Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Aulas: Doutrina - Jesus Cristo Ressuscitou? - por Padre Paulo Ricardo

Jesus ressuscitou dos mortos?

O homem moderno, que não sobrevive sem os aparatos tecnológicos - internet, tv, celular etc. -, é capaz de crer que Jesus realizou milagres? E, mais: consegue acreditar de todo coração que Jesus Cristo venceu a morte e ressuscitou ao terceiro dia? Teólogos protestantes dizem que não e, infelizmente, alguns teólogos católicos também. Padre Paulo Ricardo explica porque a Igreja Católica Apostólica Romana diz que sim e vê na ressurreição de Jesus um dos pilares da fé.

=-=-=

A Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo como um acontecimento histórico e transcendente, comprovada tanto pelo sepulcro vazio quanto pelas suas inúmeras aparições. Um combate à moderna teologia que desmitologiza as ações de Jesus Cristo.

A aula de hoje tratará do acontecimento central da fé cristã: a ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo. O Catecismo deixa claro desde o início que:

"A ressurreição de Jesus é a verdade culminante de nossa fé em Cristo, crida e vivida como verdade central pela primeira comunidade cristã, transmitida como fundamental pela Tradição, estabelecida pelos documentos do Novo testamento, pregada juntamente com a Cruz, como parte essencial do Mistério Pascal." (638)

O Catecismo da Igreja Católica chama a Ressurreição de 'evento histórico e transcendente', como se vê no número 639. Essa definição da ressurreição não se encontra nos Catecismos anteriores, porém, a Igreja inseriu-a nesta versão para dirimir uma polêmica moderna: a de que é impossível ao homem moderno, que convive (e não sobrevive sem) os aparatos tecnológicos, utilizá-los e, ao mesmo tempo, crer nos milagres e na ressurreição de Jesus. O autor desse nefasto pensamento foi o teólogo protestante Rudolf Karl Bultmann. Infelizmente, alguns teólogos católicos modernos também pensam da mesma forma.

Bultmann iniciou o processo de desmitologização do Novo Testamento, ou seja, analisar a Bíblia e perceber que o que está escrito não é a verdade histórica dos fatos, mas somente a visão de mundo daquelas pessoas que se encontraram com Jesus. E como eles tinham uma mundivisão mágica, pois criam em anjos, visões, milagres etc., reinterpretaram Jesus de acordo com ela. O homem moderno, porém, não tem essa visão do mundo, portanto, não pode crer naquilo que foi escrito. Desta forma, segundo Bultmann, é preciso reelaborar o NT a partir da visão de mundo moderna, no caso desse teólogo, com uma visão existencialista.

Embora tenha morrido em 1974, seu modo de pensar influenciou a teologia liberal atual, a teologia da libertação e as teologias modernas. Para eles, não houve quebra das leis da natureza, portanto, a ressurreição aconteceu fora da história, na chamada meta-história, na prática, isso equivale dizer que Jesus ressuscitou somente de forma simbólica. É este pensamento que permite a um teólogo católico dizer que 'continuaria a crer na ressurreição mesmo se encontrasse o cadáver de Jesus', como, de fato, disse o padre espanhol Andrés Torres Queiruga. Este padre católico foi duramente repreendido pela Conferência Episcopal espanhola [1].

A Conferência notificou o padre Torres Queiruga de que o que ele estava ensinando não era a fé católica. Esta é bem clara ao dizer que a ressurreição foi um evento transcendente, meta-histórico, mas foi igualmente histórico. Houve, de fato, um túmulo vazio, o qual, por si só, não prova nada, mas prepara o coração do fiel para esta verdade. De qualquer forma, o túmulo vazio é um evento que ocorreu na história.

"No quadro dos acontecimentos da Páscoa, o primeiro elemento com que se depara é o sepulcro vazio. Ele não constitui em si uma prova direta. A ausência do corpo de Cristo no túmulo poderia explicar-se de outra forma. Apesar disso, o sepulcro vazio constitui para todos um sinal essencial. Sua descoberta pelos discípulos foi o primeiro passo para o reconhecimento do próprio fato da Ressurreição." (CIC 640)

Tanto o sepulcro vazio quanto as aparições do Ressuscitado confirmam que a ressurreição deu-se historicamente. Assim, diante das afirmações de Andrés Torres Queiruga, bem fez a Conferência Episcopal espanhola em repreendê-lo, pois o que ele está ensinando está em desacordo com a doutrina católica. A notificação afirma, dentre outros pontos que: "as afirmações do Professor Torres Queiruga modificam substancialmente a compreensão que a fé da Igreja mantém a propósito da Ressurreição. (...) O Catecismo da Igreja Católica, que deve ser considerado como 'regra segura para o ensinamento da fé', ensina de uma maneira muito precisa como se deve entender a Ressurreição, as aparições e o sepulcro vazio" (21). E o Catecismo diz que:

"Diante desses testemunhos é impossível interpretar a Ressurreição de Cristo fora da ordem física e não reconhecê-la como um fato histórico. Os fatos mostram que a fé dos discípulos foi submetida à prova radical da paixão e morte na cruz de seu Mestre, anunciada antecipadamente por Ele. O abalo provocado pela Paixão foi tão grande que os discípulos (pelo menos alguns deles) não creram de imediato na notícia da ressurreição. Longe de nos falar de uma comunidade tomada de exaltação mística, os Evangelhos nos apresentam os discípulos abatidos, 'com o rosto sombrio' e assustados. Por isso não acreditaram nas santas mulheres que voltavam do sepulcro, e 'as palavras delas pareceram-lhe desvario'. Quando Jesus se manifesta aos onze na tarde da Páscoa, 'censura-lhes a incredulidade e a dureza de coração, porque não haviam dado crédito aos que tinham visto o Ressuscitado.'

Mesmo confrontados com a realidade de Jesus ressuscitado, os discípulos ainda duvidam, a tal ponto que o fato lhes parece impossível: pensam estar vendo um espírito. "Por causa da alegria, Tomé conhecerá a mesma provação da dúvida, e quando da última aparição na Galileia, contada por Mateus, 'alguns, porém, duvidaram'. Por isso, a hipótese segundo a qual a ressurreição teria sido um produto da fé (ou da credulidade) dos apóstolos carece de consistência. Muito pelo contrário, a fé que tinham na Ressurreição nasceu - sob a ação da graça divina - da experiência direta da realidade de Jesus ressuscitado." (643-644)

Os apóstolos foram obrigados pelos próprios acontecimentos a narrá-los tal qual se deram. Não havia outros a serem narrados e, ao narrarem a ressurreição como ela se deu, os discípulos confessam seu próprio fracasso como crentes.

Portanto, para combater a polêmica moderna iniciada com Bultmann e reproduzida por Torres Queiruga é preciso conhecer qual é a verdadeira fé da Igreja sobre o tema, que pode ser encontrada no Catecismo da Igreja Católica.

Na próxima aula do Curso sobre o Catecismo da Igreja Católica, daremos continuidade ao estudo dos diversos aspectos da ressurreição de Jesus Cristo, princípio basilar da fé cristã.
Referência
http://www.conferenciaepiscopal.es/index.php/actividades-noticias-doctrina/2682-notificaciones-sobre-algunas-obras-del-prof-andres-torres-queiruga.html

Padre Paulo Ricardo
Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
4 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 7072375)/DIA
Diversos  Igreja  4032 Onde estava a Igreja de Cristo antes de Lutero?97.60
Diversos  História  4034 Jesus não existiu, foi casado e teve filhos?50.24
Pregações  Doutrina  4033 Facebook e castidade, a armadilha42.16
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?27.05
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma18.33
Diversos  Protestantismo  4025 Lutero e o orgulho de se salvar sozinho16.88
Diversos  Apologética  4030 Base bíblica para o culto aos santos16.03
Vídeos  Mundo Atual  4015 O Caos instalado no Brasil14.90
Diversos  Doutrina  4026 Nulidade Matrimonial14.83
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo14.71
Diversos  Apologética  4019 Reforma não, revolução!14.54
Diversos  O Que É?  4031 Religião e Ideologia13.67
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação13.66
Diversos  Protestantismo  4018 Morreu crendo que a oração o salvaria12.96
Diversos  Apologética  4029 Requisitos necessários à salvação12.96
Diversos  Testemunhos  4020 Eu não rezava!12.84
Diversos  O Que É?  4024 Halloween12.04
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.54
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista11.17
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?11.09
Diversos  Ética e Moral  3999 O silêncio da CNBB10.21
Diversos  Apologética  4009 Haeresis9.91
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino9.28
Vídeos  Mundo Atual  4016 A decadência de uma sociedade9.19
A Bíblia é filha da Igreja e não sua mãe.
Carlos Ramalhete

Católicos Online