Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Pregações: Homilias - Ressucitou, conforme as escrituras! - por Padre Paulo Ricardo

Ressuscitou, conforme as Escrituras

Desde o documento mais antigo a respeito da Ressurreição de Jesus (1Cor 15, 4) a Igreja faz questão de testemunhar que este acontecimento surpreendente havia sido anunciado pelas Escrituras do Antigo Testamento. No entanto, se examinarmos aqueles escritos, dificilmente acharemos um versículo que realmente “profetize” a Ressurreição de Jesus. Os acontecimentos Pascais cabem mais na categoria da surpresa inesperada do que na de previsão realizada. Mesmo assim, a Igreja insiste: “ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras” (Credo Niceno-Constantinopolitano). É a partir da pessoa do Ressuscitado que o Antigo Testamento adquire seu significado e sua luminosidade. Sendo assim, ao vermos o duelo entre a Vida e a morte na História da Salvação, encontramos também a chave interpretativa de nossa própria vida. O Ressuscitado enche de luz não somente as Escrituras, mas nosso próprio drama pessoal na certeza de que “se com Ele morremos, com Ele viveremos” (2Tm 2,11).

=-=-=

Nosso Senhor entra em nossas vidas desejando-nos a paz, a paz que vem da Páscoa, pois Nosso Senhor venceu a morte, está vivo com V maiúsculo, uma vida superior, melhor que esta vida que conhecemos.
Se esta morte ainda tem algum poder sobre nós, sabemos que com e como Ele ressuscitaremos.

Jesus em suas aparições quer dar a fé aos seus discípulos.
Primeiro, os discípulos de Emaús. Supomos que os apóstolos ouviram dos discípulos perplexos a narrativa de que haviam visto Jesus.
Depois, Jesus aparece aos apóstolos reunidos e suas primeiras palavras são: "a paz esteja convosco". Mas, o resultado é oposto... "eles ficaram assustados e cheios de medo, pensando que viam um fantasma". Ou seja, não basta ver Jesus ressucitado, mas é preciso saber o que se está vendo!
Cheios de medo, pensam ser um fantasma! Não de alguém que venceu a morte, mas ao contrário, de alguém que ainda pertence ao mundo dos mortos!
Eles estavam "terrificados", conforme a palavra em grego.
"Por que estais preocupados e por que tendes dúvida no coração?"
Havia dúvida no coração dos apóstolos, um diálogo com a falta de fé, com o tentador... pois ao dar espaço para a dúvida, esta gera o terror, o medo, assim como a fé é capaz de nos dar a paz, a confiança.

O que está em jogo aqui é a dúvida e a fé. É necessário que a fé vença a dúvida. E para tirar-lhes a dúvida, Jesus lhes dá sinais empíricos e palpáveis... "aquele que nós tocamos com nossas mãos".
Jesus diz: "vede e tocai minhas mãos e meus pés... sou eu mesmo!". Ele enfatiza sua presença física, real.
São Lucas é claro: Jesus é uma experiência concreta e não simbólica. "Um fantasma não tem carne nem ossos como estais vendo que eu tenho".

Eis mais uma vez nossa fé no Deus que se fez carne. Jesus ressuscita e continua sendo carne. É um corpo diferente, não como o reviver de Lázaro que morreu de novo, mas um corpo glorificado e imortal de quem venceu a morte.

Os apóstolos em suas pregações insistem na presença física concreta de Jesus, ressuscitado em corpo e alma.
Nas culturas grega e judaica não havia dificuldades em aceitar a aparição de um fantasma. Se os apóstolos tivessem dito que foi um fantasma, nenhum grego ou judeu teria dificuldades em aceitar isso. Mas o que pregavam era inaceitável e escandaloso, que Jesus ressucitou na carne. Para os gregos era um escândalo, pois acreditavam que tínhamos uma alma imortal e acabou, o corpo era uma prisão dessa alma e não poderia ressuscitar. Já os judeus acreditavam que essa ressurreição só poderia ocorrer no fim dos tempos.
Mas, os apóstolos pregavam que Jesus ressuscitou e o mundo continuava o mesmo... como entrar na vida eterna e continuar existindo a carne passageira e mortal?
Mesmo assim os apóstolos não tentam acomodar sua pregação às culturas da época, por mais escandalosas que fossem e difíceis de aceitar, o contrário do que muitos tentam fazer hoje em dia, tentando "adaptar" os evangelhos ao mundo moderno.
Esse escândalo e essa loucura que temos que aceitar com a fé é o único caminho para nos dar a verdadeira paz e a salvação.

Jesus nos dá a chave para interpretarmos as escrituras do Antigo Testamento: "era preciso que se cumprisse tudo o que estava escrito sobre mim na lei de Moiséis, pelos profetas e nos salmos".
É insistente a expressão "conforme as escrituras", a indicar que a crucifixão, morte e ressurreição do Senhor é a chave para entender o antigo testamento.
Nós cristãos lemos o AT de forma totalmente diferente dos hebreus. Nós o lemos a partir de Jesus que explica as escrituras.
S. Paulo quando fala da ressurreição de Jesus usa sempre a expressão: "conforme as escrituras".

Para saber ler a Bíblia e aplicá-la na vida, é preciso saber que Jesus Cristo está no centro da Bíblia. As escrituras giram em torno de Nosso Senhor Jesus Cristo e só assim adquirem sentido. Ao ler as escrituras do antigo testamento tendo Jesus como chave de leitura, tudo se ilumina e a palavra-viva brota daquelas páginas. "Não ardia o nosso coração enquanto Ele nos explicava as escrituras?"
Se lermos a bíblia ao pé da letra, vamos acabar como os adventistas, os testemunhas de Jeová e outras seitas semelhantes que ainda hoje guardam o sábado, não comem carne de porco e coisas assim.

Em cada página da Bíblia há um sentido: a páscoa de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Abracemos a fé dos apóstolos que ilumina e dá sentido às nossas vidas, dores e sofrimentos. Se com Ele morremos, como Ele viveremos.

Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9929198)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?87.38
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns29.32
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.13
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo14.72
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.31
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.49
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino13.01
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?11.88
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.55
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.57
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes10.49
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria9.08
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.68
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.49
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.24
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.08
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.82
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.68
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.42
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.08
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?6.89
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.86
Diversos  Santos e Místicos  3587 Poesia de Santa Teresinha6.57
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.50
Aguarda Aquele que paira acima dos eventos mesquinhos, o Atemporal, o Invisível, que por nossa causa se fez visível, o Impalpável, o Impassível, que por nós se fez passível. (A S. Policarpo 3, 2).
Sto. Inácio de Antioquia (35-110)

Católicos Online