Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 506 – agosto 2004

No Anglicanismo:

 

O MOVIMENTO DE OXFORD

 

Em síntese: O Movimento de Oxford é uma corrente de pensadores anglicanos que se dispuseram a estudar as origens do Cristianismo e, em grande parte, se converteram à Igreja Católica no período de 1833 a 1845. Entre todos sobressai John Henry Newman (1801-1890), que, convertido em 1845, se tornou Cardeal da S. Igreja.

*   *   *

O Cristianismo na Inglaterra separou-se de Roma em 1534 por obra do rei Henrique VIII, a quem o Papa recusou o divórcio. No século XIX os pensadores anglicanos de Oxford promoveram a volta às fontes do Cristianismo, donde resultou a conversão de muitos à Igreja Católica. Importa conhecer o "Movimento de Oxford" assim oriundo.

1. Renascimento espiritual

O Movimento de Oxford corresponde a um renascimento espiritual ocorrido entre 1833 e 1845 dentro da Comunhão Anglicana. Tinha por sede a Universidade de Oxford, à qual pertenciam muitos dos participantes do Movimento. É de notar que naquela época Universidade, Igreja e a Nação eram interdependentes entre si, de modo que o Movimento de Oxford desenvolveu papel importante na vida da Inglaterra do século XIX.

Os principais arautos do Movimento foram John Keble (1792-1846), Richard Proude (1803-1836), John Henry Newman (1801 -1890) e Edward Bouveric Pusey (1800-1883), todos mestres de qualidades excepcionais.

Em meio ao liberalismo e ao materialismo do século XIX, o Movimento tinha por finalidade voltar às fontes do Cristianismo, estudar a respectiva Tradição testemunhada pelos escritos dos antigos Padres da Igreja e pelos primeiros monitores, examinar a origem divina da Igreja e a hierarquia como sucessora do colegiado dos Apóstolos, aprofundar a noção de sacramento, especialmente o da Santa Ceia. Muito a peito estava também, obter a independência da Igreja frente ao Estado.

Precisamente as atitudes do Estado perante a Igreja (que dele dependia) irritavam os mestres de Oxford, pois certos decretos do Parlamento ameaçavam a estrutura do anglicanismo; eram liberais em relação aos católicos e favoreciam grupos hostis à religião, além do que o Governo inglês em 1833 mostrou-se disposto a suprimir dez dioceses anglicanas da Irlanda - o que parecia ser indevida ingerência na vida interna da Igreja.

John Keble acusou o rei, seus Ministros, o Parlamento e a nação de serem responsáveis por atitudes que equivaliam a uma apostasia nacional. O grito de alarme foi lançado no púlpito da igreja universitária de Santa Maria e repercutiu profundamente não só nos ouvintes, mas em toda a Universidade, caracterizando o início do Movimento aos 14 de julho de 1833.

2. Os resultados

O Movimento foi executando seu programa mediante a divulgação de panfletos anônimos intitulados Tracts for the Times a partir de 1833. A maioria deles reproduzia os sermões dominicais de John Henry Newman proferidos na igreja de Santa Maria; esta ia sendo mais e mais freqüentada por um público atento e ávido, do qual a maior parte era de futuros membros do clero. A influência do carismático pregador Newman foi muito ampla.

O objetivo dos Tracts era mostrar a continuidade entre a Comunhão Anglicana e os inícios da Igreja Católica; durante nove anos foram publicados sem interrupção, cada vez mais longos e densos.

Nessa época os dirigentes do Movimento eram anti-romanos e antipapistas convictos, embora admitissem que o Catolicismo trazia em si alguns bons princípios. A Comunhão Anglicana era tida como a via média entre as superstições aceitas pelo Catolicismo no decorrer dos séculos e o radicalismo deletério dos reformadores protestantes do século XVI. O perigo que ameaçava o Anglicanismo seria a tolerância das proposições protestantes e o esquecimento da sua herança católica; a Comunhão Anglicana não seria nem romana nem protestante, mas simplesmente católica.

Dentro deste contexto estava John Henry Newman. Nas férias de verão de 1839 dedicou-se ao estudo do monofisismo (heresia do século V) e do donatismo (que excluía da Igreja os pecadores); refletiu sobre a posição de Roma frente a tais correntes heréticas e, pela primeira vez, começou a duvidar de sua posição anti-romana. Com o progresso dos estudos, foi-se persuadindo de que a Igreja de Roma; com seus grandes teólogos ou Padres, não era o que os seus preconceitos imaginavam, mas sim o berço do autêntico Cristianismo protraído através dos séculos.

Aos 27 de fevereiro de 1841 foi publicado o último Tract, de importância decisiva; nele Newman tentava mostrar que os trinta e nove artigos do Credo anglicano (aprovados pelas respectivas autoridades em 1562 e inspirados pela Confissão luterana de Augsburg) não eram incompatíveis com a fé católica; após analisar com perspicácia tais artigos, Newman concluía que não contraditavam a fé católica, embora os reformadores tivessem a intenção de o fazer.

A reação em Oxford foi imediata: o Tract foi condenado pela imensa maioria dos que o leram. As autoridades universitárias declararam enérgica oposição ao Movimento, suspeitando que os membros deste já estivessem tentando aproximar-se da Igreja Católica. A maioria dos Bispos anglicanos tomou semelhante atitude, o que causou enorme prejuízo ao Movimento. Newman aceitou a controvérsia; retirou-se para a paróquia de Littlemore a cinco milhas da cidade de Oxford; nesse esconderijo percorreu as etapas espirituais que o levaram finalmente à conversão em 9 de outubro de 1845. Alguns colegas o precederam, outros o seguiram na demanda da Igreja Católica.

A conversão de Newman redundou no fim do Movimento de Oxford. Este teve grande repercussão no futuro da Comunhão Anglicana: a Liturgia e o culto divino passaram a ser mais conscientemente celebrados; de modo geral deu-se um reavivamento da vida cristã na Inglaterra, além de um enriquecimento cultural devido às publicações de textos da antiga literatura cristã e de Teologia.

Ainda no tocante à Liturgia pode-se notar que o Movimento suscitou no laicato e no clero o anseio de voltar a práticas da Liturgia católica, como uso de paramentos, de incenso, de sacrário para guardar a S. Eucaristia, de um altar de pedra colocado no fundo da igreja... Em 1858 o Bispo de Londres A. C. Tait teve de lembrar ao clero anglicano que os clérigos não deviam ouvir confissões dos leigos. A redescoberta da catolicidade da Igreja era acompanhada de uma compreensão mais tradicional do Sacramento da Eucaristia e de fervida renovação litúrgica.

Quanto à Vida Religiosa consagrada, também foi promovida pelo Movimento. Em 1841 Marcon Hughet proferiu, na presença de Pusey, os primeiros votos de vida consagrada na Comunhão Anglicana desde a reforma luterana; fundou em 1845 a Sociedade da Sagrada Família. Em 1865 R. M. Benson organizou a Sociedade São João Evangelista. Autorizadas por decreto parlamentar em 1878, essas duas Congregações se desenvolveram com êxito.

Em suma, o Movimento de Oxford foi valioso por ter restaurado na consciência anglicana a lembrança de sua origem católica.

 

Dom Estêvão Bettencourt


GoNet - PR
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8292572)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?30.06
Diversos  Teologia  4132 A existência de Deus19.20
Diversos  Espiritualidade  4131 Dez conselhos na luta contra o demônio18.84
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.45
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.35
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.31
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.24
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.81
Diversos  Apologética  4130 Paulo desprezou Pedro?10.59
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.26
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo8.97
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns8.61
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.33
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?8.21
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.91
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?7.80
Diversos  Mundo Atual  4129 Direto do Inferno7.79
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.71
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.55
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.33
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.30
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.05
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma6.99
Vídeos  Mundo Atual  4128 A 'Humanae Vitae' e a apostasia dos cristãos6.75
A Igreja precisa se opor às 'marés de modismos e das últimas novidades'.
Papa Bento XVI

Católicos Online