Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Pregações: Eventos - Reflexões sobre a Semana Santa IV - por Padre Paulo Ricardo

(áudio)

Semana Santa - 4

O Padre Paulo Ricardo nos apresenta algumas reflexões sobre como viver a Semana Santa.

O drama pascal.
Trata-se de um duelo de vida ou de morte, duas liberdades que se encontram, a liberdade humana e a divina.
Vimos que o relacionamento entre a vontade humana de Cristo e a vontade divina de Nosso Senhor é paradigmático para nós. O Papa comenta essa realidade...
A natureza humana sem liberdade não seria humana. Ela tem vontade.
Mas há uma só vontade da pessoa, orientada para a vontade divina. Há uma união de vontades.
Por analogia, nossa vontade deve se unir à vontade de Cristo, para que seja Cristo que vive em mim. Só assim encontramos nossa realização e não nossa destruição.
É isso que Jesus tenta expressar quando faz comparações do tipo "quem quiser se perder por amor a mim vai se salvar". É preciso reununciar a si mesmo e tomar sua cruz, cada dia.
Para isso precisamos rezar e dizer: "Pai, seja feita a Vossa vontade". Esse é o resumo do Horto das Oliveiras, a união da vontade humana de Jesus com a vontade do Pai.

Entrementes, no mundo moderno o importante é fazer o que você quer...
O lema carnal mundano é este: fazer a própria vontade para ser feliz.
Do ponto de vista humano isto é uma absoluta imaturidade, como uma criança caprichosa.
Se a criança mimada fizer suas vontades, vai se destruir. É como um pequeno tirano que manda nos pais: "eu quero!!". E ela torna-se incapaz de ser feliz. O caminho do fazer a própria vontade leva à autodestruição.

A vontade humana foi criada para tender para a sinergia, uma cooperação com a vontade de Deus. Mas, por causa do pecado, a sinergia tornou-se uma oposição a Deus.
Fazer a vontade de Deus é o caminho da felicidade.

Muitos salmos só Jesus pode orar. Ele é o grande protagonista dos salmos.
E o filme de Mel Gibson foi muito inteligente espiritualmente ao mostrar que a oração de Jesus no Horto das Oliveiras não foi em aramaico, foi em hebraico (a língua sagrada), pois ele ora os textos dos salmos.

O povo de Deus não crê no que Bento XVI prega pelas virtudes de Bento XVI, mas porque ele prega o que a Igreja de Cristo de 2000 anos prega.
Precisamos seguir os santos que durante séculos rezaram a liturgia das horas. Os salmos são orações de lutas. É cristo lutando. Emprestem seus lábios para Cristo que um dia seus corações irão seguir Cristo também.
Cristo se fez abandonado para que ninguém mais tivesse o direito de dizer 'estou abandonado'.

Maria aos pés da cruz fez algo que Jesus não podia fazer: oferecer o sacrifício da fé. Jesus é o princípio e a própria fé, no sentido mais amplo, aquele que possibilita nossa fé, nossa confiança no Pai. Mas, para nós, não divinos, temos o exemplo de fé perfeita humana oferecido por Maria, pois Maria, ao receber nos braços o corpo de Jesus morto, tinha diante de si a refutação empírica e cabal das promessas do anjo. Mas ela não vacilou.
Maria é a encarnação perfeita da Igreja. A Igreja imaculada que se une ao sacrifício redentor de seu esposo. Ela é o que nós somos chamados a ser, por isso ela é modelo de todos os fiéis. Somos chamados a viver esse perfeito sacrifício da fé, quando tudo parece contradizer as promessas de Deus, esse é o momento de crer e oferecer o sacrifício da fé: "Eu não compreendo, mas creio."

Não podemos viver num mundo de carne sem ver o invisível. A Igreja é a continuidade do mistério da encarnação. O que Jesus viveu no Horto, o Cristo-Igreja continua vivendo ao longo dos séculos.
Se você não vê na Igreja o corpo de Cristo que se entrega por nós ao longo da história, você não conhece a Igreja ainda e não tem fé verdadeira. Nós somos membros do Corpo de Cristo.
Se com Ele morremos, com Ele viveremos.

Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 10277651)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?85.85
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns30.88
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.15
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo15.07
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.44
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.38
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino13.18
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?12.36
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.82
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes11.33
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.36
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria9.38
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.82
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.80
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra8.33
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.28
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.20
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.77
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?7.72
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.43
Diversos  Santos e Místicos  3587 Poesia de Santa Teresinha7.27
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.85
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.78
Diversos  Mundo Atual  3795 O que há de vir?6.72
A Bíblia sem Igreja é apenas um livro, letra morta, que precisa de um testemunho vivo para ser explicado e lhe dar credibilidade e autoridade. Esse é o testemunho que a Igreja de Cristo oferece à humanidade há 2000 anos a partir dos apóstolos e seus sucessores fiéis a Pedro (e papas) em obediência às determinações e promessas de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Claudio Maria

Católicos Online