Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 549 março 2008

Falam os pesquisadores:

 

DOIS PRONUNCIAMENTOS MÉDICOS SOBRE A VIDA

 

Em síntese: A Federação Brasileira das Academias de Medicina, em seu Sétimo Conclave realizado de 7 a 9 de maio de 1998, afirmou começar a vida humana desde a fecundação do óvulo pelo espermatozóide. Os médicos católicos da Europa veem confirmada a tese de que mais servem as células-tronco adultas do que as embrionárias.

 

Seguem-se dois pronunciamentos médicos a respeito da vida humana confirmando posições que a Ética católica defende (por motivos éticos).

 

FEDERAÇÃO BRASILEIRA DE ACADEMIAS DE MEDICINA

VIII Conclave Brasileiro de Academias de Medicina

Rio, 07 a 09 de maio, 1998

 

CARTA MÉDICA DO RIO DE JANEIRO

Os participantes do VII CONCLAVE BRASILEIRO DE ACADEMIAS DE MEDICINA, em que foram comemorados os 50 anos da Organização Mundial de Saúde e os 190 anos do Ensino Médico no Brasil, realizado de 7 a 9 de maio de 1998, na sede da Academia Nacional de Medicina, Rio de Janeiro, promovido pela Federação Brasileira de Academias de Medicina, integrando e coordenando as Academias Estaduais de Medicina do Pará, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Goiás, Brasília, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul e Academias colaboradoras - Academia Nacional de Medicina do Trabalho e Academia Brasileira de Medicina de Reabilitação, com a cooperação e o apoio idealista da Academia Nacional de Medicina, de Reitores de Universidades, Diretores de Faculdades e Escolas Médicas, Diretores de Hospitais Universitários, Associações Médicas, Conselhos de Medicina, de Organizações Nacionais e Internacionais de Saúde e de Medicina, de órgãos empenhados no equacionamento de desafios da saúde individual e coletiva, e da saúde do trabalhador.

 

Como responsáveis solidários na busca de soluções para as questões e os temas: Sistema de Saúde, Consórcios e Planos de Saúde, Tecnologia e Bioética, Educação Médica, Hospital Universitário, Medicina

 

Latino - Americana, Medicina do Trabalho, Memória Médica Nacional e sentindo-se representantes da vontade médico-acadêmica de todas as regiões de nosso País, com características socioculturais e geográficas diversas, mas convergindo para os mesmos ideais médicos; comprometidos seriamente com a constante melhoria dos padrões técnicos e éticos da Medicina, com a formação e a postura médica para o desempenho do paradigma recomendado para o seu pleno exercício; cônscios de suas responsabilidades e deveres, após análise conjunta, recolhendo subsídios, idéias e sugestões, externam suas recomendações e propostas de equacionamento para as situações apresentadas e vividas pela Medicina Brasileira em sua constante preocupação de servir à vida humana e à saúde dos brasileiros.

 

I. BIOÉTICA

 

1. A Pessoa Humana é a referência inalienável de todos os demais valores em qualquer civilização digna desse nome. A transmissão da vida é confiada pela natureza humana a um ato interpessoal e consciente, portanto livre e responsável, tendo em vista a dignidade da Pessoa Humana e da sua procriação.

 

2. Início da vida humana - Com os atuais conhecimentos da Biologia molecular, da Genética e da Embriologia é um fato cientificamente comprovado que a Vida Humana tem início na fusão do óvulo com o espermatozóide, quando se forma o zigoto, que começa a existir e operar como uma unidade desde o momento da fecundação. Possui um genoma especificamente humano, que lhe confere uma identidade biológica única e irrepetível, portanto uma individualidade dentro de sua espécie. É o executor do seu próprio desenvolvimento de maneira coordenada, gradual e sem solução de continuidade.

 

3. Engenharia Genética - A Ciência e a Tecnologia devem ser colocadas a serviço da vida humana, respeitando a dignidade e os direitos fundamentais da Pessoa Humana.

a) O Médico utilizará livremente os procedimentos e diagnósticos terapêuticos sempre em benefício do ser humano.

b) Deve sempre considerar o valor fundamental da vida humana

em qualquer intervenção genética e procedimento em embriões: o gene humano não só tem um significado biológico, mas é portador de uma dignidade própria.

c) O diagnóstico pré-natal deve ser realizado enquanto possa servir ao bem da pessoa, adequado à prevenção, ao diagnóstico e ao tratamento de enfermidades e não para discriminar os que são portadores de genes patogênicos.

d) A clonagem, extrema violação à ética da reprodução humana e uma intervenção manipuladora da constituição individual do genoma humano, é um grave atentado à dignidade do ser humano e ao seu direito natural de ter um genoma irrepetível e não predeterminado.

 

4.  No tratamento da esterilidade conjugal com as novas tecnologias reprodutivas, sempre deve ser observado o preceito ético de "guardar absoluto respeito pela vida humana". A chamada redução embrionária nas gestações multifetais; a manipulação de embriões humanos, com a seleção dos que se consideram aptos, e a eliminação dos que são considerados sobras ou menos aptos; o aproveitamento de embriões excedentes como material biológico disponível para experiências; os bancos de embriões humanos, criopreservação de seres humanos em estado de cativeiro e de suspensão de sua vida, por congelamento profundo e por períodos muitas vezes indefinido antes de sua utilização e a comercialização de embriões, são procedimentos antiéticos.

 

5.  O médico jamais utilizará seus conhecimentos para o extermínio do ser humano ou para permitir e acobertar tentativa contra a sua dignidade e integridade, razão por que não pode o médico, em hipótese alguma, sob nenhuma forma, colaborar em atos de tortura, tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes praticados em qualquer pessoa, notadamente nas que estão privadas de liberdade, e não tenha participação nos chamados suicídios assistidos, na eutanásia ou na execução de pena de morte.

 

II. NOVAS DESCOBERTAS GENÉTICAS

 

Novas descobertas genéticas dão razão aos médicos católicos. A clonagem humana deixa de ser interessante, reconhece o pai da ovelha Dolly.

 

Roma, quarta-feira, 28 de novembro de 2007 (ZENIT.org). - As novas descobertas científicas sobre células-tronco (ou estaminais) adultas, que não implicam a eliminação de vidas humanas, deram razão à batalha ética liderada há anos pelos médicos católicos.

 

O Dr. Josep Maria Simon, presidente da Federação Internacional de Associações Médicas Católicas (FIAMC), elogia os resultados de uma equipe japonesa e uma equipe americana que conseguiram transformar células de pele humana em células-tronco, que são capazes de evoluir em células nervosas, cardíacas ou em qualquer dos 220 tipos de células do corpo humano.

 

A nova técnica, ainda que exija aperfeiçoamento, é tão promissora que o cientista que conseguiu clonar a primeira ovelha do mundo, Ian Wilmut, anunciou que deixará de lado a clonagem de embriões para focalizar as células-tronco derivadas de células da pele.

 

"Parece que a Providência está nos indicando o caminho dos médicos e demais pesquisadores. Deus aperta, mas não enforca. Fecha-se uma porta e se abre outra", reconhece o Dr. Simon em declarações à Zenit.

 

"Os médicos católicos ainda têm algumas dificuldades para que muitas pessoas compreendam e aceitem que a vida humana nascente é digna de todo respeito. Contudo, só a pesquisa e os tratamentos com base nas células-tronco adultas estão dando resultado", acrescenta.

 

"Ao tratar com elas não se destroem embriões e temos resultados -constata. E os resultados são muito valorizados em nossas sociedades ocidentais desenvolvidas e eficazes".

 

"Não queremos medalhas, mas então dissemos que havíamos convidado os melhores. E agora foi a equipe japonesa que convidamos, que demonstrou os grandes resultados com as células adultas", conclui o Dr. Simon.

 

O bispo Elio Sgreccia, presidente da Academia Pontifícia para a Vida, tem a mesma opinião.

 

"Agora que não há necessidade de embriões nem da clonagem terapêutica - supostamente terapêutica -, fecha-se uma página de polêmicas agudas", reconhece. "A Igreja a havia enfrentado por motivos éticos, alentando os pesquisadores a continuar com as células-tronco adultas e declarando ilícita a imolação do embrião", explicou Dom Sgreccia nos microfones de "Rádio Vaticano".

 

"A Ética que respeita o homem, é útil também para a pesquisa e confirma que não é verdade que a Igreja esteja contra a pesquisa: está contra a má pesquisa, que é nociva para o homem", conclui Sgreccia, constatando que todos os milhões de dólares destinados a pesquisas com células embrionárias se converteram em um "esbanjamento".

 

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 10251561)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?86.02
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns30.95
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.17
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo15.10
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.43
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.39
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino13.19
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?12.37
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.83
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes11.35
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.38
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria9.41
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.82
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.81
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra8.34
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.29
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.20
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.78
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?7.71
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.44
Diversos  Santos e Místicos  3587 Poesia de Santa Teresinha7.27
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.86
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.81
Diversos  Mundo Atual  3795 O que há de vir?6.68
Não há dúvida, é mais cômodo ao intelecto humano criar ou inventar do que simplesmente aceitar a realidade religiosa já existente.
Dom Estêvão Bettencourt

Católicos Online