Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

A Volta do Paganismo

 

Quando os primeiros cristãos oriundos de Jerusalém começaram se instalar em Roma, com uma nova proposta de vida, foram violentamente rechaçados pelos nativos.

 

Mas, mesmo com o modo de viver na decadente Roma, começaram a surgir os primeiros simpatizantes da nova religião: os cristãos, com a proposta moral do amor e o perdão incondicional, traziam uma mudança radical de mentalidade. O perdão “até para os inimigos”, era inicialmente uma afronta difícil de engolir; a mentalidade de vingança que até então predominava na época, era o crédito por um débito de injúria. Mas, por este caminho, esta conta jamais fechará. Era difícil entender que a única forma de paz, que todos almejam, só era e é possível pela atitude do perdão incondicional.

 

Como em geral em qualquer lugar do mundo a população é pacífica, esta proposta escrita através dos valores do evangelho soava como uma verdadeira revolução de costumes e hábitos jamais até então imaginados.

 

As pessoas que abraçavam a nova crença eram introduzidas pelo cerimonial do batismo com água, na forma simbólica que até hoje perdura. Aqueles que, enquanto não eram batizados, eram chamados de pagãos, como o eram tratados durante o período de Cristo na Sua passagem pela terra. Assim, as pessoas não cristãs eram tachadas de pagãs, isto é, destituídas da revelação.

 

Sem determos em particularidades da história, o certo é que o cristianismo moldou e foi a base da civilização ocidental. Em cima dos preceitos da Bíblia saíram todas as estruturas dos códigos jurídicos, a organização da teia social, pensamentos filosóficos, constituição política, distribuição da terra, da medicina, etc., criando um caldo cultural original. Durante estes 2.000 anos de história as palavras do evangelho cristão foram a base moral de toda sociedade ocidental.

 

Por obra e força da história, e do progresso cientifico e material, vê-se hoje a volta do paganismo. Cada vez é maior o número das pessoas que, embora cristãs pelo batismo, estão virando as costa ao cristianismo, muitos migrando para outras derivações cristãs, não cristãs e até ao ateísmo puro. Mais recentemente,  pais cristãos não mais estão levando seus filhos à pia batismal como era feito dentro da tradição da fé. Com isto estamos presenciando a volta do paganismo, ficando toda uma geração a deriva existencial. Todos obcecados por um novo deus: o “dinheiro”.

 

A paz que os europeus foram contemplados após anos de guerra entre si até recentemente, trouxe a eles o conforto da prosperidade. Este conforto está sendo contaminado pelo ócio, pela dolce vita, caindo na decadência moral. Isto terá um preço alto nas futuras gerações. O abandono da fé cristã em troca do conforto material está levando ao nihilismo nietzscheriano e ao nojo existencial de Sartre, abrindo as portas para outras confissões religiosas começarem a florescer na Europa e mesmo aqui no Brasil.

 

Parece que a história se repete, quando Roma entrou no seu esplendor de glória e com isto ao progresso de sua época, iniciou-se também sua decadência moral e de costumes. Felizmente, foram levantados pela força moral do cristianismo que lá aportou naquela oportunidade.

 

Estará a Europa agora voltando ao paganismo? Terá ela nova chance, um novo “cristianismo” para se reerguer? A atual crise econômica é o prenúncio desta decadência. Espera-se que a fé volte ser renovada, quando ocorrer a perseguição por outras hordas religiosas modernas que hoje estão invadindo a Europa de ponta a ponta. Embora nossa pátria não esteja sendo invadida por outras formas religiosas, temos por sua vez, uma derrocada para novas expressões religiosas “cristãs” que utilizam a teologia da prosperidade como atrativo ao consumismo.

 

Sergio Sebold – Economista e Professor Independente.

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
4 2
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9511358)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.05
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns23.88
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.47
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.93
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.86
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.31
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.13
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.28
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.97
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.82
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes9.09
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.58
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.18
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.95
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.86
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.85
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.68
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.65
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.45
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.93
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.59
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.53
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.50
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.25
A maior prova da instituição divina da Igreja é ela ter sobrevivido, e sobreviver, aos seus hierarcas.
Carlos Ramalhete

Católicos Online