Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

DESMASCARANDO PAULO CRISTIANO E SEUS ATAQUES CONTRA SÃO LUCAS E CONTRA SÃO PAULO 

Paulo Cristiano escreveu um artigo repulsivo, onde pretendeu atribuir a São Lucas e a São Paulo o ensino herético do Sola Scriptura.
Seus esforços em distorcer as Escrituras refletem o desespero de alguém que não consegue viver pela doutrina que pretende impor aos demais.
Sobre São Paulo, Paulo Cristiano diz: “Gostaríamos de alistar aqui quatro textos que formam uma unidade contextual e prova que Paulo ensinava a necessidade das Escrituras ao invés de seguir as tradições humanas, são eles Mt 16:18 + I Cor 1:10-13 + I Cor 3:5-17 + I Cor 4:6.”
Disponível em 23/10/2015 - http://www.cacp.org.br/paulo-lucas-e-sola-scriptura/

Paulo Cristiano afirma que os textos fornecidos sugerem “uma unidade contextual” e “prova” que Paulo ensinava a necessidade das Escrituras, ao invés de seguir tradições humanas.
Como desmascarar as distorções de Paulo Cristiano ?

Primeiro ponto:

Paulo Cristiano cria o conceito de “unidade contextual” para justificar a doutrina que pretender impor aos demais. 
Todavia, não usa a mesma “unidade contextual” quando quer se esquivar da doutrina que deveria praticar.
Por exemplo: No próprio texto que escreveu ele ignora o contexto para justificar sua rebeldia contra o Papa.

Ele citou: “Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;” [Mt 16:18]
E Paulo Cristiano parou por aí.
Não interessou a Paulo Cristiano prosseguir e eventualmente se auto condenar na dita “unidade contextual” que inventou para impor doutrinas humanas aos demais, senão vejamos:

Depois de ter dito a Pedro “...tu és Pedro”, conforme visto acima, Jesus também disse a Pedro:
Apascenta minhas ovelhas. João 21, 15-17
Confirma teus irmãos na fé. Lucas 22, 32
A ti darei as chaves do céu. Mateus 16, 19

Deste contexto, seguramente Paulo Cristiano não gosta.
O contexto sugere, sem sombra de dúvida, a autoridade de Pedro sobre os demais apóstolos.
Mas o truque de Paulo Cristiano não passou desapercebido.

Segundo ponto:

Paulo Cristiano diz que São Paulo ensinava a necessidade das Escrituras, ao invés de seguir tradições humanas.
Ora, a Igreja Católica também ensina que as Escrituras são superiores às tradições humanas.
E Paulo Cristiano sabe disso.
O que Paulo Cristiano tentou fazer foi confundir tradição apostólica com tradição humana. 
Uma aparente “pequena” distorção que causa enorme confusão doutrinária.
E não por acaso, Paulo Cristiano omitiu o texto que condenaria seu ardil:
“Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa.” 2 Tessalonicenses 2:15

Terceiro ponto:

Paulo Cristiano repete a tática e cita: “3. “11 Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo.”  [1Cor 3.11]”
Paulo Cristiano tenta sugerir um contexto onde Jesus Cristo teria instruído a suficiência da Escrituras.
Como se a transmissão oral fosse no caso outro fundamento que ultrapassaria os ensinos do Senhor Jesus.
Mais uma vez Paulo Cristiano citou apenas um texto fora do contexto que lhe interessava.
Ele não citou: “Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém.” João 21:25

O texto em questão está ensinando que o próprio Jesus disse e fez muitas outras coisas, as quais não foram escritas.
Mas o texto não diz que estas coisas que Jesus disse ou fez não foram transmitidas.
Por certo foram transmitidas, pois como sabemos Jesus Cristo não fez e nem disse nada que não devesse ser aproveitado. 
Ademais, o próprio Jesus não mandou pregar a Bíblia. Jesus mandou anunciar o evangelho: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.”Marcos 16:15

A parte final do texto de Paulo Cristiano sobre São Paulo é patética.

Paulo Cristiano faz um esforço colossal para empurrar goela abaixo doutrina que não encontra amparo na Bíblia e que não convenceria o mais humilde e menos letrado dos filhos de Deus.
Paulo Cristiano picota textos e versículos e junta os pedaços, com o objetivo de criar uma fábula, onde ele “magistralmente” conclui: 
“Jesus disse, “sobre esta pedra edificarei a Minha igreja” e Paulo recomendou ao edifício que é a igreja a não exceder as Escrituras.”
Paulo Cristiano atribui a Jesus e a São Paulo doutrinas que eles nunca ensinaram.
E curiosamente, Paulo Cristiano constrói sua doutrina pessoal com palavras soltas e pequenos trechos de contextos que lhe condenam.

Sobre São Lucas, Paulo Cristiano se superou.

Paulo Cristiano tentou usar a seu favor um texto que condena exatamente a falsa ideia que ele pretende ensinar.

Vejamos:
Paulo Cristiano diz, por exemplo: “...se a tradição oral pudesse por si mesma transmitir a certeza das coisas, não haveria necessidade de Lucas colocar em forma escrita o evangelho!”

Mas o esquecido Paulo Cristiano desconsiderou o que ensina o próprio texto que ele citou:

“Visto que muitos têm empreendido fazer uma narração coordenada dos fatos que entre nós se realizaram, segundo no-los transmitiram os que desde o princípio foram testemunhas oculares e ministros da palavra, também a mim, depois de haver investido tudo cuidadosamente desde o começo, pareceu-me bem, ó excelentíssimo Teófilo, escrever-te uma narração em ordem. Para que tenhas plena certeza das coisas em que foste ensinado.” [Lucas 1.1-4]

O texto bíblico diz que foram escritos tudo aquilo que antes havia sido transmitido oralmente. “...segundo no-los transmitiram os que desde o princípio foram testemunhas oculare...”


Exatamente o que foi escrito é o que foi transmitido de forma oral.

Qual é a confusão produzida por Paulo Cristiano ?
O que ocorre é que para Paulo Cristiano o importante não é ser verdadeiro, mas basta estar escrito. 
Se Jesus pessoalmente lhe falasse, Paulo Cristiano correria para pegar caneta e papel para anotar.
E por certo quando tivesse chegado de volta já teria perdido metade do sermão do Senhor.
E se alguém lhe contasse o que o Senhor pediu ele pediria provas: “Onde está escrito ?”
Ao invés de guardar no coração as palavras de Jesus, ele precisa ler, e pelo jeito também precisa “interpretar”.
Lucas está dizendo que tudo o que foi escrito é o que foi ensinado oralmente.
Tudo que foi escrito na Bíblia, algum dia foi pregado oralmente.
Paulo Cristiano quer transmitir a ideia de que a Bíblia caiu formatada e encadernada do céu.

Conclusão:

Paulo Cristiano julgou que suas distorções e truques não seriam notados.

Sobretudo, propositalmente ele confunde Sola Scriptura com “Tem que estar escrito.”
O Sola Scriptura, especialmente desenvolvido e defendido pelos reformadores, em tese significa a suficiência das Escrituras. 
Entretanto, o que Paulo Cristiano está nos dizendo é que o mesmo ensino, idêntico em gênero, número e grau, uma vez transmitido de forma oral, só vale se estiver sido escrito posteriormente.

Se a tese de Paulo Cristiano estiver certa, então tudo que Jesus fez e disse, se não estiver escrito, não terá valor algum.

“Há, porém, ainda muitas outras coisas que Jesus fez; e se cada uma das quais fosse escrita, cuido que nem ainda o mundo todo poderia conter os livros que se escrevessem. Amém.” João 21:25

Para Paulo Cristiano tem que estar escrito.
Aquilo que Jesus não escreveu, não serve para Paulo Cristiano.
Paulo Cristiano esqueceu ainda:
"Todavia, se eu tardar, quero que saibas como deves portar-te na casa de Deus, que é a Igreja de Deus vivo, coluna e sustentáculo da verdade." 1 Timóteo 3, 15

A Igreja, NO SINGULAR, tão e somente a IGREJA, é coluna e sustentáculo da verdade. Somente a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade.

De fato as escrituras são úteis, tal como elas próprio afirmam:

"Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça;" 2 Timóteo 3:16

Mas útil é uma coisa. Suficiente é outra.
As Escrituras são úteis, proveitosas. Mas não são suficientes.

Mas Paulo Cristiano fingiu que não conhece o texto.
Para recordar São Paulo, tão citado por Paulo Cristiano: 2 Tessalonicenses - Capítulo 2 - Versículo 15

"Assim, pois, irmãos, permanecei firmes e guardai as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa."

Por isto é que o eunuco da rainha exclamou: "E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse." Atos 8:31

Se ninguém explica, não há como entender. 

E também não adianta ler como Paulo Cristiano, que nada entende. E quando entende, esconde, deturpa e fatia as Escrituras a seu bel prazer.

E nem se pode interpretar como também faz Paulo Cristiano. 
A própria Bíblia condena “interpretações”: "Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação." 2 Pedro 1:20

Por isto tudo se diz que a fé vem pelo ouvir e não pela leitura da Bíblia:
"Mas nem todos deram ouvidos ao Evangelho. Pois Isaías disse: Senhor, quem creu a nossa mensagem?
Logo a fé vem pelo ouvir, e o ouvir vem pela palavra de Cristo." Romanos 10:16,17

Paulo Cristiano não vive a tal da “unidade contextual” que prega para os demais:
Observem o contexto de Romanos 16:17, João 17:21, Efésios 4:4-6, 1 João 2:19, 2 Pedro 2:1,2

O contexto em questão condena a divisão do corpo de Cristo. Condena as seitas, os pretensos doutores que saíram do meio dos cristãos. O texto exorta ainda os cristãos a se manterem unidos em torno de uma só fé e um só batismo.

Será que Paulo Cristiano observa o contexto acima ou aceita que existam milhares de denominações evangélicas divergentes entre si ?
Seu conceito tosco de “unidade contextual” é apenas uma arma que ele lança contra seus oponentes. Paulo Cristiano não vive pela doutrina que prega.

Resumo:

Paulo Cristiano interpreta a Bíblia quando ela própria o proíbe de fazê-lo. 2 Pedro 1:20
Paulo Cristiano ignora a Igreja que pela Bíblia é coluna e sustentáculo da verdade. 1 Timóteo 3, 15
Paulo Cristiano acha que ler é melhor do que ouvir e assim afronta as escrituras. Romanos 10:16,17
Paulo Cristiano acha que as escrituras são suficientes quando elas dizem de si mesmo que são úteis. 2 Timóteo 3:16
Sobretudo, Paulo Cristiano ignora a transmissão oral que a Bíblia ensina. 2 Tessalonicenses - Capítulo 2 - Versículo 15

Não por acaso a Bíblia, diversas vezes, diz: "Quem tem ouvidos que ouça."
A Bíblia não diz: Quem sabe ler que leia.
Pelo contrário. A Bíblia diz:

"O qual nos fez também capazes de ser ministros de um novo testamento, não da letra, mas do espírito; porque a letra mata e o espírito vivifica."

Sr. Paulo Cristiano, não se esqueça de duas coisas:
Não somos ministros da letra.
E a letra mata.

Também não se esqueça do conselho do apóstolo Pedro, que ao contrário do que o senhor tentou fazer parecer condenou os idólatras da letra:

“E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição.” 2 Pedro 3:15,16

Sobretudo, não se esqueça do que ensinou Jesus Cristo:
São João 14,
21. Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é que me ama. E aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu o amarei e manifestar-me-ei a ele.
22. Pergunta-lhe Judas, não o Iscariotes: Senhor, por que razão hás de manifestar-te a nós e não ao mundo?
23. Respondeu-lhe Jesus: Se alguém me ama, guardará a minha palavra e meu Pai o amará, e nós viremos a ele e nele faremos nossa morada.
24. Aquele que não me ama não guarda as minhas palavras. A palavra que tendes ouvido não é minha, mas sim do Pai que me enviou.

Entendeu Sr. Paulo Cristiano ?
Quem ama Jesus guarda suas palavras. E ele não disse palavras que estejam escritas.
E o mesmo Jesus conclui: “...palavra que tendes ouvido...”
Ele não disse “Palavra que tendes lido.”

Se Paulo Cristiano tiver algum interesse na verdade, sugerimos consultar: http://www.veritatis.com.br/apologetica/protestantismo/1269-a-morte-da-qsola-scripturaq
Disponível em 04/11/2015
Não admito ataques a honra e dignidade do Sr.Paulo Cristiano. Reconheço seu direito de professar a fé e crenças que mais lhe pareçam adequadas.

Autor: V.De Carvalho – Divulgação autorizada com os devidos créditos


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
3 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL
#0•A3617•C944   2017-08-16 14:49:35 - Convidado/Anderson
Que pastoreco mais enrolado !

Na ânsia de atacar a Igreja Católica nem se dá conta das inverdades, imprecisões históricas e palavreado grosseiro.

Mais um filho de macedo fazendo as obras de macedo.

Responder

#0•A3617•C786   2016-01-25 09:43:08 - Convidado/Dani Acioli
DESMASCARANDO O PASTOR CIRO SANCHES ZIBORDI E SUA DOUTRINA “DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS”

O auto proclamado pastor Ciro Zibordi é mais um dos vários pregadores evangélicos que desenvolvem esforços com o objetivo de atacar a Igreja Católica e sua doutrina.

Em um de seus textos, onde pretendia doutrinar uma católica que lhe havia escrito, Ciro Zibordi produziu uma confusão de idéias de tal grandeza que ficou claro que sua doutrina anda de lá para cá e de cá para lá conforme sua conveniência.

A DOUTRINA “DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS DE CIRO ZIBORDI”
......

Ler mais...  -  Responder
#0•A3617•C785   2016-01-25 09:23:17 - Convidado/Dani Acioli
Tem que colocar Desmascarando ao invés de Esmascarando. É só corrigir o título.

Responder


Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9060314)/DIA
Pregações  Escatologia  4162 O Anticristo35.43
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?32.28
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns18.71
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.08
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.49
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.05
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.96
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.63
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.07
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.98
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.05
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.95
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.90
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria7.81
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.80
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes7.76
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.67
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.59
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.26
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.14
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.12
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.96
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.77
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.59
A teologia da libertação é uma ideologia a serviço de uma engenharia social, a serviço de um partido.
Padre Paulo Ricardo

Católicos Online