Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

A Origem da Falsa Doutrina da Sola Scriptura


Martelando o último prego no caixão da Sola Scriptura.


Martinho Lutero (1483-1546) leva o crédito de ter inventado a falsa doutrina da Sola Scriptura (Somente Bíblia ou Suficiência da Bíblia). Ele tinha se separado da autoridade do Papado e do Magistério, e por causa disso perdera toda a autoridade a respeito de assuntos da Igreja. Então se voltou para a Bíblia, um livro, como única fonte de autoridade. Um livro pode ser única fonte de autoridade? A Constituição dos Estados Unidos pode se manter sozinha sem autoridades que a interpretem? Que autoridade existe para resolver disputas causadas por interpretações opostas das leis ali contidas? Quanto tempo teria durado este país se os pais fundadores não tivessem tido a precaução de estabelecer uma Suprema Corte, que tem a palavra final quanto à interpretação da Lei do País? Este país teria se dividido em facções logo no início.

Não aconteceu exatamente isso com o Protestantismo? Lutero se separou da Igreja Católica em 1521 e imediatamente surgiram altercações entre ele, Zwingli, seu amigo reformador da Suíça, e Thomas Munzer. No mesmo ano, Munzer rompeu com ele e formou os Anabatistas. João Calvino separou-se em 1536 e formou o Calvinismo. John Knox resolveu formar os Presbiterianos em 1560. John Smith começou os Batistas em 1609 e John e Charles Wesley começaram o Metodismo em 1739. A partir do momento que se separou da Igreja Católica, o Protestantismo perdeu a "Suprema Corte" para interpretação Bíblica, o Papado e o Magistério, e perdeu toda a autoridade dada pelo próprio Deus a esses dois ofícios. Leia os arquivos que se referem a "Autoridade" e "Magistério" em outra parte deste website. As divisões continuam até os dias de hoje, há agora mais de 37,000* denominações não Católicas diferentes, nenhuma das quais pode reivindicar autoridade na interpretação da Lei de DEUS, a Sagrada Escritura. Tornou-se tão ruim que as seitas disputam entre si e estão se dividindo internamente mais ainda. Só nos Batistas há um monte de segmentos e inúmeros fragmentos em todas as principais seitas Protestantes. Para o Protestantismo, em termos de interpretação da Bíblia, é cada um por si. Se parece bom para você, deve ser OK...mas esteja preparado para sofrer as consequências. Não há unidade no que foi começado por Lutero. Se podemos creditar-lhe algo, foi tornar uma grande parte do Corpo de Cristo inválida. É fácil ver a obra de satanás neste caso, já que é plano DELE dividir e conquistar. Leia Mt 12,25 para saber mais sobre o plano de satanás e João 10,16 para conhecer o plano de Jesus Cristo.

*World Christianity Enclopedia (Enciclopédia Mundial da Cristandade), abril de 2004, uma Publicação Protestante.

Agora, o que você supõe que seja toda a raiz deste caos? Foi a implementação da falsa doutrina da Sola Scriptura, e com ela, a interpretação privada da Sagrada Escritura (proibida em 2Pe 1,20 e 2Pe 3,16). Agora, todo o Protestantismo pode interpretar a "Constituição da Lei de DEUS", a Bíblia Sagrada, conforme lhe convém, trazendo para si mesmo divisões, desunião, disputas e caos. Realmente, seria estranho se DEUS tivesse nos dado um livro infalível e tivesse falhado em nos dar um intérprete com autoridade e infalibilidade para interpretá-lo. Agora você e eu sabemos que DEUS nunca faria isso.


Martinho Lutero era um escritor prolífico e tinha muitos pontos de vista opostos à Igreja Católica. Em primeiro de novembro de 1517, ele pegou 95 teses, de sua autoria, e as pregou na porta da Castle Church em Wittenburg, Alemanha. A Igreja Católica respondeu ordenando a Lutero que retirasse as afirmações que estavam em conflito com o ensinamento da Igreja.
A mais antiga menção à falsa doutrina da Sola Scriptura é de autoria de Martinho Lutero, quando foi interrogado no Sínodo de Augsburgo (Alemanha) em outubro de 1518. Em seu apelo ao Concílio, Lutero colocou a Bíblia e interpretação 
dele acima do Papa. Mesmo assim ele admitiu que a autoridade do Sínodo e da Bíblia eram equivalentes, apenas na esperança de que o Sínodo lhe desse um veredito favorável. Na Disputa de Leipzig em julho de 1519, Lutero deu um passo à frente e declarou que a Escritura estava acima do Concílio da Igreja e que os Concílios Ecumênicos já haviam cometido erros em termos de fé. Como resultado, foi considerado um herege.
Parece haver aqui uma contradição, pois Lutero era um monge Agostiniano Católico e por consequência estava totalmente ciente de que foram os Concílios da Igreja Católica* que finalizaram os 
cânones tanto do Antigo quanto do Novo Testamento. Agora, em Leipzig, declarou que o produto dos Concílios estava acima dos próprios Concílios.

Lutero foi advertido pela Igreja em junho de 1520, na Bula Papal "Exsurge Domine". A Igreja fez tudo que podia para se reconciliar com ele, mas este se recusou, armando então o palco para sua própria excomunhão. Foi formalmente ex-comungado em 3 de janeiro de 1521 por meio da Bula Papal "Decet Romanum Pontificem".

Um Concílio secular chamado a "Dieta das Minhocas" foi convocado pelo Imperador Católico Carlos V em abril de 1521 e mais uma vez foi perguntado a Lutero se iria retirar ou manter a ideologia de seus muitos livros. Lutero continuou firme. Em Edito promulgado pelo Concílio em maio de 1521, Lutero foi considerado herege e proscrito.

As fontes desta parte são:
'Martinho Lutero, "Sua Vida e Sua Obra", de Hartmann Grisar, 
um Jesuíta Alemão, 6 volumes, 1930 Vol 4: pgs 388-389.
'História da Igreja', do Pe. John Laux, M.A., 1930, Pgs 420-434

*Concílio de Roma, 382
*Concílio de Hipona, 393
*Concílio de Cartago III, 397
*Concílio de Cartago IV, 419


Agora que Lutero tinha se separado da autoridade da Igreja Católica, ele não podia mais reivindicar toda a beleza da Tradição da Igreja. Tradição também era algo contrário à ideia "dele" da Sola Scriptura, então teve que condenar a tradição alegando que "não era Bíblica", a despeito de tantos versículos que apoiam a manutenção das tradições, tais como: "Assim, pois, irmãos, ficai firmes e conservai os ensinamentos que de nós aprendestes, seja por PALAVRAS, seja por carta nossa." 2Tes 2,15


Martinho Lutero foi um padre Católico que iniciou o Protestantismo, tornando-se assim o primeiro Protestante. É interessante o que ele escreveu em seu Comentário sobre São João: "Somos compelidos a conceder aos Papistas que eles têm a Palavra de DEUS, que nós a recebemos deles, e que sem eles não haveria nenhum conhecimento dela."

Agora, para alguém que se humilha a ponto de admitir que tomou a "Palavra de DEUS" da Igreja Católica, mesmo assim continuou a "modificá-la" sem ter nenhuma autoridade para tanto. Lutero é alguém que, pela sua "própria" autoridade, removeu 7 livros de seu lugar de direito no Antigo Testamento e os colocou num apêndice. Eles continham referências que não estavam de acordo com os ensinamentos "
dele", principalmente 2 Macabeus e o Purgatório. Também queria remover os últimos quatro livros do Novo Testamento: Hebreus, Tiago, Judas e Apocalipse e conseguiu tirá-los de seu lugar de direito colocando-os em um apêndice adicional não numerado.

Aqui está um trecho escrito por um professor especialista Luterano:
Heinrich Bornkamm's LUTERO E O ANTIGO TESTAMENTO, de Heinrich Bornkammm. De Eric W. and Ruth C. Gritsch. Editado por Victor I Gruhn. Philadelphia: Fortress Press, 1969. página 189: 
"Ele não tornou evidente o seu desdém através de seu modo de arrumar os livros para impressão, embora tenha caracterizado os últimos quatro escritos do Novo Testamento (Hebreus, Tiago, Judas, Apocalipse) como sendo inferiores, não os numerando no índice, assim como o fez com apócrifos do Antigo Testamento, separando-os dos principais escritos do Novo Testamento por um claro espaço.(394)" 
A nota de pé de página, número 394, diz o seguinte: "394 Do Novo Testamento de setembro de 1522, até a última edição da Bíblia em 1546..." 
Então o que sabemos? Lutero incluiu os quatro livros: Hebreus, Tiago, Judas e Apocalipse em seu Novo Testamento, mas somente num apêndice sem páginas, separando-os claramente do resto do Novo Testamento. Sabemos que continuou assim desde a primeira impressão do Novo Testamento de Lutero até sua morte em 1546, e então a Bíblia foi reconfigurada por seus seguidores. 
Tiago 2,24 devia ter provado ser um embaraço para ele e seu ensinamento da "Sola Fides", pois diz: "Vê como o homem é justificado pelas obras e NÃO SOMENTE pela fé." Tiago 2,26 diz também: "Fé sem obras é morta." 
Lutero adicionou a palavra "
somente" à sua tradução de Romanos 3,28 porque este versículo também contradizia seu ensinamento de "Sola Fides": "Porque julgamos que o homem é justificado somente pela fé, sem as observâncias da lei." 
Leia Provérbios 30,6


Em toda a Escritura, somos advertidos para não adicionarmos ou suprimirmos nada na Sagrada Escritura. Aqui estão alguns dos versículos que advertem contra isso: Dt 4,2, 11,32, 12,32 (13,1), 
Salmos 12,6-7; 33,4, Salmo 50,16-17; 107,10-11; 119,57.139-140, Prov 5,7; *30,5-6, Jr 23,36, Gal 1,8-9, 1Pe 1,24-25, 2Pe 3,15-16, e, é claro, os versículos com os quais somos familiarizados no último parágrafo da Bíblia: Apoc 22,18-19...
"Eu declaro a todos aqueles que ouvirem as palavras da profecia deste livro: se alguém lhes ajuntar alguma coisa, DEUS ajuntará sobre ele as pragas descritas neste livro; e se alguém dele tirar qualquer coisa, DEUS lhe tirará a sua parte da árvore da vida e da Cidade Santa, descritas neste livro."

Martinho Lutero removeu 
sete livros do Velho Testamento. Ele realmente retirou as Palavras de DEUS.
Os livros inteiros que ele próprio retirou de seu lugar de direito na Sagrada Escritura e colocou em um apêndice são: Baruc, Judite, Tobias, Sabedoria, Eclesiástico e os 2 Macabeus. Mais tarde, estes livros foram removidos inteiramente das bíblias Protestantes. Conforme recontado acima, ele fez o mesmo com quatro livros do Novo Testamento. Estes livros estiveram em todas as Bíblias por mais de 1100 anos. Quem tinha autoridade para removê-los? Martinho Lutero? Alguma pessoa por conta própria?

Martinho Lutero rejeitou toda a autoridade da Igreja e declarou que a Bíblia era a única autoridade. Em nenhum lugar da Escritura está escrito que a própria Escritura é "A Única Autoridade", nem que ela é "autossuficiente", (leia "Por Quem os 
Sinos Dobram", em outra parte deste website). Ele realmente suprimiu das Palavras de DEUS. Is 22,20-22, Prov 11,14; 24,6, *Mat 18,17, Lucas 10,16, 2Cor 10,8, *1Tim 3,15, Heb 13,17

Martinho Lutero acrescentou a palavra "somente" a Romanos 3,28. Ele acrescentou às Palavras de DEUS.

Martinho Lutero condenou a tradição da Igreja como sendo "não bíblica" (já que não mais podia reivindicá-la), dessa forma negando um monte de versículos. Ele realmente suprimiu das Palavras de DEUS. 2Ts 2,15

Martinho Lutero declarou que boas obras eram inúteis para a salvação. Ele suprimiu das Palavras de DEUS.
Tiago 2,24-26

Martinho Lutero escreveu uma série de panfletos nos quais declarou que o Sacerdócio e o Episcopado deveriam ser suprimidos. Ele realmente suprimiu da Palavra de DEUS, que claramente estabelece o Ofício Episcopal e o Sacerdócio.
At 6,5; 14,22; 20,28, Tt 1,5, Tiago 5,14.

Então é isso. Martinho Lutero é culpado e condenado por todas as violações listadas acima. Ele é o primeiro Protestante e o fundador do Protestantismo. Ele é a mesma pessoa que declarou que a Bíblia é a "Única Fonte de Autoridade" dada por DEUS e é desta forma que deve ser acreditada. Violou seu próprio ensinamento "Acrescentando" e "Suprimindo" da Palavra de DEUS. Ninguém pode negar que ele fez essas coisas, pois estão registradas em livros históricos e em arquivos da Igreja. Suas ações fedem a Heresia e Hipocrisia, e todo o Protestantismo deve sua herança às bravatas deste único homem.


Martinho Lutero tinha muitas ideias contrárias aos ensinamentos Católicos e Bíblicos. Entre elas estão...

Rejeição de toda a autoridade do Papado e do Magistério.
Sola Scriptura, somente escritura considerada como a única autoridade em assuntos religiosos.
Sola Fides, fé sem obras. Boas obras são inúteis para a salvação.
Justificação somente pela fé.
O homem não tem livre arbítrio.


Os Protestantes têm tentado mostrar que a Sola Scriptura realmente existia desde o tempo dos Pais da Igreja. Recebi cinco referências de Protestantes, e discuto todas elas em seguida. Mas antes de fazer isso, terei que dizer que a falsa doutrina da Sola Scriptura liga seus crentes à Bíblia e somente à Bíblia. Foi-me dito repetidamente que se não está na Bíblia, simplesmente não aconteceu ou não é digno de crédito. Sou forçado a salientar, então, que de acordo com suas próprias regras, os escritos dos Pais da Igreja que eles me mostraram não são dignos de crédito, já que não posso encontrá-los na Bíblia. Se este é o caso, então por quê foram citados? Não estariam eles quebrando suas próprias regras ao fazer isso? Não há um duplo critério neste caso? 


Alguns Protestantes de hoje preferem usar as palavras "Suficiência Bíblica" ao invés das familiares "Sola Scriptura". A razão para isso é que a "Sola Scriptura" nunca é mencionada nos escritos dos Pais da Igreja, mas "Suficiência Bíblica" o é. Isso nada mais é do que uma trama para tentar legitimizar a "Sola Scriptura" usando os escritos antigos da Igreja.
Vamos examinar primeiro a palavra "suficiente" com a ajuda de um dicionário...
'Tanto quando o necessário. Uma quantidade ou montante adequado".
Isto significa somente Bíblia? Não! Vamos ver o que a própria Bíblia diz:
"Fez Jesus, na presença dos seus discípulos, ainda muitos outros milagres que NÃO ESTÃO ESCRITOS NESTE LIVRO. Mas estes foram escritos, para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus , e para que, crendo, tenhais a vida em seu nome." João 20,30-31
"Jesus fez ainda muitas outras coisas. Se fossem escritas uma por uma, PENSO QUE NEM O MUNDO INTEIRO PODERIA CONTER OS LIVROS QUE SE DEVERIAM ESCREVER." João 21,25
Obviamente a Sagrada Escritura diz muito claramente que NEM TUDO está na Sagrada Escritura.

Aqui estão 5 exemplos que me foram apresentados. Minhas respostas estão em azul...


Agostinho ("De bono viduitatis", [A Vantagem da Viuvez]2):
"O que mais posso ensiná-los do que o que lemos no apóstolo? Pois a sagrada Escritura fixa a regra da nossa doutrina, para que não ousemos ser mais sábios do que deveríamos... Desta forma, eu não deveria lhes ensinar nada mais, exceto expor-lhes as palavras do Mestre." 

Este exemplo não se refere de jeito nenhum à "Suficiência da Escritura", mas sim à "Autoridade da Escritura". Onde estão as palavras que dizem "Somente a Bíblia"? Os apóstolos ensinaram também a guardar as tradições, conforme já ressaltei. Também as "Palavras do Mestre" dizem para manter as tradições. Leia João 15,20: "Lembrai-vos da Palavra que vos disse."
Onde está a referência à Sola Scriptura?


Agostinho ("De unitate ecclesiae", [sobre a Unidade da Igreja]3): 
"Que não ouçamos: eu digo isso, você diz aquilo; mas: assim diz o Senhor. Certamente é na autoridade dos livros do Senhor que concordamos e acreditamos. Procuremos lá a nossa Igreja, discutamos lá o nosso caso." Ele continua: "Nem deve alguém concordar com bispos católicos se por acaso errarem em alguma coisa, se a opinião deles é contrária às escrituras canônicas de Deus." 

Não vejo nada nesse segmento que mesmo remotamente se refira a "Somente a Bíblia". Mais uma vez, refere-se à "Autoridade da Escritura". Hummmm, a terceira frase diz que devemos levar nosso caso (opiniões divergentes) à Igreja. Esta frase indica que a Igreja tem a autoridade final, não indica? Leia Mt 18,15-18. Tudo o que a última frase diz é que "não concordemos com um Bispo que está errado".
Onde está a referência à Sola Scriptura?


Agostinho "Contra litteras Petiliana", (Contra as Cartas de Petiliana) Lv.3, cap.6: 
"Se alguém prega seja sobre Cristo seja sobre Sua Igreja ou sobre qualquer outro assunto que tem a ver com nossa fé e vida; Eu não direi, se nós, mas o que Paulo acrescenta: se um anjo do céu pregasse algo além do que receberam nas Escrituras sobre a Lei e os Evangelhos, que seja anátema." 

Isto é só uma repetição de Gal 1,8-9 que adverte sobre pregar outro Evangelho. Os Mórmons deveriam tomar cuidado pois essa passagem não se aplica aos Católicos. Entretanto, aplicar-se-ia aos Protestantes que se negam a manter as tradições. Isto é pregar um outro Evangelho.
Onde está a referência à Sola Scriptura?


As referências Protestantes aos escritos de Santo Agostinho, com o intuito de justificar a Sola Scriptura, são tão sem consistência que nem existem. Já que os Protestantes gostam de citar Santo Agostinho, então tenho algumas citações dele para os mesmos:

"Eu não deveria acreditar no Evangelho exceto pela AUTORIDADE da IGREJA CATÓLICA."
Contra a Carta de Mani 5,6, 397 D.C.

"Mas com relação àquelas observâncias que seguimos cuidadosamente e que o mundo todo mantém, e que não vêm da Escritura MAS DA TRADIÇÃO, é-nos concedido compreender que foi ordenado e recomendado que a guardássemos seja pelos próprios Apóstolos, seja pelos CONCÍLIOS PLENÁRIOS, A AUTORIDADE QUE É TÃO VITAL PARA A IGREJA."
Carta de Agostinho para Januário 54,1,1, 400 D.C.

"Acredito que esta prática venha da tradição apostólica, assim como tantas outras práticas NÃO ENCONTRADAS NOS ESCRITOS DELES nem nos concílios de seus sucessores, mas que, porque são observadas por toda a Igreja em todos os lugares, acredita-se que tenham sido confiadas e concedidas pelos próprios Apóstolos."
Santo Agostinho, Batismo 1,12,20, 400 D.C.

"Eles guardaram o que encontraram na Igreja; o que lhes foi ensinado, ensinaram; o que receberam dos pais, transmitiram aos filhos."
Santo Agostinho, Contra Juliano, 2,10,33, 421 D.C.

"Assim pelo favor de Cristo somos Cristãos CATÓLICOS:"
Santo Agostinho, Carta a Vitalis, 217,5,16, 427 D.C.

"Vocês nasceram pela mesma palavra, pelo mesmo Sacramento, mas não obterão a mesma herança de vida eterna, a menos que retornem para a IGREJA CATÓLICA."
Santo Agostinho, Sermões, 3, 391 D.C.

"Esta Igreja é santa, a única Igreja, a verdadeira Igreja, a Igreja Católica, lutando como o faz contra todas as heresias. Ela pode lutar, mas não pode ser vencida. Todas as heresias são expelidas dela, como galhos inúteis são podados de uma vinha. Ela permanece fixa à sua raiz, em sua vinha, em seu amor. As portas do inferno NÃO a conquistarão."
Santo Agostinho, Sermão aos Catecúmenos sobre o Credo, 6,14, 395 D.C.

Pelas amostras de Santo Agostinho (354-430) que mostrei aqui, se eu fosse um Protestante, e determinado a continuar sendo, iria me certificar de nunca o citar novamente. Há referências a muitas citações dos muitos Pais da Igreja, após esta parte.


Atanásio ("Contra Gentes and De Incarnatione", [Contra a Opinião das Pessoas Sobre a Encarnação] Oxford, p. 2): 
"Pois realmente as Escrituras santas e vindas do sopro do próprio Deus são autossuficientes para que se pregue a verdade." 

Se os Protestantes interpretam este trecho como "Sola Scriptura", então terei que salientar que deveriam mudar o título para "Sola Algo da Scriptura", já que rejeitaram 7 livros do Antigo testamento e os versículos que se referem a manter as tradições. Novamente, esta parte se refere à Autoridade da Escritura e não somente à Escritura. Os Católicos nunca discutiram a autoridade da Escritura, mas os Protestantes alegam que é a "única" autoridade”.


Atanásio ("Ad Episcopos AEgyptiae" [Aos Bispos do Egito] em NPNF, Séries II, IV:225): 
" . . . a sagrada Escritura é, de tudo, mais do que suficiente para nós." 

Esta foi a única linha que me foi citada de um escrito bastante longo. Em seguida, mostro toda a parte 4 deste escrito, e a linha citada está em vermelho no final.

Atanásio... AD EPISCOPOS AEGYPTIAE...AOS BISPOS DO EGITO

4. NÃO ADIANTA NADA ACEITAR UMA PARTE DA ESCRITURA E REJEITAR OUTRA.
Por que razão Marcion e Manichaeus aceitam o Evangelho enquanto rejeitam a Lei? Pois o Novo Testamento veio do Antigo, e dá testemunho do Antigo; se eles o rejeitam, como podem aceitar o que procede dele? Pois Paulo era um Apóstolo do Evangelho, "que Deus havia prometido a Seus profetas nas sagradas Escrituras[3]:' e o Próprio Senhor disse, 'Aceitem as Escrituras, pois são elas que dão testemunho de Mim[4].' Como então eles poderão confessar o Senhor a menos que antes procurem as Escrituras que foram escritas a respeito Dele? E os discípulos dizem que O encontraram, 'aquele de quem Moisés e os Profetas falaram[5].' E o que é a Lei para os Saduceus se não recebem os Profetas[6]? Pois Deus que deu a Lei, Ele mesmo prometeu na Lei que iria suscitar Profetas também, portanto o mesmo é Senhor tanto da Lei quando dos Profetas, e aquele que nega um necessariamente nega também o outro. E, mais uma vez, o que é o Antigo Testamento para os Judeus, a menos que reconheçam o Senhor cuja vinda era esperada de acordo com ele? Pois se tivessem acreditado nos escritos de Moisés, eles teriam obedecido às palavras do Senhor; pois Ele disse: 'Ele escreveu sobre Mim[7].' Além disso, o que são as Escrituras para aquele de Samosata, que nega a Palavra de Deus e Sua Presença Encarnada[9], que é exprimida e declarada tanto no Antigo como no Novo Testamento? E qual é a utilidade das Escrituras também para os Arianos, e por que apresentam homens que dizem que a Palavra de Deus é uma criatura, e como os Gentios 'servem mais à criatura do que a ' Deus' o Criador[1]?' Portanto, cada uma dessas heresias, com relação à impiedade peculiar de sua invenção, não têm nada em comum com as Escrituras. E seus defensores estão cientes disso, que as Escrituras são demasiado, ou melhor dizendo totalmente, opostas às doutrinas de cada um deles; mas a fim de enganarem os mais simples (como aqueles dos quais está escrito nos Provérbios, 'O simples acreditam em toda palavra 2]),' eles fingem como seu 'pai o diabo[3]' estudam e citam a linguagem da Escritura, a fim de que pareça que têm uma crença certa pelo modo com que escrevem, e assim possam persuadir seus infelizes seguidores a acreditarem no que é contrário às Escrituras. Por certo em cada uma dessas heresias o diabo se disfarçou, e lhes sugeriu palavras cheias de artimanhas. O Senhor falou a respeito deles, que 'erguer-se-ão falsos Cristos e falsos profetas, para que possam enganar muitos[4].' Confirmando isso o diabo veio, falando por cada um e dizendo, 'Eu sou Cristo, e a verdade está comigo;' e ele fez com que cada um deles fosse mentiroso como ele. E o estranho é que, mesmo todas as heresias sendo diferentes uma das outras com relação às invenções infelizes que cada uma enredou, estão todas unidas apenas pelo propósito comum de mentirem[5]. Pois eles têm um e o mesmo pai que plantou neles todas as sementes de falsidade. Portanto o Cristão fiel e o verdadeiro discípulo do Evangelho, tendo a graça de discernir as coisas espirituais e construído sua casa da fé sobre a rocha, está continuamente firme e a salvo de suas artimanhas. Mas a pessoa simples, conforme disse anteriormente, que não está totalmente firmada no conhecimento, assim como esta, considerando apenas as palavras que foram ditas e não entendendo seu significado, é imediatamente atraída pelas astúcias deles. Porquanto é bom e necessário que rezemos para que possamos receber o dom de discernimento dos espíritos, a fim de que cada um possa saber, de acordo com o preceito de João, quem deve ser rejeitado e quem deve ser recebido como amigo e da mesma fé. Agora alguém pode escrever muito a respeito dessas coisas, se alguém desejar dar detalhes a respeito delas; pois a impiedade e a perversidade das heresias vão surgir aos montes e variadas, e a artimanha dos enganadores é muito terrível. Mas como a 
sagrada Escritura é, de tudo, mais do que suficiente[6] para nós, dessa forma, recomendando àqueles que desejam saber mais sobre esses assuntos, que leiam a palavra Divina, eu agora apresso-me a apresentar a vocês o que mais demanda atenção, e pelo amor do qual principalmente escrevi estas coisas. 

Quando este trecho que me foi citado é colocado em contexto fica engraçado, pois a primeira frase diz, qual é o tema do trecho todo? NÃO ADIANTA NADA ACEITAR UMA PARTE DA ESCRITURA E REJEITAR OUTRA. Já discuti as partes rejeitadas pelos Protestantes, então a quem esse parágrafo se aplica? Onde diz que "SOMENTE a Sagrada Escritura é totalmente suficiente para nós? Mais uma vez, o assunto abordado é a Autoridade da Escritura, não a Sola Scriptura.


Os Protestantes gostam de citar Atanásio repetidamente, para mais uma vez "provar" a existência da Sola Scriptura no tempo dele e, novamente, eles "provaram" que este Pai da Igreja nunca escreveu nada promovendo a Sola Scriptura. Mas escreveu sim algumas palavras interessantes contra ela.

"Mas o que também é importante, deixe-nos notar que a própria TRADIÇÃO, ensinamento e fé da IGREJA CATÓLICA desde o começo, QUE FOI DADA PELO SENHOR, foi pregada pelos Apóstolos e preservada pelos Pais. Nisso fui fundada a Igreja; se alguém se afasta disso, ele não é e nem deveria mais ser chamado Cristão."
Santo Atanásio, Cartas a Serapião de Thmuis, 1,28, 359 D.C.

Agora que já provei meu ponto, preciso dizer mais alguma coisa?
Conforme disse anteriormente a respeito de outro Pai da Igreja, se eu fosse um Protestante, também tomaria cuidado antes de citar Santo Atanásio (296-373).


Aqui estão algumas citações de Pais da Igreja, já que os Protestantes gostam de citá-los...
Santo Inácio de Antioquia (d 110) é um Pai Apostólico da Igreja, significando que ele conheceu pelo menos alguns dos Apóstolos.

"Onde quer que o Bispo apareça, deixe o povo estar; assim como onde quer que Jesus Cristo esteja, lá está a Igreja Católica." Carta aos Cristãos de Esmirna 8,1

"De maneira semelhante, que todos respeitem os diáconos como eles respeitariam Jesus Cristo, e assim como eles respeitam o Bispo como uma tipologia do Pai, e os presbíteros como o Concílio de DEUS e o colégio dos Apóstolos. Sem estes, não se pode chamar de uma Igreja." Carta aos Trallians 3,1

São Clemente de Roma é outro Pai Apostólico da Igreja e ele tinha isso a dizer...

"Devido às repentinas e repetidas calamidades e desventuras que se têm abatido sobre nós, precisamos reconhecer que tardamos um pouco em voltar nossa atenção para os assuntos de disputas entre vocês, amados; e especialmente a abominável e ímpia rebelião, alienígena e estrangeira aos eleitos de DEUS, que umas pessoas temerárias rebeldes inflamaram a tal loucura que o seu nome venerável e ilustre, digno de ser amado por todos os homens, têm sido difamado."
Carta aos Coríntios, Palestra, 80 D.C.

"Aceitem o nosso conselho e não terão nada a lamentar." Carta aos Coríntios 58,2, 80 D.C.

São João Crisóstomo (354-407)...

"Dessa forma, irmãos, fiquem firmes e guardem as tradições que lhes foram ensinadas, seja por palavra ou por carta. Isso deixa claro que eles não transmitiram tudo por carta, mas que havia muita coisa também que não foi escrita. Como a que foi escrita, a não escrita também é digna de crédito. Então vamos considerar a tradição da Igreja como sendo digna de crédito. Isto é uma tradição? Não procure outra coisa." Homilias sobre a Segunda Epístola aos Tessalonicenses 4,2, 398-404 D.C.


As referências seguintes aos escritos dos Pais da Igreja desmentem cada uma das heresias de Martinho Lutero conforme narradas neste documento.


Autoridade..........

*Inácio, Carta aos Efésios 5:3. J38a,b,43,44,47,48,49,58a 
*Inácio, Carta aos Cristãos de Esmirna 8:1. J65 
Tertuliano, Contra Marcion 4:5:1. J341 
**Agostinho, Contra a Carta de Mani 5:6. J1581 
Agostinho, Contra Fausto 33:6+. J1607, *J1631


Cânone do NT........

*Atanásio, 39a Carta Jovial J791 
Eusébio, História da Igreja 3:25:1. J656


Cânone do AT........

*Dâmaso, Decreto de Dâmaso 2. J910t 382D.C. 
Atanásio, 39a Carta Jovial J791 
Jerônimo, Galeatic or Helmeted Prolog Pro Gal. J1397 391D.C


Cânone do AT e do NT...

*Dâmaso, Decreto de Dâmaso 2. J910t 382D.C. 
Rufino, O Credo dos Apóstolos 35:al:37 J1344 
Agostinho, Instrução Cristã 2:8:13. J1585 
*Inocêncio I, Carta a Exsuperius 6:7:13. J2015b 405D.C.


Livre-Arbítrio..........

*Justino Mártir, Primeira Apologia 43. J123. 
Teófilo de Antioquia, A Autolycus 2:27. J184 
Atanásio, Discurso Contra os Arianos 3:6. J775 
Gregório de Nyssa, Grande Catecismo 31. J1034 
Crisóstomo, Sobre Hebreus 12:3:5. J1219 
Ambrósio, Comentário sobre Lucas 10:60. J1309 
Jerônimo, Contra Joviniano 2:3+. J1380, J1404, J1405 
Pelágio, Livre-Arbítrio, Graça de Cristo 4:5. J1413 
Julian de Eclanum, Oito Livros para Florus 5:41. J1416 
Agostinho, Carta para Valentine 215:4. J1455, J1495, J1560 
Agostinho, Perguntas para Simpliciano 1:2:12. J1572-1573 
Agostinho, Espírito e a Letra 3:5+. J1729 J1735 J1742 
Agostinho, Homilias sobre João 26:2+. J1821, J1926, J1942 
Agostinho, Graça e Pecado Original 1:25:26. J1854 
Agostinho, Admoestação e Graça 11:32. J1955, J1972 
Próspero de Aquitânia, Graça de DEUS 18:3. J2038 
Cirilo de Alexandria, Comentário sobre João 13:18. J2113 
Damasceno, Fonte de Conhecimento 3:3:20. J2367


Igreja Infalível...

Irineu, Contra Heresias 3:4:1. *J213 
Tertuliano, Objeção Contra Hereges 28:1. J295 
Agostinho, Contra a Carta de Mani 5:6. J1581


Papa Infalível.....

Tertuliano, Objeção Contra Hereges 23:10. J294, 200AD 
Cipriano, Carta a Cornélio 59:55:14. J580, 252AD 
*Agostinho, Sermões 131:10+. *J1507, *J1892 
*Pedro Crisólogo, Carta a Eutyches 25:2. J2178


Tradição...

Polícrates, Carta a Victor de Roma 5:24:1. J190a 
*Irineu, Contra Heresias 1:10:2, 2:9:1. J192,198,209 
Irineu, Contra Heresias 3:3:2, J210-213,226,242,257 
Irineu, Carta a Florinus 5:20:4. J264 
*Tertuliano, Objeção Contra Hereges 19:3. J291-296,*298 
Tertuliano, O Véu das Virgens 2:1. J328a,329 
Tertuliano, Contra Marcion 4:5:1+. J341,371 
Hipólito, Contra a Heresia de Noetus 17. J394 
Origen, Doutrinas Fundamentais 1:prefácio:2,4. J443,445,785 
Atanásio, Cartas a Serapião 1:28. J782 
Foebad de Agen, Contra Arianos 22. J898 
Basil o Grande, Transcrito de Fé 125:3. J917 
Basil o Grande, O Espírito Santo 27:66. J954 
Basil o Grande, Fé 1. J972 
Gregório de Nyssa, Contra Eunomius J1043 Epifânio, 
Contra Todas as Heresias 61:6,73:34. J1098,1107 
Crisóstomo, Sobre Romanos 1:3. J1181 
*Crisóstomo, Sobre Tessalonicenses II 4:2. J1213 
*Jerônimo, Diálogo entre Luciferian e Christian 8. J1358 
*Agostinho, Carta a Januário 54:1:1,3. J1419,1419a 
*Agostinho, Contra a Carta de Mani 5:6. J1581 
*Agostinho, Batismo 2:7:12, 4:24:31. J1623,1631 
*Agostinho, Interpretação Literal do Gênese 10:23:39. J1705 
*Agostinho, Cidade de DEUS 16:2:1. J1765 
*Agostinho, Contra Juliano 1:7:30, 2:10:33. J1898-1900 
Inocêncio I, Carta ao Concílio de Cartago 29:1. J2015f 
Theodoret de Cyr, Carta a Florêncio 89. J2142 
*Vicente de Lerins, Os Cadernos 2:1, 9:14. J2168,2169 
*Vicente de Lerins, Os Cadernos 20:25, 22:27. J2172-2175 
Gregório I, Homilias sobre Ezequiel 2:4:12. J2329 
Damasceno, Homilias 10:18. J2390


Obras são Necessárias........

Ambrósio, Carta a Constantus 2:16. J1247 
Agostinho, Perguntas a Simpliciano 1:2:2,6. J1569-1570 


Algumas notas finais sobre Sola Scriptura, de autoria de seu inventor e fundador do Protestantismo...
Martinho Lutero olhou a sua volta e viu o estrago que a Sola Scriptura e a "interpretação privada" da Sagrada Escritura estavam fazendo à sua "reforma", e fez os seguintes comentários...

"Este não quer saber do Batismo, aquele nega o sacramento, um coloca um mundo entre este e o último dia: alguns ensinam que Cristo não é Deus, alguns dizem isto, outros dizem aquilo: Há tantas seitas e crenças quanto cabeças. Qualquer camponês bronco tem sonhos e fantasias e pensa que é inspirado pelo Espírito Santo e deve ser um profeta. " De Wette III, 61. citado em O'Hare, THE FACTS ABOUT LUTHER (OS FATOS SOBRE LUTERO), 208. 

" Nobres, burgueses, camponeses, todas as classes entendem o Evangelho melhor do que eu ou São Paulo; agora eles são sábios e pensam que são mais sabidos do que todos os ministros." Walch XIV, 1360. citado em O'Hare, Ibid, 209. 

"Nós aceitamos - como devemos - que tanto do que eles [a Igreja Católica] dizem é verdade: que o papado tem a palavra de Deus e o ofício dos apóstolos, e que nós recebemos as Sagradas Escrituras, o Batismo, o Sacramento e o púpito deles. O que saberíamos sobre isso se não fosse por eles?" Sermão sobre o Evangelho de São João, caps. 14 - 16 (1537), no vol. 24 de LUTHER'S WORKS (OBRAS DE LUTERO), St. Louis, Mo.: Concordia, 1961, 304. 

Tudo isso e muito mais foi dito pelo fundador da Sola Scriptura, logo depois, quando averiguou o estrago que ela tinha causado, e continuava a causar. A essas alturas, Zwingli tinha corrido nessa direção, Munzer naquela, Calvino em outra ainda, todos eles dispersando as ovelhas e levando seus rebanhos consigo. Lutero tinha tirado o gato do saco e não podia colocá-lo de volta. Ele tinha começado algo que não tinha o poder de parar. 
"Uma vez que você abre a porta para o erro, não pode fechá-la." Como é verdade! Lutero tinha dado um exemplo de primeira.


Outros comentários interessantes feitos por Martinho Lutero... 

A Bem-Aventurada Virgem Maria...
"A coisa mais grandiosa nada mais é de que ela se tornou a Mãe de Deus; processo no qual tantos e tão grandiosos dons foram concedidos a ela que ninguém é capaz de compreendê-los. A isso se segue toda a honra, toda a bem-aventurança, e o fato de que em toda a raça humana só uma pessoa está acima de todo o resto, uma a qual ninguém mais se iguala. Por essa razão sua dignidade se concentra em uma única frase quando nós a chamamos de Mãe de Deus; ninguém pode dizer coisas mais grandiosas sobre ela ou para ela, mesmo que tivesse tantas línguas quanto folhas e tufos de grama, como as estrelas no céu e areia na praia. É preciso também meditar no coração o que significa ser a Mãe de Deus." 
- Die Erklarung des Magnificat - 1521. 

O primeiro Protestante amava e honrava a Bem-Aventurada Virgem Maria, a Mãe de DEUS. Por quê todo o resto do Protestantismo não seguiu seu exemplo honrando-A também?


Os frutos da Sola Scriptura...

"Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ensinar-vos-á toda a verdade, porque não falará por si mesmo, mas dirá o que ouvir, e anunciar-vos-á as coisas que virão." John 16:13 

A maioria das seitas não Católicas declara que o Espírito Santo está lhes "ensinando" a verdade. Entretanto, só pode haver uma verdade. Desde o advento da Sola Scriptura e a interpretação individual da Escritura, como pode o Espírito Santo estar em cada uma das milhares de seitas, ensinando a todas elas diferentes pontos de vista? Note que todas as denominações seguintes tiram seus ensinamentos da mesma Bíblia, então por que tantas diferenças nos ensinamentos?

1. Como pode o Espírito Santo dizer aos Luteranos que a Eucaristia é a Presença Verdadeira de Cristo e então dizer aos Batistas que é apenas um símbolo?

2. Como pode o Espírito Santo dizer aos Metodistas que se pode ter ministros do sexo feminino e então dizer aos Batistas que não é bíblico?

3. Como pode o Espírito Santo dizer aos Adventistas do Sétimo Dia que o Sábado é o dia de culto e então dizer aos Presbiterianos que o dia de culto é o Domingo e não o Sábado?

4. Como pode o Espírito Santo dizer aos Luteranos que a Bem-Aventurada Virgem Maria era e permanece sempre virgem e então dizer aos Batistas que ela teve outros filhos?

5. Como pode o Espírito Santo dizer aos Batistas, "uma vez salvo, sempre salvo" e então dizer à Igreja de Cristo que Sola Fides não é escritural?

6. Como pode o Espírito Santo dizer aos Episcopais para batizar bebês e então dizer aos Pentecostais que batismo de bebês é inválido?

7. Como pode o Espírito Santo dizer aos Mórmons que a Santíssima Trindade consiste em três pessoas separadas e dizer aos Metodistas que a Trindade é três pessoas no mesmo DEUS?
Eu poderia continuar toda a vida listando as diferenças entre as seitas não Católicas, mas creio que já compreenderam. É necessário apenas um mínimo de bom senso para perceber que o Espírito Santo não poderia estar falando a cada uma das milhares de seitas não Católicas de maneira tão díspar conforme exemplifiquei aqui. Entretanto, fui lembrado recentemente de que o bom senso já não é mais tão bom ou comum. É fácil ver que os "frutos da Sola Scriptura" não vêm de DEUS. Não há "um só rebanho e um só pastor" no Protestantismo. Os ensinamentos opostos nessas denominações são gritantes, todos causados pela falsa doutrina da Sola Scriptura e sua acompanhante a "interpretação individual" da Sagrada Escritura. Qual, se é que existe alguma, dessas seitas está aprendendo 
toda a verdade, conforme prometido por Jesus Cristo em João 16,13 ?

"Deste fato nós somos testemunhas, nós e o Espírito Santo, que 
DEUS deu a todos aqueles que lhe obedecem. " At 5,32

OK, O Próprio 
DEUS lançou o desafio...A TODOS AQUELES QUE LHE OBEDECEM.
Então quem obedece à vontade de DEUS? São os Luteranos que dizem que a Sagrada Eucaristia é a "Presença Verdadeira" de Jesus Cristo encarnado, ou são os Batistas que dizem "Isto é só um símbolo"?
São aqueles que dizem que devemos prestar culto no Sábado ou aqueles que dizem que devemos fazê-lo no Domingo?
São aqueles que dizem que se deve batizar bebês ou aqueles que dizem que não se deve?


Desafio a qualquer um para que me mostre uma prova escrita legítima, um documento histórico genuíno, que descreva a falsa doutrina da Sola Scriptura e que seja de data anterior aos que mostrei neste texto.


Desafio ainda mais a qualquer um que me explique como poderia ter existido a Sola Scriptura antes da imprensa. Antes daquele tempo (1450) um monge gastava 20 anos de trabalho para copiar a Bíblia a mão. O custo de cada uma era proibitivo e enquanto 95% do populacho era analfabeto e nem podia ler a Bíblia, então por favor me diga como isso poderia funcionar? A resposta é, claro, que não funcionou, e não tinha condições de funcionar e desta forma não existiu. Sola Scriptura não tem base nas Escrituras, não é histórica e não funciona. Já que mostrei seu começo durante a reforma, então isso a classifica como uma tradição feita pelo homem, e sujeita a condenação pelo Próprio Jesus Cristo conforme indicado em Marcos 7,8.


Pregou-se o Último Martelo  Está Acabado. 
João 19,30



Escrito por Bob Stanley em 1 de maio de 1999
Atualizado em 17 de junho de 2004
Recebi a ajuda inestimável de Tim Brennan na pesquisa histórica para este arquivo. Obrigado.


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8537202)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?31.30
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.71
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.26
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.74
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.14
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.11
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns11.06
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo10.86
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.57
Diversos  Mundo Atual  4134 Karl Marx, de cristão a satanista9.52
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?8.67
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo8.25
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.13
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.86
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.54
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.44
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.29
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.04
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.01
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes6.90
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.61
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?6.45
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?6.41
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma6.19
Antigamente, as pessoas eram mais resignadas ao sofrimento e à cruz. Hoje, há a ilusão de conseguir vencer o sofrimento, a dor e a morte por meio da tecnologia... e queremos ser felizes aqui e agora. Mas, Jesus nunca prometeu a felicidade aqui, quem promete isso é o diabo.
Padre Paulo Ricardo

Católicos Online