Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

DEUS, O GRANDE ESQUECIDO

“A história demonstra que, quando o homem arranca Deus de sua consciência, também arranca do coração as fibras do bem que o ajudam a não cometer monstruosidades. Perdendo Deus, o homem perde também a humanidade”.

Cardeal Angelo Amato - Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

 

Ao receber o Prêmio Nobel de Literatura em 1970, Alexander Soljenítsin, famoso historiador e escritor russo, pronunciou estas palavras: “consagrei-me durante 50 anos ao estudo. Li centenas de livros, reuni muitos testemunhos pessoais, publiquei oito obras. Hoje, se tivesse de resumir o mais brevemente possível a verdadeira causa de nosso problema, só teria uma explicação: o homem se esqueceu de Deus... E se me pedissem que dissesse claramente qual a maior ameaça, ainda assim não acharia outra coisa a dizer, senão que o homem se esqueceu de Deus”.

 

Os jornalistas não deram muita atenção a este chamado para voltarmos a Deus... Contudo, reconheçamos que a conclusão do escritor é oportuna. A Sagrada Escritura apresenta a história da humanidade, que optou por viver sem Deus, como um drama renovado constantemente. Os progressos que o homem faz só mostram de maneira mais evidente as limitações e o abismo que o separa da satisfação plena. De fato, os progressos não beneficiam a todos, e não preenchem o vazio do coração.

 

A constatação de Soljenítsin nos lembra de que sempre Deus amorosamente nos convida a voltarmos para Ele. Primeiro, é necessário reconhecer diante dEle que O temos desprezado. De muitas maneiras O temos desprezado. Peça perdão a Ele e volte para o Pai, que é bom e misericordioso em perdoar, “e pronto a renovar sua vida, e abundante em benignidade para todos os que te invocam” (Salmos 86,5) “Vinde, e tornemos ao Senhor” (Oséias 6,1). Só no bom Deus se encontra o verdadeiro sentido para vida.

 

“A tentação de pôr Deus de lado, para nos colocarmos nós mesmos no centro está sempre à espreita.” “Deus é paciente com os homens porque os ama: e quem ama compreende, espera, dá confiança, não abandona, não corta as pontes, sabe perdoar. O estilo de Deus é a paciência. Deus nunca se cansa de perdoar. Somos nós que nos cansamos de lhe pedir perdão. Voltemos ao Senhor: Ele espera-nos, espera-te para te perdoar”, assim declara como pastor amoroso o Papa Francisco (L’osservatore Romano, 14/04/2013, pp.1 e 3).

 

O bom Deus vive em amor nas profundezas do nosso ser. O grande gênio, bispo e doutor da Igreja Santo Agostinho exclamava: “Deus me é mais íntimo que meu íntimo, mais íntimo que eu a mim mesmo”.

 

UM DEUS QUE FALA

 

“Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o mundo. Vede que não rejeiteis ao que fala; porque, se não escaparam aqueles que rejeitaram o que na terra os advertia, muito menos nós, se nos desviarmos daquele que é dos céus” (Hebreus 1, 1-2; 12,25).

 

Em uma época na qual a comunicação ocupa um lugar tão essencial, é importante saber que o Deus dos cristãos é um Deus que fala, que se comunica. Criou o mundo pela sua palavra e, desde o primeiro dia de existência do homem, conversou com ele no jardim do Éden (Gênesis 1 e 2). Mas Adão não quis escutar a voz de seu Criador e, depois de transgredir, se escondeu para não ouvi-lo.

 

Então Deus continuou falando pelo intermédio de numerosos profetas durante muitos séculos. Porém, como a maioria permanecia surda ao seu chamado, Deus falou de maneira mais direta por meio de Jesus Cristo, seu filho, o qual veio a este mundo se fazendo humano como nós – mas sem pecado. Durante sua vida inteira, não somente através de suas palavras, mas também de seus menores gestos, Jesus foi a revelação máxima do amor de Deus para conosco.

 

Ainda hoje Deus nos fala de muitas maneiras, em particular por meio da Sagrada Escritura. Portanto, leia a palavra de Deus e escute sua voz. Nela perceberá que Deus lhe ama profundamente e deseja ter um relacionamento intenso com você. Reconheça que você O ofendeu e que necessita de Sua graça. Creia em seu Filho Jesus Cristo, que sofreu em nosso lugar para conceder a todos nós vida e vida em abundância. Assim, você poderá se comunicar com Ele e descobrir o quanto Deus gosta de falar com seus filhos!

 

Nosso Senhor Jesus Cristo é a palavra de Deus (cf. Ap 19,13). Ler, escutar e viver a Palavra do Senhor é ser um verdadeiro discípulo de Cristo.

Escreve o São Tiago Apóstolo: “Sede cumpridores da palavra e não somente ouvintes” (Tg 1,22).

Deus tem várias formas para falar com seus filhos, o mais íntimo é pelo doce silêncio.

 

POR QUE DEUS?

Porque Deus é onipotente, onisciente e onipresente, o cristão não precisa ficar agitado nem ansioso.

Porque Deus ama, enxuga a lágrima e ouve as orações, o cristão não precisa ficar desesperado.

Porque Deus perdoa, redime e salva, o cristão não precisa relembrar o passado.

Porque Deus veste a erva do campo, que hoje dá flor e amanhã desaparece, o cristão não precisa se preocupar com coisa alguma.

Porque Deus não deixou de entregar seu próprio filho, mas o ofereceu por ele, o Cristão não precisava vacilar.

Porque Deus está ao seu lado, o cristão não deve se apavorar por qualquer coisa.

Porque Deus nos abençoa com “todo tipo de bênçãos espirituais do céu” (Ef 1.3), o cristão não deve ter complexo de inferioridade algum.

Porque todas as coisas juntamente contribuem para o seu bem, o cristão não precisava se sentir miserável, infeliz, pobre, cego e nu.

Porque tem o penhor do Espírito, o cristão não precisa ter dúvida de sua salvação ou medo de perdê-la.

Porque Jesus ressuscitou dentre os mortos, o cristão não deve pensar que a sua fé é inútil.

Porque olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou, o cristão não tem o direito de duvidar da glória vindoura. (Ultimato, maio – junho de 2013, p.26).

 

Pe. Inácio José do Vale

Professor de História da Igreja - Instituto de Teologia Bento XVI - Sociólogo em Ciência da Religião

E-mail: [email protected]

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9353113)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.58
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns21.81
Diversos  Igreja  4166 Papa Leão XIII e a visão de Satanás16.58
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.18
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.68
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.15
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.06
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.05
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.16
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.88
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.41
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes8.31
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.23
Diversos  Testemunhos  4164 Testemunho de minha travessia7.91
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.89
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.83
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.76
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.73
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.69
Diversos  Mundo Atual  4163 A Armadilha da Misericórdia7.44
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.44
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.33
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.94
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.79
Por que o evangélico crê na Bíblia se não crê no testemunho e na autoridade divina da Igreja Apostólica que definiu e autenticou a Bíblia?
Claudio Maria

Católicos Online