Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 023 – novembro 1959

 

Papas Deuses?

 

V. M. (Nova Venécia) e OUROPRETANO (Minas): Os dois amigos transcrevem passagens de periódicos e panfletos em que são citados autores medievais e modernos a endeusar aparentemente os Pontífices Romanos; seriam testemunhos de aberrações cometidas pelos fiéis católicos no decorrer dos séculos. Perguntam-nos: que pensar desses trechos?

 

Já que dispomos de pouco espaço, analisaremos apenas o principal documento citado; o resultado da análise mostrará quão pouco fidedignas e convincentes são as outras citações.

 

O mais importante trecho aduzido é de S. Roberto Belarmino (1542-1621), doutor da Igreja. — Para dar uma idéia de quanto os adversários do Catolicismo são, por vezes, mal informados ao fazerem as suas objeções, transcrevemos aqui o teor original de tal texto e do seu respectivo contexto. Tratando do segundo objeto da infalibilidade papal (a Moral), escreve o S. Doutor:

 

"Eis como se prova que o (Sumo) Pontífice não pode errar ao definir assuntos referentes aos costumes, sejam virtudes, sejam vícios.

Suposto que pudesse errar, a Igreja não poderia ser chamada santa, tal como é dita no Símbolo dos Apóstolos...

Em segundo lugar, suposto que o Papa pudesse errar no caso acima, também a Igreja erraria em matéria de fé. Sim, a fé católica ensina que toda virtude é boa e todo vício é mau. Ora, se o Papa errasse, preceituando vícios ou proibindo virtudes..., a Igreja, se não quisesse pecar contra a sua consciência, estaria obrigada a crer que os vícios são bons e as virtudes más ... Pois a Igreja em casos dúbios é obrigada a aquiescer ao juízo do Sumo Pontífice e a fazer o que ele manda e a deixar de fazer o que ele proíbe; para não agir contra a sua consciência, ela está obrigada a crer que é bom o que ele (o Papa) ordena, mau o que ele proíbe".

 

Como se vê, este texto de modo nenhum visa atribuir ao Romano Pontífice os poderes de mudar as categorias do bem e do mal, como insinuam os adversários. Ao contrário, a intenção de S. Belarmino é a de afirmar que o Papa, ao promulgar uma definição moral válida para a Cristandade inteira, jamais pode preceituar algo que seja vício ou proibir algo que seja virtude. Porque, diz o S. Doutor, se pudesse errar desse modo, a Igreja estaria obrigada a crer que o vício é coisa boa e a virtude é coisa má. Tal crença, porém, seria um verdadeiro absurdo, uma inconcebível hediondez. Por isto, conclui o Santo, seria também um verdadeiro absurdo imaginar que o Papa pudesse mandar praticar o vício e evitar a virtude; o Sumo Pontífice, por conseguinte, ao promulgar algum preceito para todos os fiéis, só pode promulgar coisa boa e santa; o Espírito Santo o preserva de erro em tal caso, isto é, garante-lhe o dom da infalibilidade, de que tratamos na qu. 4 deste fascículo, assim como em "P.R." 14/1959, qu. 3.

 

Para tentar insinuar algo contra a fé católica mediante os dizeres de S. Belarmino, os adversários têm que isolar do seu contexto algumas frases, às quais atribuem sentido exatamente oposto ao do autor, como se esse oposto fosse o sentido mesmo ensinado pelo S. Doutor ! Talvez, porém, seja mais provável que os adversários jamais tenham visto as obras que citam, nem tenham lido os textos originais de S. Belarmino e de outros autores católicos. Citam possivelmente de segunda ou terceira mão, sem conhecer o terreno em que pisam...

 

Na verdade, só combate a Igreja de Cristo quem não a conhece devidamente.

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 2
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9063443)/DIA
Pregações  Escatologia  4162 O Anticristo41.90
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?32.29
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns18.76
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.08
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.49
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.05
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.96
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.63
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.07
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.98
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.06
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.95
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.90
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria7.82
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.80
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes7.77
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.68
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.60
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.26
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.15
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.12
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.96
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.77
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.59
A maior prova da instituição divina da Igreja é ela ter sobrevivido, e sobreviver, aos seus hierarcas.
Carlos Ramalhete

Católicos Online