Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Pregações: Homilias - A essência de nossa fé é o Amor - por Padre José Ruy

A essência de nossa fé é o Amor

Pregação do Pe. José Ruy em 13/09/2012 gravada na paróquia de Santa Ana, Nova Friburgo/RJ.

Evangelho segundo São Lucas (Lc), capítulo 6

27 Digo-vos a vós que me ouvis: amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam,
28 abençoai os que vos maldizem e orai pelos que vos injuriam.
29 Ao que te ferir numa face, oferece-lhe também a outra. E ao que te tirar a capa, não impeças de levar também a túnica.
30 Dá a todo o que te pedir, e ao que tomar o que é teu, não lho reclames.
31 O que quereis que os homens vos façam, fazei-o também a eles.
32 Se amais os que vos amam, que recompensa mereceis? Também os pecadores amam aqueles que os amam.
33 E se fazeis bem aos que vos fazem bem, que recompensa mereceis? Pois o mesmo fazem também os pecadores.
34 Se emprestais àqueles de quem esperais receber, que recompensa mereceis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, para receberem outro tanto.
35 Pelo contrário, amai os vossos inimigos, fazei bem e emprestai, sem daí esperar nada. E grande será a vossa recompensa e sereis filhos do Altíssimo, porque ele é bom para com os ingratos e maus.
36 Sede misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso.
37 Não julgueis, e não sereis julgados, não condeneis, e não sereis condenados, perdoai, e sereis perdoados,
38 dai, e dar-se-vos-á. Colocar-vos-ão no regaço medida boa, cheia, recalcada e transbordante, porque, com a mesma medida com que medirdes, sereis medidos vós também.

Meus queridos irmãos e irmãs, o capítulo sexto do Evangelho de S. Lucas deveria ser o nosso livro de cabeceira. Aqui nós temos uma explanação longa de Jesus sobre a essência de nossa fé, que é o Amor.
Às vezes ficamos tão presos a formas, estruturas, que esquecemos que o que nos salva de verdade é o amor de Deus. Talvez nós só compreendamos isto de verdade no Céu.

E qual é o grande tesouro desta passagem do Evangelho?
Quando praticamos o amor para com nossos irmãos, sejam eles rotulados como amigos ou inimigos, quando praticamos o amor para com eles, estamos nos assemelhando ao coração do próprio Deus. E isto só vamos poder entender plenamente no Reino dos Céus.

Às vezes, quando lemos esta passagem do Evangelho que, como disse, deveria ser nosso livro de cabeceira, pensamos: 'Meu Deus, mas que complicado! Será possível que alguém nesta Terra viva esse amor que Jesus Cristo nos propõe no final do capítulo sexto de S. Lucas? Será possível que alguém possa amar os inimigos com esse amor? Será possível que alguém chegue a esse ato extremo de caridade?'
Pois bem, esse questionamento do nosso coração só nos revela como estamos distantes do ideal do Evangelho de Jesus Cristo. Ele mesmo nos deu a prova de que é possível amar os inimigos até o extremo. Jesus Cristo quando falava desse amor não fazia só poesia; no alto da cruz Ele mesmo disse: 'Pai, perdoai-lhes, porque não sabem o que fazem!'. Mas, podemos dizer: 'ah, mas Jesus Cristo é Deus! É homem, mas também é Deus... por isso Ele é capaz de amar tanto...'. E logo algumas páginas depois, nos Atos dos Apóstolos, quando Estêvão, o primeiro mártir da Igreja é apedrejado, é Estêvão quem, também, olha para o céu e diz: 'Pai, que não lhes seja imputada a culpa deste pecado'.

Nós também temos que aprender a ter um coração mais parecido com o coração de Deus. Talvez andemos nós com o coração pesado demais, andemos complicando muito a nossa vida justamente porque ainda não aprendemos qual é a liberdade dos filhos de Deus, que consiste no seguinte: nosso maior valor é ser filho Dele, nosso maior valor é poder amar o nosso irmão, o nosso maior valor é saber que no meu coração já não cabem nem ódios, nem rixas, nem disputas, nem mágoas, nem rancores... não cabem absolutamente, porque não há razão de ser.
Se Jesus Cristo, quem teria maior motivo para não nos perdoar, pois não tinha pecado e foi condenado como um pecador, perdoou, como é que nós que somos pecadores temos tanta facilidade de condenar os nossos irmãos que são pecadores como nós?
Temos uma grande facilidade de condenar aqueles que pecam diferente de nós; talvez, se todos pecassem como nós pecamos, então seríamos mais misericordiosos; mas como somos muito diferentes e uns pecam diferentes de outros, então já nos arvoramos como juízes e condenamos sem piedade.

Ouçamos com atenção o que disse Jesus no Evangelho, especialmente nos dois últimos versículos... 'não julgueis e não sereis julgados, não condeneis e não sereis condenados, perdoai e sereis perdoados, dai e vos será dado; uma boa medida, calcada, sacudida, transbordante, será colocada no vosso colo.' E em seguida Jesus nos dá uma grande esperança para quando estivermos diante Dele: 'porque com a mesma medida com que medirdes, vós também sereis medidos.' Aprendamos a misericórdia de Jesus e sejamos felizes.

Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo.

Padre José Ruy
Ver mais pregações do Pe. José Ruy.
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 7804868)/DIA
Diversos  Espiritualidade  4121 O Espírito Santo entre nós37.64
Vídeos  Testemunhos  4122 A conversão de Peter Kreeft30.53
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?29.54
Diversos  Igreja  4111 9 coisas que afastam as pessoas da Igreja19.81
Vídeos  História  4117 O nascimento da Igreja Católica19.26
Diversos  Aparições  4119 Nossos tempos são os últimos?17.13
Diversos  Doutrina  4120 A importância do catecismo15.43
Diversos  Apologética  4109 A virgindade perpétua de Maria na Bíblia14.77
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.27
Diversos  Testemunhos  4118 Como a Igreja mudou minha vida12.81
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?11.66
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.25
Diversos  Apologética  4102 Somente a Bíblia? Mentira!11.02
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo10.98
Diversos  Mundo Atual  4113 É o fim do cristianismo e da religião?10.82
Pregações  Doutrina  4091 O discurso do pobre10.63
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.53
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo10.11
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas9.81
Diversos  Igreja  4114 Unidade e Contradição9.60
Diversos  Sociedade  4116 O controle do povo9.46
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista8.64
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma8.63
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.59
Um cristão não é dono de si mesmo, e sim que está entregue ao serviço de Deus.
Sto. Inácio de Antioquia (35-110)

Católicos Online