Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Transformar a dor em amor

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo Marcos

(Mc 10, 35-45)

 

Naquele tempo, Tiago e João, filhos de Zebedeu, foram a Jesus e lhe disseram: "Mestre, queremos que faças por nós o que vamos pedir".
Ele perguntou: "O que quereis que eu vos faça?"
Eles responderam: "Deixa-nos sentar um à tua direita e outro à tua esquerda, quando estiveres na tua glória!"
Jesus então lhes disse: "Vós não sabeis o que pedis. Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber? Podeis ser batizados com o batismo com que vou ser batizado?" Eles responderam: "Podemos".
E ele lhes disse: "Vós bebereis o cálice que eu devo beber, e sereis batizados com o batismo com que eu devo ser batizado. Mas não depende de mim conceder o lugar à minha direita ou à minha esquerda. É para aqueles a quem foi reservado".
Quando os outros dez discípulos ouviram isso, indignaram-se com Tiago e João. Jesus os chamou e disse: "Vós sabeis que os chefes das nações as oprimem e os grandes as tiranizam. Mas, entre vós, não deve ser assim; quem quiser ser grande, seja vosso servo; e quem quiser ser o primeiro, seja o escravo de todos. Porque o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos".

 

O coração do Evangelho deste domingo encontra-se condensado na última sentença de Nosso Senhor: "O Filho do Homem – diz Ele – não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate para muitos" (v. 45). A palavra grega λύτρον, traduzida aqui por "resgate", quer dizer, literalmente, o preço que se paga para alforriar um escravo. O mesmo sentido tem o vocábulo "redenção", derivado da palavra latina redimere, que quer dizer, ao pé da letra, "comprar de novo" (re-emere).

 

Quando, porém, Jesus opera o Seu serviço (διακονῆσαι) e oferece a Sua vida em resgate? Tudo começa, sem dúvida, no mistério da Encarnação, como atesta o Autor Sagrado: "Por essa razão, ao entrar no mundo, Cristo declara: 'Não quiseste vítima nem oferenda, mas formaste um corpo para mim" (Hb 10, 5-7). Porém, é sobretudo no alto da Cruz que se realiza a redenção da humanidade. Derramando o Seu precioso sangue no madeiro e ofertando ao Pai o Seu amor infinito, Nosso Senhor repara a ofensa infinita que é o pecado e cancela a pena infinita devida por esse mal – o inferno.

 

Por isso, é possível dizer, com Santa Teresinha do Menino Jesus, que todo pecado não passa de uma "gota de água lançada num braseiro ardente":

"Poderiam pensar que é porque não cometi pecados que tenho uma confiança tão grande no Bom Deus. Dizei claramente, minha Mãe, que se eu tivesse cometido todos os crimes possíveis, teria sempre a mesma confiança. Sinto que toda essa multidão de ofensas seria como gota de água lançada num braseiro ardente." [1]

 

Ao exprimir-se nesses termos, Teresa de Lisieux aponta para a grandeza do que operou Jesus: Ele verdadeiramente assumiu as nossas culpas, pagou a pena devida por elas e fez-nos livres. Quando, arrependidos, nos aproximamos do trono da graça (cf. Hb 4, 16) e jogamos os nossos pecados no fogaréu do amor de Deus, tudo se consome.

 

Para que isso aconteça, porém, é preciso que entremos na quantia dos "muitos" (πολλῶν) de que fala o evangelista. Se é verdade que Nosso Senhor oferece o Seu sacrifício por toda a humanidade, nem todos aproveitam dos efeitos da Sua Paixão. Isso se dá não por um defeito da redenção operada por Ele, mas pela má disposição das almas; em outras palavras, pela recusa do ser humano a associar-se à Paixão de Cristo.

Para estar consigo na glória, de fato, Jesus não indica outro caminho a percorrer senão o da Cruz: "Por acaso podeis beber o cálice que eu vou beber? Podeis ser batizados com o batismo com que vou ser batizado?" (v. 38), Ele pergunta aos filhos de Zebedeu. Os dois respondem que sim, mas, como se sabe, só João permanecerá fiel e de pé diante da Cruz de Nosso Senhor. Tiago levará mais tempo para entender essa lógica – morrendo como mártir, alguns anos depois.

 

Um casal que compreendeu com perfeição o evangelho do sofrimento foi o dos bem-aventurados Zélia Guérin e Luís Martin, canonizados neste domingo pelo Papa Francisco. Os pais de Santa Teresinha do Menino Jesus foram verdadeiramente santos, porque se recusaram a viver para si mesmos. Santa Zélia, por exemplo, mesmo com oito filhas (quatro das quais morreram prematuramente) e um câncer de mama, sequer concebeu a ideia de fechar seu casamento à vida e "parar de sofrer": teve ainda o seu último "lírio", que foi justamente Santa Teresa. São Luís, ao ver que todas as suas filhas entregavam a vida a Deus entrando no Carmelo, era capaz de, mesmo sofrendo com a separação, estender os braços ao Céu em ação de graças.

 

A história desse casal exemplar, bem como a de todos os santos da Igreja, mostra o que distingue os cristãos e os seus sadios relacionamentos, dos pagãos e de seus relacionamentos destrutivos. Seguir a Jesus não torna ninguém imune ao sofrimento. Quem tem a Sua Cruz diante dos olhos, todavia, é capaz de transformar a própria dor em amor, como Ele mesmo fez, ao passo que o sofrimento de quem não crê permanece sempre estéril e sem sentido.

 

Referências

1.                   Últimos Colóquios, Caderno Amarelo, 11 de julho, n. 6.

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
4 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8465789)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?31.09
Diversos  Mundo Atual  4134 Karl Marx, de cristão a satanista24.76
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.63
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.19
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.63
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.20
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.15
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.92
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.51
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns10.03
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo8.52
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?8.48
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.21
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.87
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.48
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.48
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.44
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.13
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.03
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes6.80
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.64
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma6.47
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?6.43
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?6.34
Aquelas bem-aventuradas virgens, que se consagraram a Jesus Cristo, podem estar certas de que não encontrarão, nem no céu nem na terra, um esposo tão belo, tão nobre, tão rico, tão amável como Aquele que lhes foi dado, Jesus Cristo.
Sto. Inácio de Antioquia (35-110)

Católicos Online