Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 525 – março 2006

Decepção e frustração:

 

"O DOCE VENENO DO ESCORPIÃO"

por Bruna Surfistinha

 

Em síntese: Vai abaixo transcrita a recensão do livro de uma prostituta que, enojada, abandonou a "profissão" para levar vida mais independente. Escreve ela: "Apanhei de clientes e sofri muitas humilhações".

*   *   *

Raquel Pacheco, que trocou o nome pelo de Bruna Surfistinha, é uma jovem que, aos 17 anos de idade, brigou com o pai, saiu de casa e começou a se prostituir. Após anos de vida devassa, sentiu-se enojada, abandonou a ocupação sexual e escreveu o livro "O doce veneno do Escorpião", que o jornalista Bruno Porto comenta em MAGAZINE, p. 3 de 28 de novembro 05. Eis o texto da recensão:

De garota de programa a celebridade

Bruno Porto

São muito comuns as histórias de meninas de classe média que escolhem a prostituição como meio de vida. Na maioria dos casos, elas fazem de tudo para esconder do mundo sua ocupação. Com a ex-garota de programa paulista Bruna Surfistinha, que acaba de lançar o livro "O doce veneno do escorpião" (Panda Books), a história foi diferente.

Em dezembro de 2003, ela criou o blog <www.brunasurfistinha.com> e passou a postar nele relatos da sua vida profissional e pessoal. O blog virou um sucesso nacional e Bruna, uma celebridade virtual. Por conta disso, nos meses seguintes ela passou por diversos programas televisivos de entrevista. Atualmente, o blog tem 15 mil acessos diários.

O livro traz a história de Bruna - que tem 21 anos e na verdade se chama Raquel Pacheco - e relatos para lá de picantes de alguns programas que ela fez. Recentemente, Bruna parou de se prostituir.

- Parei de fazer programa porque já estava cansada da situação. Eu não estava conseguindo mais conciliar a minha vida profissional com a pessoal - conta Bruna. - Depois que comecei a namorar e fui morar com meu namorado, a situação piorou ainda mais, pois passei a ficar com nojo dos outros homens e não estava mais conseguindo trabalhar com sexo.

Escrito com a ajuda do jornalista Jorge Tarquini, "O doce veneno do escorpião" mostra que Bruna teve uma adolescência problemática digna de filme. Filha de pais adotivos, ela teve bulimia e depressão. Aos 16 anos, tentou se matar (por sorte a arma que ela usou estava sem balas). Aos 17, brigou com o pai por causa de uma jóia que roubara da mãe, saiu de casa e começou a se prostituir. No começo, Bruna trabalhava nos chamados clubes prive. Depois, passou a fazer os programas num apartamento alugado onde mora até hoje.

O livro fala de assuntos como sexo e drogas sem rodeios e com certeza vai chocar muita gente. Bruna diz que a linguagem de "O doce veneno do escorpião" está em sintonia com a dela.

- Não tenho papas na língua e sou muito sincera. Eu falo o que tenho vontade de falar, sem ter medo da reação das pessoas. Não consigo ser falsa - diz ela.

Em alguns momentos, Bruna fala dos programas com tanta naturalidade que fica a impressão de que ela vê a prostituição como algo glamoroso. Bruna garante que é só impressão.

-A prostituição é barra pesada. Se não fosse, eu não teria parado de me prostituir tão nova - diz. - Por causa do meu blog e da minha história de vida, era difícil algum cliente me tratar como prostituta. Eles me tratavam como namoradinha. Mas na época em que trabalhei nos clubes prive e ainda não era conhecida eu apanhei de clientes e sofri muitas humilhações.

Bruna sabe que muitas pessoas vão comprar "O doce veneno do escorpião" só por causa do alto teor sexual do livro, que está em várias listas de mais vendidos.

- Os homens vão comprar para ler as histórias picantes e as mulheres para conhecer a minha história e ler as dicas de sexo que eu dou - diz ela, que arrisca uma explicação para a atração que a prostituição exerce sobre algumas jovens de classe média. - Elas querem manter o mesmo padrão de vida quando saem da casa dos pais e por isso acabam se tornando garotas de programa.

EM COMPLEMENTAÇÃO

Bruna concedeu uma entrevista à revista ÉPOCA; publicada a 28 de novembro 2005, pp. 47, entrevista em, que declara querer ser sexóloga e responde de modo significativo à repórter, como se pode perceber a seguir:

ÉPOCA - Você foi adotada e diz que isso foi um baque. Na adolescência, você roubava seus pais. Seu pai quis levá-la para a Febem. Você fugiu e virou prostituta. Você não se sente mal por ter agido assim?

Bruna - Claro. Eu não fui justa com eles. Mas é curioso porque eu recebi muitas cartas de pessoas que disseram que também furtavam os pais. Cheguei à conclusão de que isso é uma coisa meio adolescente. Hoje, depois de tudo, sinto muito a falta deles. Vejo quanto a família é importante. Tanto que eu tenho sonhado muito com eles.

ÉPOCA - Você fez sucesso graças à Bruna Surfistinha. Por outro lado, essa sua história é bem pesada. Como lida com isso?

Bruna - Não valeu a pena. Não me arrependo, mas, se for colocar numa balança a grana que eu ganhei e tudo o que eu passei, não valeu. O dinheiro não compra a minha família de volta, não compra o respeito das pessoas. Por isso, não valeu. Mas não me arrependo, porque reconheço meus erros e aprendi com eles. Hoje, estou um pouco encanada de andar na rua. Tem gente que fica me olhando, apontando.

A experiência de Bruna poderá ser útil a tantas jovens tentadas pelo veneno do escorpião. Põe em relevo a importância da família, tão ameaçada por quem não fez a experiência de Bruna.

 

Dom Estêvão Bettencourt


GoNet - PR
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9267243)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.93
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns20.08
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.13
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.47
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.09
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.02
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.69
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.10
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.93
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.17
Pregações  Escatologia  4162 O Anticristo8.99
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.02
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes8.02
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.92
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.83
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.82
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.68
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.65
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.29
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.28
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.98
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.94
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.70
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.53
A Bíblia é filha da Igreja e não sua mãe.
Carlos Ramalhete

Católicos Online