Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Sexta-feira da 31a Semana Comum (I) - A meta do cristão

Versão áudio

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
(Lc
 16, 1-8)

Naquele tempo, Jesus falou ainda aos discípulos: "Um homem rico tinha um administrador que foi acusado de esbanjar os seus bens. Ele o chamou e lhe disse: Que ouço dizer a teu respeito? Presta contas da tua administração, pois já não podes mais administrar meus bens. O administrador, então, começou a refletir: Meu senhor vai me tirar a administração. Que vou fazer? Cavar, não tenho forças; mendigar, tenho vergonha. Ah! Já sei o que fazer, para que alguém me receba em sua casa quando eu for afastado da administração.

Então chamou cada um dos que estavam devendo ao seu senhor. E perguntou ao primeiro: Quanto deves ao meu senhor? Ele respondeu: Cem barris de óleo! O administrador disse: Pega a tua conta, senta-te, depressa, e escreve: cinquenta! Depois perguntou a outro: E tu, quando deves? Ele respondeu: Cem sacas de trigo. O administrador disse: Pega tua conta e escreve: oitenta.

E o senhor elogiou o administrador desonesto, porque agiu com esperteza. De fato, os filhos deste mundo são mais espertos em seus negócios do que os filhos da luz."

O Evangelho desta sexta-feira nos apresenta uma parábola a respeito de outro administrador infiel. Após ter narrado todas as trapaças e artimanhas daquele empregado mau, Jesus nos diz algo surpreendente, ao menos àprimeira vista: "E o senhorelogiouo administrador desonesto, porque agiu comesperteza." Cristo, é óbvio, não nos estimula aqui a sermos ardilosos, astutos; o elogio do Senhor, porém, não deixa de apontar a cada um de nós, cristãos, a necessidade de exercitarmos, num sentido bastante positivo, aquela prudência dos "filhos deste mundo". Se estes, por um lado, se aplicam empenhadamente a resolver os problemas deste século passageiro, os "filhos da luz", por outro, tem de, com ainda maior aplicação e ardor, buscar os meios que os conduzam ao fim último da vida humana: a bem-aventurança eterna no Céu. A prudência a que Jesus alude nessa passagem, com efeito, não é outra coisa senão aquela virtude que orienta e ordena todas as demais virtudes humanas aos seus fins devidos; trata-se, em poucas palavras, de uma habilidade pela qual nos servirmos dos meios necessários para alcançarmos o objetivo a que nos determináramos.

Precisamos, assim adverte o Senhor, ser mais "espertos que os filhos deste mundo em seus negócios". Os "filhos da luz" temos de ter sempre diante dos olhos o fim a que somos chamados: contemplar a Deus face a face na glória celeste. Esse o nosso objetivo, essa a meta que, se não for alcançada, torna frustrados e inúteis quaisquer outros empreendimentos. Se perdemos de vista, pois, a sublime finalidade desta nossa pequenina e miserável vida; se nos contentamos com obedecer morna e artificialmente aos Mandamentos de Deus; se nos limitamos, enfim, a ter uma vida cristàde vitrine, sem um amor verdadeiro que nos inflame a querer ir para o Céu, então não passamos de tolos, de insensatos, de "cristãos" medíocres cujo coração é mais frio e preguiçoso do que o dos filhos deste mundo caduco. Por isso, façamos disto um propósito, um exercício diário para a nossa fé: superar o nosso amor de servo desleixado, fazer dele um amor que ame a Deus não como um mero legislador, mas como a um Pai querido, a um Amigo divino em cujo colo encontramos todos os consolos, toda aquela felicidade perfeita e inesgotável a que o coração humanos naturalmente aspira. Que esta seja a bússola de nossas vidas: a herança que o Pai reserva àqueles que, por um esforço continuado, aprenderam a amá-lO.

Pe. Paulo Ricardo


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8910916)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?32.20
Vídeos  Doutrina  4160 Tudo está consumado26.43
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns17.06
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.01
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.49
Vídeos  Milagres  4159 Imagens intactas em catástrofes!13.40
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.94
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.87
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.32
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.04
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.94
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?9.75
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.02
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.90
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.83
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.61
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.46
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.39
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes7.22
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria7.09
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.06
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.99
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.97
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?6.86
A contemplação de Cristo na nossa vida não nos afasta da realidade, mas torna-nos ainda mais partícipes das vicissitudes humanas porque o Senhor, atraindo-nos a Si na oração, permite que nos tornemos presentes e próximos de cada irmão no seu amor.
Papa Bento XVI

Católicos Online