Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE e RESPONDEREMOS 030 – junho 1960

 

A Missa e a Eucaristia

AMIGO DA VERDADE (Jundiaí): O amigo propõe uma série de questões referentes à S. Missa, às quais já foi dada resposta em "PeR.". Queira, pois, conferir: "P.R." 9/1958, qu. 3 e 5 (presença real de Cristo na Eucaristia e transubstanciação); 6/1958, qu. 2 e 3 (a Missa e o sacrifício da Cruz; Hebr 10,10) ; 2/1958, qu. 10 (o significado das espórtulas de Missa e do culto em geral); 24/1959, qu. 5 (o sacerdócio instituído por Cristo); 8/1957, qu. 3 (o purgatório).

 

Em resumo, eis como esclarecer as dificuldades: Jesus, na última ceia, afirmou que o pão consagrado era Seu corpo, e o vinho Seu sangue. Colocou-se assim em estado de vítima imolada para a remissão dos pecados (cf. Mt 26,28). A seguir, mandou aos discípulos repetissem o que Ele acabara de fazer; conferiu-lhes destarte o poder de consagrar o pão e o vinho em corpo e sangue do Senhor, a fim de prolongarem através dos séculos o oferecimento do sacrifício de Cristo ao Pai.

 

Ora a Santa Missa não é senão a repetição desse gesto do Mestre; ela assim perpetua (mas não multiplica) o sacrifício de Cristo oferecido cruentamente na Cruz ; ela é o próprio sacrifício do Calvário tornado presente sobre os nossos altares de maneira incruenta, por efeito da Onipotência Divina.

 

Quanto às espórtulas, são o último vestígio da oferta de pão, vinho, óleo, frutas, etc., que os fiéis faziam, quando participavam da S. Missa: em sinal de sua fé e do seu desejo de se oferecerem com Cristo ao Pai, levavam ao altar a matéria a ser consagrada (pão e vinho) ou os bens necessários ao sustento do culto e dos irmãos na fé. Naturalmente, quem, mediante essas ofertas sensíveis, excitava seu amor a Deus e ao próximo, participava mais ricamente dos frutos da S. Missa (ou do sacrifício da Cruz). — Com o tempo, a oblação de dádivas naturais foi simplificada para não prolongar demais a celebração: em vez de gêneros, passou-se a oferecer uma esmola em dinheiro, chegando-se assim à praxe hoje vigente. Vê-se, pois, que a esmola ou espórtula atualmente em uso não é senão a expressão da fé e do amor de quem a oferece; não constitui pagamento da Missa (esta não tem preço; a espórtula é, antes, o meio de prover ao sustento do culto,). Compreende-se, porém, que quem oferece a espórtula da Missa, (se o faz conscientemente) excita em si maior desejo de se unir a Deus e, consequentemente, é mais agraciado pela celebração da Missa; sendo mais agraciado, pode pedir ao sacerdote celebrante que aplique os frutos do sacrifício aos quais o fiel oferente tem direito, a tal ou tal alma do purgatório, a tal ou tal pessoa necessitada na terra, etc. — É assim que a celebração da S. Missa pode beneficiar as intenções que determinado cristão queira formular.

 

Está claro que os pobres, por sua pobreza material, não são privados de tais graças espirituais; estas não podem ser vendidas nem compradas. Se alguém não tem dinheiro para mandar celebrar a S. Missa, assista a esta com a fé e a devoção de que é capaz, oferecendo-se com Cristo ao Pai em benefício de tal alma do purgatório ou de tal e tal outra intenção... E não será frustrado em sua esperança; as boas disposições do orante que pede em nome de Cristo, nunca são inúteis (cf. Jo 15,16). Deve-se acentuar bem que não é o dinheiro, materialmente tomado, que nos recomenda a Deus, mas é o ânimo interior ou a caridade, caridade que a esmola monetária simboliza adequadamente, mas não necessariamente. Quem tem o amor a Deus e O procura sinceramente, embora nada ou quase nada possa oferecer para o culto divino, é aceito e agraciado pelo Pai do Céu (haja vista o óbolo da viúva, em Lc 21,1-4).

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9825914)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?87.74
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns27.51
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.00
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo14.49
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.06
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.50
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.93
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?11.63
Vídeos  Testemunhos  4175 Professor de Harvard se converte11.62
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.45
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.66
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes9.94
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.96
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.67
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.38
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.20
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.01
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.82
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.60
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.48
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.87
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?6.66
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.49
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.46
Muitos pensam em se realizar aqui ... por um meio ou outro. Sonhos carnais e mundanos. Sonhos sem transcendência. A ilusão do paraíso aqui neste mundo.
Padre Paulo Ricardo

Católicos Online