Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Natal: a revolução perpétua

 

Sergio Sebold

Economista e Professor Independente

[email protected]

 

Estamos novamente em plena época das festividades natalinas, cuja história provocou uma revolução que dura até os dias de hoje. Desde que o homem pisou neste planeta, todo seu comportamento foi orientado pelo espírito de poder, fruto do pecado original. Por este viés, procurou-se por aqueles que detinham o poder, não importa a que modo, manter sua descendência. Na história quis nosso Criador mudar toda esta tendência que tem levado o ser humano a sua decadência e ruína moral.

 

Então pela bondade divina, surgiu, e veio conviver conosco por certo tempo, o filho do Deus altíssimo, (conforme nossa crença cristã), para mudar o curso de toda uma história que estava sendo desenhada.

 

Tudo começa mudar quando a jovem Maria há 2000 anos, disse (sim) ao anjo Gabriel através das seguintes palavras: “Eu sou a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra” (Lc 1,38).  Deus cumpria também sua palavra de que todo o ser humano é livre. Não impôs a Ela condição. Naquele momento do “sim”, conceitualmente ela ficou grávida de Jesus.

 

Pela tradição vigente, toda pessoa de prestigio e poder só se poderia imaginar nascer num berço esplêndido com todas as honras e glórias.  Mas Ele nasceu da maneira mais humilde e natural possível sendo colocado num cocho onde servia-se pasto para o gado de então; mas seu poder era bem outro. Uma revolução.

 

Talvez José esposo de Maria não tenha tido tempo suficiente para construir uma caminha como bom marceneiro onde colocar o menino. Os significados teológicos que estavam experimentando eram avassaladores, não dava tempo para refletir sobre os acontecimentos; estes estavam acontecendo bem diferentes de suas próprias culturas tradicionais.

 

Dando um salto na história, este Menino, como todos os seres humanos, também cresceu em experiência e sabedoria. Até a morte de São José, seu pai legal, não natural, Jesus se conservou em humildade sob as condições e ordens dele. Após, Jesus começou a pregar e justificar porque veio a este mundo. Entre outras passagens, uma que quebrou as pernas dos magistrados de seu tempo: “... perdoai e orai pelos seus inimigos”. Para a cultura da época esta era demais para aceitar. Outra revolução.

 

Quando Jesus se sentava junto aos pecadores, prostitutas e cobradores de impostos, era um verdadeiro escândalo para época, e continua sendo até hoje para os menos avisados. “Eu não vim para abraçar os justos, mas os que estão perdidos”, esta era sua grande missão salvadora. “Os justos já estão na graça de Deus, vamos buscar as ovelhas perdidas”, usando a metáfora dos pastores da época. Outra revolução.

 

Mesmo com as desgraças terrenas das gerações que vão se sucedendo, os altos e baixos na vida dos povos, os momentos de luzes e trevas, a história da salvação vai sendo gestada. Deus se misturou na história humana, quis estar presente.

 

Este Jesus provocou um terremoto em todos os preceitos que vinham sendo montados pelas instituições humanas. O avanço atual e extraordinário da fé cristã na Ásia e outras localidades ainda não cristianizadas é uma demonstração de uma revolução silenciosa que os governantes daqueles países não estão conseguindo parar. É mais um testemunho dos tempos.

 

Dando um novo sentido à vida com a vitória sobre a morte, ele nos trouxe a salvação. O Menino Jesus é um sinal de contradição; segui-Lo, nos leva à plenitude espiritual, ao amor e à renúncia.

 

 

Que este Natal seja a oportunidade de nossa renovação e encontro espiritual com Deus nosso criador e não com Papai Noel e outros mundanismos que pertencem ao mundo material. A revolução continua e não terá fim.

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
3 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8292435)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?30.06
Diversos  Teologia  4132 A existência de Deus19.11
Diversos  Espiritualidade  4131 Dez conselhos na luta contra o demônio18.74
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.45
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.34
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.31
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.24
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.81
Diversos  Apologética  4130 Paulo desprezou Pedro?10.57
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.26
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo8.96
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns8.61
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.33
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?8.21
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.91
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?7.79
Diversos  Mundo Atual  4129 Direto do Inferno7.77
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.71
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.55
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.33
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.30
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.05
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma6.99
Vídeos  Mundo Atual  4128 A 'Humanae Vitae' e a apostasia dos cristãos6.74
Deus fez, de si mesmo, a solução do pecado original.
Claudio Maria

Católicos Online