Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

UM NATAL FELIZ E ALEGRE!

Dom Fernando Arêas Rifan*

Em companhia de Maria e José e incentivados por São Paulo: “Alegrai-vos sempre no Senhor” (Fl 4,4), vamos celebrar nesta quinta-feira o Santo Natal, feliz e alegre, como foi o primeiro Natal. Nasceu Jesus, o Messias! Deus se fez homem! E os anjos anunciaram aos pastores essa felicidade. A reaparição da estrela misteriosa fez renascer a alegria e a felicidade no coração dos Magos que vieram do Oriente (Mt 2, 10).

 

Segundo a filosofia (Cícero e Boécio), felicidade é o estado constituído pelo acúmulo de todos os bens com a ausência de todos os males. Então, como poderemos chamar feliz um Natal onde houve desprezo, rejeição – Jesus nasceu numa estrebaria por falta de lugar para Ele nas casas e nas hospedarias -, lágrimas, gritos, morte, luto – Herodes, perseguindo Jesus, mandou matar as crianças de Belém – fuga, desterro, pobreza, sacrifícios? Realmente, felicidade perfeita, na definição filosófica, só se encontrará no Céu, na Jerusalém celeste, onde Deus “enxugará toda a lágrima dos seus olhos e já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor, porque tudo isto passou” (Ap 21,4).

 

É a grande lição do Natal: é possível ser feliz na dor, no desprezo, no luto, aqui na terra. Aqui, a felicidade consiste em ter Jesus, em estar com Jesus, em amar Jesus de todo o coração, com a esperança de tê-lo perfeitamente um dia no Céu. Talvez tenha sido essa a felicidade que Assis Valente, autor de “Anoiteceu”, não conhecia quando a pediu ao Papai Noel. Talvez por isso tenha se matado, pois ele e ela, como ele imaginava, não vieram.

 

Não se vai à Igreja para parar de sofrer, já que o sofrimento é inseparável da vida humana, mas para aprender a sofrer. O cristão é otimista e feliz, por causa da esperança, mesmo que sofra. Por isso, o primeiro Natal foi cheio de felicidade. A pobre estrebaria de Belém era o Céu. Faltava tudo e não faltava nada. Ali estava a felicidade e a alegria: Jesus.    

 

“A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus. Quantos se deixam salvar por Ele são libertados do pecado, da tristeza, do vazio interior, do isolamento. Com Jesus Cristo, renasce sem cessar a alegria” (Papa Francisco, Evangelii gaudium, 1). O presépio de Belém é o princípio da pregação de Jesus, o resumo do seu Evangelho. Daquele pequeno púlpito, silenciosamente, ele nos ensina o desprezo da vanglória desse mundo, o valor da pobreza e do desprendimento, o nada das riquezas, a necessidade da humildade, o apreço das almas simples, a paciência, a mansidão, a caridade para com o próximo, a harmonia na convivência humana, o perdão das ofensas, a grandeza de coração, enfim, as virtudes cristãs que fariam o mundo muito melhor, se as praticasse.

 

É por isso que o Natal cristão é festa de paz e harmonia, de confraternização em família, de troca de presentes entre amigos, de gratidão e de perdão. Pois é a festa daquele que, sendo Deus, tornou-se nosso irmão aqui na terra, ensinando-nos o que é a felicidade.

 

É assim que desejo aos meus caros leitores um verdadeiro ALEGRE E FELIZ NATAL

 

*Bispo da Administração Apostólica Pessoal São João Maria Vianney http://domfernandorifan.blogspot.com.br/


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8730305)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?32.05
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.90
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.39
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns13.32
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.80
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.74
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.09
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.06
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.72
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?9.30
Diversos  Doutrina  4147 Senhor, quantos serão salvos?9.26
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.98
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.82
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.79
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.53
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.40
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.13
Vídeos  Testemunhos  4146 A Eucaristia na Igreja7.12
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.08
Vídeos  Liturgia  4145 Missas de Cura e Libertação7.08
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.03
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.88
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?6.62
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?6.61
Se a consciência do pecado é a marca dos santos, a falta desta consciência em Jesus, que não obstante possuía uma alma profundamente religiosa, constitui um enigma para quem o observa à luz da mera razão.
Dom Estêvão Bettencourt

Católicos Online