Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

INTRODUÇÃO AOS NÚMEROS

O quarto livro do Pentateuco recebeu o nome de Números (em grego Arith-moi, que aqui tem o sentido de "recenseamentos") por causa dos "recenseamentos" (1,1-4,26), que são próprios deste livro e que lhe dão a sua feição particular. Contém, além disso, alguns fatos que se ligam imediatamente aos acontecimentos narrados no Êxodo, e leis semelhantes às do Levítico. Pode ser dividido facilmente, de acordo com os lugares e tempos, em três partes: no Sinai (1,1-10,10); viagens através do deserto (10,11-21,35); na margem oriental do Jordão  (22-36).


1a
Parte. No Sinai: disposições para a partida:  20 dias.

1)  Recenseamento das tribos e respectivas posições no acampamento (1-2).

2)     Os levitas: seu destino e recenseamento (3); divisão por famílias e por ofícios (4).

3)     Leis: banimento dos impuros, restituições, ciúmes (5), nazireato, bênção litúrgica (6).

4)     Últimos fatos: donativos dos chefes das tribos ao santuário (7), consagração dos levitas (8), segunda Páscoa (9,1-14), sinais para a partida e para a parada, as trombetas (9,15-10,10).


2a
Parte. Viagem através do deserto:

1)     Do Sinai a Cades: partida e ordem de marcha (10,11-36), murmuração do povo, as codornizes (11), a lepra de Maria, irmã de Moisés (12).

2)     Parada em Cades: missão dos doze exploradores (13) e queixas do povo (14); leis sobre as oblações e primícias, sobre o sábado e os filactérios (15); sedição de Coré, Datan e Abirão, e sua punição (16) e confirmação do sacerdócio na família de Arão (17); relações entre sacerdotes e levitas, emolumentos de uns e de outros (18); a água lustral (19); sedição do povo por falta de água (20,1-13).

3)     De Cades ao Jordão: os edomitas negam passagem pelas suas terras; morte de Arão (20,14-29); queixas do povo e castigo, a serpente de bronze (21, 1-9); vitória sobre os amorreus e conquista de Basan (21,10-35).


3a
Parte. Na margem oriental do Jordão: cerca de cinco meses. A matéria desta parte, mais por ordem lógica do que por ordem do texto, pode ser assim agrupada:

1)     Últimos encontros com os povos da Trans Jordânia; Balaão e seus vaticínios (22-24); prostituição a Beelfegor (25); guerra santa contra os ma-dianitas e leis sobre a divisão dos despojos (31); lista das etapas (33).

2)     Grupo de leis: herança (27,1-11), festas e sacrifícios (28-29), votos (30).

3)     Disposições para a ocupação da terra prometida. Segundo recenseamento (26); nomeação de Josué (27,12-23). Distribuição da Transjordânia (32); normas para a ocupação e distribuição da CisJordânia (33,50-34,12); designação das cidades levíticas e de refúgio (35); disposições para manter inalterada a primitiva distribuição (36).


A julgar pelo resumo, o presente livro compreende um período de cerca de trinta e oito anos e meio. Sobre a maior parte desse período (os trinta e oito anos no deserto)
narra-nos apenas uns poucos fatos, mas muito notáveis pelo significado religioso, como a serpente de bronze, a sedição de Coré, os vaticínios de Balaão, a água brotada da rocha; fatos dos quais os apóstolos no Novo Testamento tiraram utilíssimas lições (ICor 10,1-11; Hebr 3,12-19; Jo 3,14-15). No centro do drama acham-se dois fatos semelhantes entre si, duas sedições do povo contra Moisés, executor das ordens divinas; a primeira (14), originada pela repugnância em empreender a conquista da Palestina; a segunda (20), por falta de água. Conseqüência ou punição da primeira foi a longa demora da nação inteira no deserto da península sinaítica; a segunda deixou a mais profunda impressão na consciência nacional e na literatura posterior (cf. SI 80;94;105), envolvendo o próprio Moisés, que por um instante duvidou da clemência divina e por isso teve de deixar a outros o remate de sua obra, a conquista de Canaã (cf. Dt 32).


O livro dos
Números é importante para a literatura porque, entre outras coisas, nos conservou fragmentos de antiquíssimos cânticos populares (21; 23; 24), com a indicação de coleções já existentes, como "o Livro das guerras de Javé" (21,14), do qual não se tem outra menção.


Pergunte e Responderemos
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9826167)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?87.74
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns27.51
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.00
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo14.49
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.06
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.50
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.93
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?11.63
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.45
Vídeos  Testemunhos  4175 Professor de Harvard se converte11.30
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.66
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes9.94
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.96
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.67
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.38
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.20
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.01
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.82
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.60
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.48
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.87
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?6.66
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.49
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.46
É a pessoa de Jesus que salva, não suas ideias.
Claudio Maria

Católicos Online