Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE e RESPONDEREMOS 024 – dezembro 1959

 

Os Clubes dos Leões

MORAL

Leão (S. Paulo): «Que dizer dos chamados “Clubes dos Leões ?” »

 

Em resposta, será preciso expor primeiramente uma súmula do programa do Leonismo, a fim de se proferir um julgamento adequado sobre tal instituição.

 

1. Que é o Leonismo ?

 

1.1) A «Associação Internacional dos Clubes de Leões» é uma entidade organizada em 1917 com as características que aqui vão quase verbalmente transcritas de documentos editados pelos próprios Clubes.

 

Os Clubes dos Leões congregam homens de negócios e de profissões relevantes, especialmente convidados para ingressar no Leonismo. Propõem-se desenvolver não somente a boa amizade entre os sócios, mas também a colaboração em prol dos grandes interesses da nação em que se acham, e do mundo inteiro ; empreendem tarefas que visam remediar aos problemas atuais da sociedade, favorecendo o bem-estar nacional, a harmonia e a paz internacionais e, de modo geral, o progresso cultural e econômico da humanidade. No ano social de 1951-1952 os Clubes dos Leões exerceram um total de 138.585 tarefas ou atividades de diversas naturezas.

 

1.2) Para melhor preencher a sua finalidade, os Leões distinguem os seguintes setores de ação:

1)             Setor Pró-Juventude : interessa-se pela formação moral, cívica, esportiva, etc. dos jovens, procurando em particular colaborar com as autoridades civis no combate à delinquência infantil.

2)             Setor de Cidadania e Patriotismo : procura esclarecer tanto os nacionais como os estrangeiros sobre os seus deveres cívicos; ainda as estrangeiros a obterem seus documentos de naturalização. Dirige programas patrióticos, promove comemorações nacionais, instrui as crianças sobre o significado da bandeira nacional e distribui nas escolas impressos patrióticos.

3)             Setor de Desenvolvimento Cívico: cuida da construção e da conservação de estradas, pontes, cemitérios, edifícios públicos; dirige campanhas de embelezamento e higiene das cidades; defende as reservas de animais domésticos e de florestas.

4)             Setor de Melhoramentos Públicos : visa o desenvolvimento da produção agrícola, da indústria e do comércio; patrocina exposições de flores e produtos regionais; organiza festividades populares, campanhas jornalísticas e radiofônicas tendentes a corroborar o espírito fraterno entre os cidadãos.

5)             Setor de Instrução: colabora com as autoridades escolares em matéria de instrução e esportes; dirige concursos literários e esportivos; monta e custeia bibliotecas públicas; coopera com as instituições religiosas, promovendo programas educativas, cinematográficos, radiofônicos e de diversões.

6)             Setor de Saúde e Bem-estar : fomenta Casas de Saúde, Clinicas diversas; fornece leite, frutas, refeições, medicamentos, etc. Dirige investigações e concursos sanitários; colabora com as autoridades da Saúde Pública.

7)             Setor de Prevenção e Acidentes : organiza conselhos e Clubes de segurança, corpos de bombeiros voluntários, equipes de auxílio médico de emergência, cruzadas e concursos de preservação de acidentes nas escolas, fábricas, oficinas, etc.

8)             Setor de Conservação dos Olhos e Ajuda aos Cegos: proporciona exames da vista, distribui lentes e óculos, bengalas brancas, material de leitura Braille, aparelhos de rádio, máquinas de escrever, etc.

9)             Setor de Agricultura ; empreende estudos sobre a conservação do solo; coopera com os agricultores para a eliminação dos fatores adversos à boa saúde dos homens e do gado; combate os incêndios nas regiões rurais. Promove as comunidades rurais de «Bibliotecas Ambulantes».

10)             Setor de Nações Unidas : difunde cópias da Carta das Nações Unidas; organiza conferências públicas sobre os problemas das Nações Unidas. A Associação «Lions International» desempenha o papel de consultor das Nações Unidas.

11)             Setor dc Boas-Vindas: tem a seu cargo dar as boas-vindas aos que chegam a uma localidade, fornecendo-lhes informações sobre escolas, igrejas, lojas, clubes, etc. Convida os recém-chegados a tomar parte nas atividades sociais do lugar; convida os chefes de famílias a assistir às sessões do Clube dos Leões, dando-lhes a sentir que estão como em sua própria casa, etc.

 

As realizações de maior vulto do Leonismo se têm verificado principalmente no tocante a melhoramentos públicas, à saúde e à juventude.

 

1.3) Os Leões codificaram seus grandes objetivos nos seguintes itens (verbalmente transcritos das respectivas fontes):

CRIAR e fomentar o espírito de 'generosa solidariedade' entre os povos da Terra, mediante o estudo dos problemas que afetam as relações internacionais.

PROMOVER a teoria e a prática dos princípios do Bom Governo e da Boa Cidadania.

TOMAR interesse ativo pelo Bem-estar cívico, comercial, social e moral da comunidade.

UNIR os sócios com os laços da amizade, bom companheirismo e entendimento recíproco.

PROMOVER um foro para a mais livre e ampla discussão de todos os assuntos do interesse público, exceto os político-partidários e sectário-religiosos.

ESTIMULAR a eficiência e promover elevadas normas de ética, no comércio e nas profissões, desde que nenhum Clube de Lions propicie, como um dos seus objetivos, o benefício econômico dos seus associados».

 

1.4) Quanto ao Código de Ética dos Leões, consta das seguintes normas (também transcritas verbalmente das fontes):

«DEMONSTRAR fé nos propósitos bondosos da vocação, usando a capacidade profissional no sentido de conseguir reputação honrosa pela elevada qualidade do meu trabalho.

LUTAR pelo êxito e exigir uma justa remuneração pela tarefa que executar, repelindo qualquer lucro ou recompensa que possa ser considerada com menosprezo, ou que fira a dignidade, bem como o aproveitamento de qualquer vantagem injusta pela prática de atos duvidosos.

LEMBRAR que, para ser bem sucedido nos negócios ou empreendimentos, não é necessário destruir os de outros. Ser leal com os clientes e sincero consigo mesmo.

SEMPRE QUE SURGIR uma dúvida, quanto ao direito e à ética de posição ou ação, face aos meus semelhantes, decidirei pela razão dos outros ainda que com prejuízos.

PRATICAR a amizade como um fim e não como um meio. Sustentar que a verdadeira amizade existe, não em razão dos serviços eventualmente prestados, mas pelo espírito que a anima e pelo que a sua aceitação inspira.

TER sempre presentes os deveres de cidadão para com o Pais, o Estado e a Comunidade,prestando-lhes lealdade constante, tanto de pensamento, como de palavras e feitos, dedicando-lhes sem restrições toda a vida. o trabalho e recursos.

AJUDAR ao próximo, consolando o aflito, fortalecendo o fraco e socorrendo o necessitado.

SER comedido nas críticas e liberal no elogio. Construir e não destruir».

 

Estas notícias já nos permitem tentar formular um juízo sobre o Leonismo.

 

2. A atitude dos fiéis católicos perante o Leonismo

 

Não há dúvida, muito belas e dignas de encômio são as tarefas que o Leonismo tenciona fomentar. Trata-se de obras altruístas, aptas a dar um sentido grandioso à vida dos respectivos sócios e colaboradores.

 

Contudo, sempre que se visa promover o bem do homem como homem ou como personalidade (não apenas como estudioso de ciências ou como cultor de artes ou como técnico de esportes...), uma instância superior há de ser consultada. Com efeito, o bem do homem como homem ou como personalidade só se obtém pela adesão a Deus; ora o próprio Deus deixou-nos aqui na Terra uma instituição — a única oficialmente credenciada — encarregada de promover a união dos homens com Deus: é a Santa Igreja Católica, Corpo Místico de Jesus Cristo. Donde se segue que, todas as vezes que surge uma entidade fora da Igreja com o fim de encaminhar o homem para a consecução dos ideais que ele como homem nutre, essa entidade há de ser confrontada com as grandes normas que, em vista da obtenção dos mesmos fins, o Senhor Deus consignou à sua Igreja. Não é necessário que tais entidades não eclesiásticas sejam diretamente religiosas, mas é preciso, sim, que nem direta nem indiretamente concorram para desvirtuar o espírito religioso dos seus sócios.

 

Ora as autoridades da Igreja ainda não se manifestaram oficialmente sobre os Clubes dos Leões.

 

Enquanto não é dada uma declaração oficial da hierarquia sobre o comportamento dos católicos, toca aos sacerdotes e aos fiéis a responsabilidade de formarem as suas consciências e as de seus dirigidos, após o exame dos Estatutos, do programa e das realizações dos Clubes dos Leões nas respectivas localidades. Nem na teoria nem na conduta prática dos Leões se pôde até hoje apontar algo que contrarie ou de algum modo desvirtue a doutrina ou a moral do Catolicismo; ao contrário, os objetivos gerais e particulares colimados pelos Clubes são muitas vezes os que a Igreja mesma visa atingir através de suas obras de assistência social. Contudo, como se viu atrás, o Código de Ética dos Leões não faz profissão de credo religioso... É este talvez o ponto mais delicado dos Estatutos dos Clubes, pois permite que o Leonismo tome os rumos mais desconexos e antagônicos possíveis.

 

Na prática, os Clubes dos Leões poderão ter atuação muito sadia e desejável, se neles preponderarem os .sócios católicos. Poderão, porém, desenvolver ação pouco construtiva, se prevalecerem sócios de mentalidade naturalista ou racionalista; estes procurarão, sim, executar o belo programa do Leonismo, sem Deus, porém, e sem Cristo, o que na verdade equivale a opor-se a Deus e a Cristo (cf. Mt 12,30: «Quem não é por Mim, é contra Mim; e quem não congrega comigo, dispersa»). Os assuntas de moral e de consciência não são como os assuntos de ciência e técnica; nestes é possível, até certo ponto, abstrair de Deus, ao passo que aqueles se relacionam essencialmente com Deus, de sorte que não professar a Deus, no setor moral, equivale a dizer que Deus é valor acidental ou nulo, equivale também a desfigurar as leis da Ética...; não há filantropia autêntica senão à luz de Deus e de Cristo.

 

É muito oportuno que os pastores de almas e diretores de consciência chamem a atenção dos fiéis para este aspecto da questão leonista. Feito isto, porém, parece que não haverá motivo para vedar o ingresso dos católicos em Clubes bem orientados, ao menos enquanto a autoridade eclesiástica não se pronunciar a respeito.

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8279966)/DIA
Diversos  Espiritualidade  4131 Dez conselhos na luta contra o demônio40.97
Diversos  Teologia  4132 A existência de Deus38.89
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?30.02
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.43
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.29
Diversos  Apologética  4130 Paulo desprezou Pedro?11.67
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.23
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.17
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.79
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.23
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo9.01
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns8.42
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.34
Diversos  Mundo Atual  4129 Direto do Inferno8.03
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?7.93
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.92
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.75
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?7.70
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.56
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.32
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.30
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.05
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma7.04
Vídeos  Mundo Atual  4128 A 'Humanae Vitae' e a apostasia dos cristãos7.01
Nenhuma religião e nenhuma cultura pode justificar o recurso à intolerância e a violência. Usar uma palavra revelada, as escrituras sagradas, o nome de Deus para justificar nossos interesses, nossas políticas fáceis e convenientes ou nossa violência, é um grave erro.
Papa Bento XVI

Católicos Online