Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

TEMPO DE CONCLAVE E CONVERSÃO

Percival Puggina (*)

 

A renúncia de Bento XVI traz para a agenda dados e fatos da história recente da Igreja Católica. No meio deles, a disputa entre conservadores e progressistas. Durante as últimas décadas, foi-se tornando explícita a desastrosa ideologização e o engajamento político de extensos setores da Igreja numa sequencia que começou com a preparação do terreno pelos Cristãos para o Socialismo (CpS), avançou com a concepção de uma Igreja Popular, ganhou suposta base filosófica através da Teologia da Libertação (TL) e se ramificou com as Comunidades Eclesiais de Base (CEBs). No fundo, era o velho biscoito marxista molhado em água benta e servido segundo a estratégia de Gramsci.

 

Essas idéias ganharam os seminários, encantaram segmentos da hierarquia, coincidiram com a ostpolitik do Vaticano nos anos 60 e 70, influenciaram o Concílio Vaticano II, fizeram adeptos em expressivos segmentos da intelectualidade laica e cativaram a tal ponto a maioria das editoras religiosas que por volta dos anos 80 era quase impossível encontrar um livro católico que não estivesse contaminado pela TL. Foi terrível a influência dessas idéias sobre a CNBB, no topo, e sobre os seminários, na base. Editavam-se, em profusão, documentos e livros que funcionavam como difusores do credo marxista dos autores da moda, cujos nomes, necessariamente, enfeitavam as notas de rodapé: Leonardo Boff, Frei Betto, Jon Sobrino, Pablo Richards, Gustavo Gutierrez, entre outros. As próprias assembleias da entidade dos bispos ganhavam muito mais destaque pelo conteúdo político dos depoimentos de alguns participantes do que pela orientação pastoral. Era evidente o alinhamento da face mais visível da Igreja Católica no Brasil com o discurso utópico e voluntarista, marxista e comunista, oposicionista e oportunista do partido que hoje hegemoniza o poder no Brasil.

 

Ao longo de quatro décadas, em centenas de artigos, mostrei que essa distorção e perda de foco está entre as causas da deserção de muitos fiéis que têm fluído para outros credos em busca da espiritualidade que a minha Igreja se omite em lhes proporcionar. Sempre esclareci que o amor cristão aos pobres não se pode confundir com o ódio ideológico aos ricos. Sempre sustentei a importância das autonomias. Sempre disse que a militância política é um espaço dos leigos e não dos seus pastores nem dos documentos eclesiais. Conquistei inimigos. Nossa! Quantos inimigos me apareceram!

 

Por aqueles descaminhos, a CNBB, inúmeras dioceses e pastorais ajudaram a construir e saudaram a vitória petista em 2002 como a concretização do Reino de Deus. Lá estava Frei Betto, ao pé da orelha de seu messias de Garanhuns. O humilde metalúrgico do ABC arribava, enfim, à Brasília terrestre, montado no burrico de sua simplicidade. Com a diferença de que Lula chegava mais popular do que Jesus em Jerusalém. O marido de Marisa Letícia vinha para instaurar o reino definitivo aqui e agora. A estrela avermelhou-se e se instalou nos jardins do Alvorada. Hosana ao filho de dona Lindú!

 

No entanto, o homem das promessas desembarcou na terra prometida para não cumprir qualquer delas. O barbudo em quem depositavam tantas esperanças precipitou-se do trono de nuvens desde o qual julgava, dedo em riste, os bons e os maus, para associar-se aos maus e aos piores. Não fez qualquer milagre. Não multiplicou pães. Não pôs a correr vendilhões. Antes, chamou-os para os banquetes do poder. Deixou o burro a pastar e adquiriu um avião novinho em folha. Uniu-se aos fariseus, aos doutores da lei, aos trocadores de moeda e virou, ele mesmo, cobrador de impostos. E o seu partido, levado ao poder pela mão de tantos religiosos, passados dez anos, ataca por todos os flancos o depósito precioso dos valores e do ensino cristão.

 

O momento político interno que passa a viver a Igreja com o processo sucessório de Bento XVI será, também, tempo quaresmal. Tempo para exame de consciência. Tempo de revisão de vida. Enquanto chegam a Roma os cardeais para o conclave, duas forças se mobilizam buscando influenciá-los. São as forças mundanas clamando agendas mundanas e as forças inimigas empenhadas na maligna missão de prevalecer contra a Igreja. Não, não prevalecerão!

______________

* Percival Puggina (68) é arquiteto, empresário, escritor, titular do site www.puggina.org, articulista de Zero Hora e de dezenas de jornais e sites no país, autor de Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a Tragédia da Utopia e Pombas e Gaviões.

 


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
8 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8631283)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?31.49
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.79
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.32
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.76
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns12.34
Diversos  Entrevista  4143 Quatro Conselhos na Defesa da Fé Católica12.12
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.67
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.08
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo10.90
Pregações  Apologética  4144 Há uma religião verdadeira?10.85
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.61
Diversos  Teologia  4141 Deus criou o mal?8.95
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?8.91
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.04
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.98
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.82
Diversos  Doutrina  4142 Uma vez salvo, sempre salvo?7.70
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.52
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.40
Diversos  Ciência e Fé  4140 O nosso maior problema7.36
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.16
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.03
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.02
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.95
A Bíblia sem Igreja é apenas um livro, letra morta, que precisa de um testemunho vivo para ser explicado e lhe dar credibilidade e autoridade. Esse é o testemunho que a Igreja de Cristo oferece à humanidade há 2000 anos a partir dos apóstolos e seus sucessores fiéis a Pedro (e papas) em obediência às determinações e promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Claudio Maria

Católicos Online