Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Solenidade da Imaculada Conceição - "Ave Maria, cheia de graça"

 

Versão áudio

Em 8 de dezembro de 1854, na bula Ineffabilis Deus, o Beato Papa Pio IX proclamava que:

"A doutrina que sustenta que a beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante de sua conceição, por singular graça e privilégio do Deus onipotente, em vista dos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano, foi preservada imune de toda mancha da culpa original, é revelada por Deus e por isso deve ser crida firme e constantemente por todos os fiéis." [1]

Celebrar a Solenidade da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria significa, pois:primeiro, que ela foi "preservada imune de toda mancha da culpa original"; segundo, que isto foi feito "em vista dos méritos de Jesus Cristo", ou seja, mesmo acontecendo antes da Redenção, foi Jesus mesmo quem salvou a Sua mãe [2]; terceiro, que esta verdade "é revelada por Deus" – ou seja, não se trata de uma argumentação humana ou de um raciocínio teológico, mas faz parte do depósito de fé e "deve ser crida (...) por todos os fiéis".

Todavia, o que foi colocado de forma negativa pelo Papa Pio IX – que Maria foi privada do pecado – também pode ser meditado de forma positiva. Isto significa dizer que Maria Santíssima tinha a plenitude da graça. Quando o Anjo Gabriel visita Nossa Senhora, ele fica maravilhado em ver nessa terra um "pedaço do Céu", um coração mais santo e agraciado que o seu. Por isso, saúda Maria como nenhum anjo jamais tinha saudado um ser humano: "Χαῖρε, κεχαριτωμένη, ὁ Κύριος μετὰ σοῦ – Alegra-te, cheia de graça! O Senhor está contigo" [3]; e depois: "Μὴ φοβοῦ, Μαριάμ· εὗρες γὰρ χάριν παρὰ τῷ Θεῷ – Não tenhas medo, Maria! Encontraste graça junto a Deus" [4].

Por que o Anjo usa tais palavras para referir-se à Virgem? Para medir devidamente as suas palavras, é importante entender o que é a graça. No Batismo, o cristão recebe a chamada graça santificanteou habitual: com isso, ganha a amizade de Deus, a inabitação trinitária e os dons e as virtudes infusas. Essa realidade, no entanto, é sobrenatural – está acima da natureza. Isso significa dizer que todas as criaturas – minerais, vegetais, animais, humanas ou angélicas –, juntas, valem menos do que a graça na alma de um bebê que acaba de ser batizado. São palavras de Santo Tomás de Aquino: "Sed bonum gratiae unius maius est quam bonum naturae totius universi – O bem da graça é, para o indivíduo, melhor que o da natureza de todo o universo" [5].

Os mártires são o exemplo luminoso de que, de fato, é preferível perder o universo inteiro – a própria vida, a própria saúde, a própria família e os próprios bens – a perder a graça divina. "O Reino dos Céus é como um tesouro escondido no campo. Alguém o encontra, deixa-o lá bem escondido e, cheio de alegria, vai vender todos os seus bens e compra aquele campo" [6]. A graça é verdadeiramente este "tesouro escondido no campo", pelo qual vale a pena "vender todos os seus bens".

Na Virgem Maria, essa graça – que, pequena e incipiente, já é maior que todas as realidades naturais – atingiu a sua plenitude, de modo que os próprios anjos se admiraram de sua santidade:Ave, cheia de graça. Ao contrário, Satanás e as hordas diabólicas tremem diante dessas palavras. Elas recordam que em uma criatura feita do barro habita uma graça muito maior que a que eles rejeitaram. Por isso, Maria Santíssima é realmente o terror dos demônios.

Hoje, como uma criança a contemplar a beleza de sua mãe, o coração da Igreja se alarga para cantar a beleza de Nossa Senhora. Certamente, a Mãe de Deus tinha a sua beleza natural, certamente era mais graciosa que todas as mulheres e mais majestosa que todas as rainhas. Sua maior beleza, todavia, estava no seu ilimitado amor a Deus, na plenitude de graça que Ele lhe concedeu.

No desejo de imitar o amor e a generosidade dessa santa e boa mãe, peçamos a ela: "Mãe, ensinai-me também a corresponder à amizade de Deus e que eu, de hoje em diante, faça o propósito de antes morrer do que pecar, antes derramar o meu sangue do que perder a graça de Deus. Amém."

Referências

1.       Bula "Ineffabilis Deus", 8 dez. 1854: DS 2803

2.       "Na época de Duns Escoto a maior parte dos teólogos fazia uma objeção, que parecia insuperável, à doutrina segundo a qual Maria Santíssima foi preservada do pecado original desde o primeiro momento da sua concepção: de fato, a universalidade da Redenção realizada por Cristo, à primeira vista, podia parecer comprometida por semelhante afirmação, como se Maria não tivesse precisado de Cristo e da sua redenção. Por isso os teólogos opunham-se a estes textos. Então, Duns Escoto, para fazer compreender esta preservação do pecado original, desenvolveu um tema que depois seria adotado também pelo beato Papa Pio IX em 1854, quando definiu solenemnete o dogma da Imaculada Conceição de Maria. E este argumento é o da 'Redenção preventiva', segundo a qual a Imaculada Conceição representa a obra-prima da Redenção realizada por Cristo, porque precisamente o poder do seu amor e da sua mediação obteve que a Mãe fosse preservada do pecado original. Por conseguinte Maria é totalmente remida por Cristo, mas já antes da concepção." (Papa Bento XVI, Audiência Geral, 7 de julho de 2010)

3.       Lc 1, 28

4.       Lc 1, 30

5.       Suma Teológica, I-II, q. 113, a. 9

6.       Mt 13, 44

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8276893)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?30.01
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.42
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.27
Diversos  Apologética  4130 Paulo desprezou Pedro?11.92
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.22
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.17
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.79
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.23
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo9.02
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns8.38
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.34
Diversos  Mundo Atual  4129 Direto do Inferno8.20
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.92
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?7.86
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.76
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?7.68
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.56
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.31
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.30
Vídeos  Mundo Atual  4128 A 'Humanae Vitae' e a apostasia dos cristãos7.09
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma7.06
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.05
Diversos  Prática Cristã  4123 Sete coisas que eu aprendi com a pornografia6.93
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.70
Os sacramentos não são senão água, pão, vinho, óleo, gestos e palavras que Cristo hoje em dia administra por meio da sua Igreja (ou do seu Corpo prolongado) a fim de comunicar aos homens a filiação divina.
Dom Estêvão Bettencourt

Católicos Online