Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Ministérios Extraordinários

 

Infelizmente certos setores do clero católico m regularmente desobedecendo às ordens do Papa em muitos aspectos da liturgia. O objetivo deles é claro: eles desejam diminuir o valor do sacerdócio e a sacralidade da ação litúrgica da Igreja.

 

Um dos instrumentos que mais m sido usados para este torpe objetivo é o abuso regular e habitual dos chamados ministérios extraordinários. Os ministérios extraordinários o autorizações especiais que podem em raras ocasiões, por motivo de extrema necessidade, ser dadas a leigos para que eles cumpram algumas funções reservadas aos sacerdotes. Ao usar de forma habitual (logo irregular) estes chamados ministros extraordinários, a distinção querida por Deus entre sacerdote e fiel é diminuída, à semelhança do que queria Coré (Nm 16) e do que nos avisava o Judas (Jd 11) para que o fosse feito.

 

Dentre os ministérios extraordinários que podem em ocasiões especiais ser deputados a leigos, figura em lugar de destaque no rol dos abusos o ministério da Sagrada Comunhão (distribuição do Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo).

Vejamos pois o que diz a Lei da Igreja acerca deste ministério extraordinário:

 

Na instrução "Inaestimabile donum", da Sagrada Congregação para os Sacramentos e o Culto Divino, emitida em 3.IV.1980, lemos que "Os fiéis, sejam religiosos ou leigos, que são autorizados como ministros extraordinários da Eucaristia só podem distribuir a Comunhão quando o há padre, diácono ou acólito, quando o padre está impedido por doença ou por idade avançada, ou quando o número de fiéis a receber a Comunhão é tão grande que torne a celebração da Missa excessivamente longa." (#10)

 

Na recente "Instrução acerca de algumas questões sobre a colaboração dos fiéis leigos no sagrado  ministério  dos sacerdotes",  de 13.VIII.1997, o Santo Padre João Paulo II ordena:

 

"Artigo 8: §1. A disciplina canônica sobre o ministro extraordinário da sagrada comunhão deve, porém, ser corretamente aplicada para não gerar confusão. Ela estabelece que ministros ordinários da sagrada comunhão o o Bispo, o presbítero e o diácono, enquanto é ministro extraordinário o acólito instituído ou o fiel para tanto deputado conforme a norma do cân. 230, §3.

(...)

 

§2. Para que o ministro extraordinário, durante a celebração eucarística, possa distribuir a sagrada comunhão, é necessário ou que o estejam presentes ministros ordinários ou que estes, embora presentes, estejam realmente impedidos. Pode igualmente desempenhar o mesmo encargo quando, por causa da participação particularmente numerosa dos fiéis que desejam receber a Santa Comunhão, a celebração  eucarística  prolongar-se-ia excessivamente por causa da insuficiência de ministros ordinários.

 

Este encargo é supletivo e extraordinário e deve ser exercido segundo a norma do direito. (...)

 

Para o gerar confusão, devem-se evitar e remover algumas práticas que algum tempo foram introduzidas em algumas Igrejas particulares, como por exemplo:

(...)

 

- o uso habitual de ministros extraordinários nas Santas Missas, estendendo arbitrariamente o conceito de « numerosa participação ».

(...)

 

o revogadas as leis particulares e os costumes vigentes, que sejam contrários a estas normas, como igualmente quaisquer eventuais faculdades concedidas ad experimentum pela Santa ou por qualquer outra autoridade a ela subalterna.

 

O Sumo Pontífice, no dia 13 de Agosto de 1997, aprovou em forma específica a presente Instrução, ordenando a sua promulgação."

 

Seguem-se assinaturas dos prefeitos e presidentes da Congregação para o Clero, do Conselho Pontifício para os Leigos, da Congregação para a Doutrina da , da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, da Congregação para os Bispos, da Congregação para a Evangelização dos Povos, da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica e do Conselho Pontifício para a Interpretação dos Textos Legislativos

 

Trata-se portanto de documento aprovado em forma específica pelo Santo Padre, ou seja, com força de lei, assinado também pelos prefeitos, presidentes e secretários de todas as congregações vaticanas que possam ter algo a ver com o assunto. É Lei da Igreja!

 

Ora, o que podemos perceber nela?

 

1 -  O uso de ministros extraordinários da Sagrada Comunhão (também chamados "ministros extraordinários da Eucaristia") só pode ocorrer quando o há padre, ou quando o padre estiver realmente impedido.

 

2 - O uso habitual destes "ministros" é proibido, e o pode ser justificado pela quantidade de pessoas que normalmente vai à Missa. O Santo Padre ensina que fazê-lo é estender "arbitrariamente o conceito de numerosa participação".

 

3 -  Forarevogadas  quaisquer autorizações que tenham já sido dadas para que os Senhores Bispos usem ministros leigos extraordinários de forma habitual na distribuição da Sagrada Comunhão.

 

O que podemos fazer a respeito disso?

 

1 - Lembrar aos sacerdotes e bispos que estão desobedecendo à Lei da Igreja, o que é pecaminoso, ao usar de forma habitual ministros leigos na distribuição da Sagrada Comunhão.

 

2 -  Mostrar a todos o que a Lei da Igreja manda fazer.

 

3 -  o receber a comunhão ilicitamente das mãos de um leigo; o ideal é evitar as paróquias onde esta prática ocorre, se isto for possível.

 

Carlos Ramalhete


GoNet - PR
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9371249)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.49
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns22.03
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.19
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.69
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.18
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.15
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.05
Diversos  Igreja  4166 Papa Leão XIII e a visão de Satanás11.38
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.16
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.88
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.43
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes8.38
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.25
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.88
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.82
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.75
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.75
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.69
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.46
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.34
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.95
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.76
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.67
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.58
Precisamos nos tornar maduros nessa fé adulta, precisamos guiar o rebanho de Cristo para essa fé.
Papa Bento XVI

Católicos Online