Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

O dia que fiquei invisível

 

Farejando histórias da vida me deparei com uma chocante e patética, de uma pessoa idosa. Por respeito, o relato pertence a Sra. Silvia Castillejon Peral, circulado no “Correio Lageano”, me permitindo reconstruí-lo na minha linguagem.

 

“Perdi a noção do tempo. No meu quartinho não há mais folhinhas, na memória tudo está em reboliço. Coisas antigas foram desaparecendo como por encanto. Também fui apagando sem que ninguém se apercebesse. Morava com minha filha casada, porque sou viúva. Quando a família cresceu, me trocaram de quarto, para dar espaço ao novo membro que acabara de nascer. Passaram-me para a edícula, no fundo do terreno, com as tralhas da casa. Para serem “gentis” prometeram trocar o vidro quebrado da janela. Mas se esqueceram. Nas noites frias, o vento gelado aumenta minhas dores reumáticas.

 

Um dia minha voz desapareceu, os filhos e netos não me respondiam. Fiquei sem voz, pensei. Por sua vez, eles conversavam sem olhar para mim, como se eu não existisse. Tento lhes dizer algo, na esperança que apreciem meus conselhos, mas sou ignorada. Não respondem e nem sequer me olham. Nestas condições, me retiro de fininho e vou para meu canto antes de terminar a caneca de café.  Fiz isto várias vezes, para compreenderem que estou magoada e então pedirem perdão...  Mas ninguém vem. Depois de mais uma noite de insônia e mágoa tento lhes dizer: - Quando morrer, ai sim vão sentir minha falta.  Neste momento meu neto em deboche diz:  - Estás viva ainda vó?

 

Numa certa manhã, um dos meninos entrou no meu quartinho, jogou umas rodas de bicicletas, sem notar minha presença com ao menos um oi vó. Mas nada disso aconteceu.  Então me convenci, fiquei invisível.

 

Houve um dia quando os meninos me disseram que no dia seguinte iríamos todos ao campo, neste raro momento me tornei visível novamente. Apalpei meus braços e me reconheci, fiquei feliz. Sorria como criança de contentamento. Fazia tanto tempo que não saia!

 

Fui a primeira se levantar. Arrumei-me logo para não correr o risco de atrasá-los. Em pouco tempo, todos entravam e saiam da casa, jogando bolsas e brinquedos no carro. Eu já estava pronta, feliz. Esperei aguardando me chamarem. Mas nada disso aconteceu. Devo ter ficado invisível novamente – pensei. Procurei me justificar, a família cresceu e não sobrou lugar para mim.

 

Neste momento, caí na real e tive vontade de chorar. Mas pensei, são jovens, riem, sonham, se abraçam, se beijam. E eu... bem, antes beijava os meninos e as meninas, me agradava tê-los nos braços, era um pedaço de mim continuando a vida. Ah, até cantava canções de ninar para que fossem absorvidos pelo sono.

 

Um dia minha neta acabava de ter um bebê, minha bisneta! Que alegria.  Sem cerimônia me disse que não era bom que os velhos beijassem os bebês por questões de higiene. Poderia contaminá-los. Desde então, não me aproximei de tanto medo de contagiá-los! Mas eu os bendigo e a todos perdoo, porque... que culpa eles têm de eu ter-me tornado invisível? “

 

Depois desta história, me convenci de que existem milhões de seres ocultos, zumbis invisíveis nos asilos e hospitais porque se tornaram irrelevantes, ou um estorvo, ou um nada para a sociedade e para o progresso. Tornaram-se socialmente invisíveis. Queira Deus que muitos cheguem pelo menos a ser invisíveis, porque outros nem lá chegam, atropelados pela indiferença e pela ausência de amor.

 

Sergio Sebold – Economista e Professor Independente. [email protected].


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
8 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 10731070)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?83.21
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns30.69
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.05
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo14.65
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.46
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.26
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino13.13
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?12.16
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.67
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes11.21
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.13
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria9.19
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.87
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.69
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra8.29
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.25
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.17
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?7.88
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.80
Diversos  Santos e Místicos  3587 Poesia de Santa Teresinha7.37
Diversos  Mundo Atual  3795 O que há de vir?7.27
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.25
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.74
Diversos  Bíblia  0443 Introdução aos Salmos6.43
A teologia da libertação é uma ideologia a serviço de uma engenharia social, a serviço de um partido.
Padre Paulo Ricardo

Católicos Online