo, mas com o estudo paciente, ruminando-os demoradamente, tira-se-lhes em abundância o suco mais substancioso e ao mesmo tempo mais delicado.

As cartas de S. Paulo são dirigidas, em primeiro lugar, às Igrejas ou pessoas segundo as quais são intituladas, mas ele próprio, o grande Apóstolo, já convidava à comunicação dessas suas cartas de uma Igreja para outra (Col 4,16). As trocas deviam ser freqüentes entre aquelas comunidades fervorosas que ele fundara. Destarte foram-se formando várias coleções das epístolas paulinas, que acabaram confluindo no epistolário paulino admitido no cânon de todas as Igrejas e que chegou até nós. Esse cânon não compreende a totalidade das cartas que se originam do Apóstolo. Na 1Cor 5,9 há notícias de uma epístola anterior, cujos vestígios se perderam totalmente; entre a primeira e a segunda carta aos mesmos coríntios, intercalou-se, como opinam autores de renome, outra ainda. Além disso, a epístola aos laodicenses, mencionada em Col 4,16 não se identifica com a dos efésios (veja Introdução a esta), deve-se dizer que também essa se perdeu.

 


Pergunte e Responderemos
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
8 2
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8933571)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?32.23
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns17.30
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.01
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.49
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.95
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.90
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.40
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.04
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.96
Vídeos  Milagres  4159 Imagens intactas em catástrofes!10.16
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?9.77
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.01
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.95
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.83
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.61
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.43
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.42
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes7.29
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria7.15
Vídeos  Doutrina  4160 Tudo está consumado7.14
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.10
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.99
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.95
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?6.87
A Bíblia é filha da Igreja e não sua mãe.
Carlos Ramalhete

Católicos Online