Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 506 – agosto 2004

No Anglicanismo:

 

O MOVIMENTO DE OXFORD

 

Em síntese: O Movimento de Oxford é uma corrente de pensadores anglicanos que se dispuseram a estudar as origens do Cristianismo e, em grande parte, se converteram à Igreja Católica no período de 1833 a 1845. Entre todos sobressai John Henry Newman (1801-1890), que, convertido em 1845, se tornou Cardeal da S. Igreja.

*   *   *

O Cristianismo na Inglaterra separou-se de Roma em 1534 por obra do rei Henrique VIII, a quem o Papa recusou o divórcio. No século XIX os pensadores anglicanos de Oxford promoveram a volta às fontes do Cristianismo, donde resultou a conversão de muitos à Igreja Católica. Importa conhecer o "Movimento de Oxford" assim oriundo.

1. Renascimento espiritual

O Movimento de Oxford corresponde a um renascimento espiritual ocorrido entre 1833 e 1845 dentro da Comunhão Anglicana. Tinha por sede a Universidade de Oxford, à qual pertenciam muitos dos participantes do Movimento. É de notar que naquela época Universidade, Igreja e a Nação eram interdependentes entre si, de modo que o Movimento de Oxford desenvolveu papel importante na vida da Inglaterra do século XIX.

Os principais arautos do Movimento foram John Keble (1792-1846), Richard Proude (1803-1836), John Henry Newman (1801 -1890) e Edward Bouveric Pusey (1800-1883), todos mestres de qualidades excepcionais.

Em meio ao liberalismo e ao materialismo do século XIX, o Movimento tinha por finalidade voltar às fontes do Cristianismo, estudar a respectiva Tradição testemunhada pelos escritos dos antigos Padres da Igreja e pelos primeiros monitores, examinar a origem divina da Igreja e a hierarquia como sucessora do colegiado dos Apóstolos, aprofundar a noção de sacramento, especialmente o da Santa Ceia. Muito a peito estava também, obter a independência da Igreja frente ao Estado.

Precisamente as atitudes do Estado perante a Igreja (que dele dependia) irritavam os mestres de Oxford, pois certos decretos do Parlamento ameaçavam a estrutura do anglicanismo; eram liberais em relação aos católicos e favoreciam grupos hostis à religião, além do que o Governo inglês em 1833 mostrou-se disposto a suprimir dez dioceses anglicanas da Irlanda - o que parecia ser indevida ingerência na vida interna da Igreja.

John Keble acusou o rei, seus Ministros, o Parlamento e a nação de serem responsáveis por atitudes que equivaliam a uma apostasia nacional. O grito de alarme foi lançado no púlpito da igreja universitária de Santa Maria e repercutiu profundamente não só nos ouvintes, mas em toda a Universidade, caracterizando o início do Movimento aos 14 de julho de 1833.

2. Os resultados

O Movimento foi executando seu programa mediante a divulgação de panfletos anônimos intitulados Tracts for the Times a partir de 1833. A maioria deles reproduzia os sermões dominicais de John Henry Newman proferidos na igreja de Santa Maria; esta ia sendo mais e mais freqüentada por um público atento e ávido, do qual a maior parte era de futuros membros do clero. A influência do carismático pregador Newman foi muito ampla.

O objetivo dos Tracts era mostrar a continuidade entre a Comunhão Anglicana e os inícios da Igreja Católica; durante nove anos foram publicados sem interrupção, cada vez mais longos e densos.

Nessa época os dirigentes do Movimento eram anti-romanos e antipapistas convictos, embora admitissem que o Catolicismo trazia em si alguns bons princípios. A Comunhão Anglicana era tida como a via média entre as superstições aceitas pelo Catolicismo no decorrer dos séculos e o radicalismo deletério dos reformadores protestantes do século XVI. O perigo que ameaçava o Anglicanismo seria a tolerância das proposições protestantes e o esquecimento da sua herança católica; a Comunhão Anglicana não seria nem romana nem protestante, mas simplesmente católica.

Dentro deste contexto estava John Henry Newman. Nas férias de verão de 1839 dedicou-se ao estudo do monofisismo (heresia do século V) e do donatismo (que excluía da Igreja os pecadores); refletiu sobre a posição de Roma frente a tais correntes heréticas e, pela primeira vez, começou a duvidar de sua posição anti-romana. Com o progresso dos estudos, foi-se persuadindo de que a Igreja de Roma; com seus grandes teólogos ou Padres, não era o que os seus preconceitos imaginavam, mas sim o berço do autêntico Cristianismo protraído através dos séculos.

Aos 27 de fevereiro de 1841 foi publicado o último Tract, de importância decisiva; nele Newman tentava mostrar que os trinta e nove artigos do Credo anglicano (aprovados pelas respectivas autoridades em 1562 e inspirados pela Confissão luterana de Augsburg) não eram incompatíveis com a fé católica; após analisar com perspicácia tais artigos, Newman concluía que não contraditavam a fé católica, embora os reformadores tivessem a intenção de o fazer.

A reação em Oxford foi imediata: o Tract foi condenado pela imensa maioria dos que o leram. As autoridades universitárias declararam enérgica oposição ao Movimento, suspeitando que os membros deste já estivessem tentando aproximar-se da Igreja Católica. A maioria dos Bispos anglicanos tomou semelhante atitude, o que causou enorme prejuízo ao Movimento. Newman aceitou a controvérsia; retirou-se para a paróquia de Littlemore a cinco milhas da cidade de Oxford; nesse esconderijo percorreu as etapas espirituais que o levaram finalmente à conversão em 9 de outubro de 1845. Alguns colegas o precederam, outros o seguiram na demanda da Igreja Católica.

A conversão de Newman redundou no fim do Movimento de Oxford. Este teve grande repercussão no futuro da Comunhão Anglicana: a Liturgia e o culto divino passaram a ser mais conscientemente celebrados; de modo geral deu-se um reavivamento da vida cristã na Inglaterra, além de um enriquecimento cultural devido às publicações de textos da antiga literatura cristã e de Teologia.

Ainda no tocante à Liturgia pode-se notar que o Movimento suscitou no laicato e no clero o anseio de voltar a práticas da Liturgia católica, como uso de paramentos, de incenso, de sacrário para guardar a S. Eucaristia, de um altar de pedra colocado no fundo da igreja... Em 1858 o Bispo de Londres A. C. Tait teve de lembrar ao clero anglicano que os clérigos não deviam ouvir confissões dos leigos. A redescoberta da catolicidade da Igreja era acompanhada de uma compreensão mais tradicional do Sacramento da Eucaristia e de fervida renovação litúrgica.

Quanto à Vida Religiosa consagrada, também foi promovida pelo Movimento. Em 1841 Marcon Hughet proferiu, na presença de Pusey, os primeiros votos de vida consagrada na Comunhão Anglicana desde a reforma luterana; fundou em 1845 a Sociedade da Sagrada Família. Em 1865 R. M. Benson organizou a Sociedade São João Evangelista. Autorizadas por decreto parlamentar em 1878, essas duas Congregações se desenvolveram com êxito.

Em suma, o Movimento de Oxford foi valioso por ter restaurado na consciência anglicana a lembrança de sua origem católica.

 

Dom Estêvão Bettencourt


GoNet - PR
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9936378)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?87.38
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns29.56
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.14
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo14.74
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.32
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.50
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino13.02
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?11.90
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.57
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.57
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes10.53
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria9.09
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.68
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.50
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.24
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.08
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.84
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.69
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.42
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.07
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?6.92
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.87
Diversos  Santos e Místicos  3587 Poesia de Santa Teresinha6.59
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.50
A consequencia da aventura louca chamada protestantismo é a apostasia.
Padre Paulo Ricardo

Católicos Online