Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Guardar a fé, o serviço de Bento XVI

Publicado em 19/04/2012 | Jorge Ferraz

“Não anunciamos teorias nem opiniões privadas, mas a fé da Igreja da qual somos servidores”, disse na última Quinta-Feira Santa o Papa Bento XVI, que na segunda-feira completou 85 anos de idade e, hoje, comemora sete anos de pontificado. Ele respondia a um manifesto de padres europeus que solicitava, entre outras mudanças na Igreja, a ordenação de mulheres e a possibilidade de divorciados casados em segundas núpcias receberem a Eucaristia.

A idade avançada do Papa faz com que não falte nem mesmo quem insinue – com ares de exigência – que Bento XVI deveria renunciar por não estar mais em condições de governar a Igreja Católica do terceiro milênio. Mas, no último domingo, Bento XVI tornou a pedir que os católicos rezassem por ele, a fim de que ele cumpra a missão que lhe foi confiada. Parte desta missão é o combate ao relativismo, a noção de que valores e verdades são maleáveis de acordo com o tempo e o local. Esta mentalidade permeia tanto o mundo moderno como o interior da própria Igreja, como atesta o Apelo à Desobediência a que o Papa respondeu na Semana Santa.

O papel do bispo de Roma, como sempre foi entendido pelos católicos, é um papel de serviço e não de poder. E este serviço não tem a mesma conotação que costumamos encontrar nos dias de hoje, como se significasse bajulação das massas ou obediência subserviente às reivindicações da moda. Bento XVI recebeu a difícil missão de governar mais de 1 bilhão de fiéis católicos espalhados por um mundo plural onde o relativismo parece ser o último dogma que se manteve de pé após o homem moderno e evoluído relegar o fenômeno religioso ao terreno da superstição. E, na contramão das tendências modernas, decidiu dar ao seu pontificado uma tônica de redescoberta e valorização da identidade católica.

Esta posição foi manifestada tantas vezes que, até mesmo por uma questão de honestidade, não é lícito a ninguém ignorá-la. Ainda antes de ser eleito Papa, interpelado sobre o porquê de a Igreja Católica não agir com um pouco mais de transigência diante das exigências morais dos nossos dias – como o aborto, a contracepção, o casamento gay –, o então cardeal Ratzinger respondeu que a maior parte dos protestantes já aceitava estas práticas há muito tempo e nem por isso suas igrejas estavam com maior popularidade que a Igreja Católica.

Em sua viagem à Alemanha em setembro do ano passado, o Papa disse, em um encontro com seminaristas, que o número dos que pediam uma flexibilização da doutrina moral da Igreja, por grande que chegasse a ser, seria sempre uma falsa maioria. Porque a Igreja é formada também pelos católicos dos séculos passados, de tal maneira que não é possível haver uma maioria contra os apóstolos e os santos. Ninguém está obrigado a ser católico, mas os que querem sê-lo têm a obrigação de professar a fé que é, afinal de contas, precisamente aquilo que os define como católicos.

O Papa é guardião da fé, e não o seu artífice. Bento XVI pode não estar governando da maneira como gostariam alguns católicos mais progressistas, mas ninguém o pode acusar de estar sendo infiel à Igreja da qual ele se apresenta como o maior dos servos.

Jorge Ferraz é analista de sistemas e mantém o blog Deus lo Vult! (www.deuslovult.org), premiado como o melhor blog pessoal de religião do Brasil pelo júri acadêmico do Top Blog 2011.


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9352845)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.58
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns21.81
Diversos  Igreja  4166 Papa Leão XIII e a visão de Satanás16.55
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.18
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.68
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.15
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.06
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.05
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.16
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.88
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.41
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes8.31
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.23
Diversos  Testemunhos  4164 Testemunho de minha travessia7.95
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.89
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.83
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.76
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.73
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.69
Diversos  Mundo Atual  4163 A Armadilha da Misericórdia7.48
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.44
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.33
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.94
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.79
Ser cristão não é aderir ao Cristo que o indivíduo imagina, mas é aderir a Ele tal como vive na Igreja, que é seu corpo (cf. Cl 1, 24).
Dom Estêvão Bettencourt

Católicos Online