Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

A experiência extraordinária com o Espírito Santo exclui o Magistério da Igreja?

Seg, 12 de Julho de 2010 - Alessandro Lima

Uma das grandes questões levantadas nos círculos cristãos é se o cristão pode ou não ignorar o ensino da Igreja se estiver vivendo uma experiência real com o Espírito Santo. Isto é, o cristão pode ou não ser guiado diretamente pelo Espírito Santo sem necessitar do Magistério da Igreja?

Se Deus o permitir, gostaria de colocar um pouco de luz sobre este assunto.

A Sagrada Escritura dá testemunho que em tempos muito remotos Deus costumava conversar com os homens. Tal era o caso de Adão (cf. Gn 1,28-30; 2,16-17; 3,9.11.17-19) e seu Filho Caim (cf. Gn 4,6-7.9-12.15). Aliás eram os únicos homens na terra e só poderiam ser orientados pelo Senhor através Dele mesmo.

Quando a terra começa ficar populosa, o Senhor confia seus oráculos somente a poucos homens, para que sejam sinais, testemunhas e guia do Senhor para o resto da humanidade. Este novo passo da revelação Divina aos homens é iniciado com Noé (cf. Gn 6,13-21; 7,1-4; 8,15-17).

Depois de Noé, o Senhor não só continua a dar prosseguimento ao Seu Magistério, como também começa a preparar o caminho da salvação através de Abraão. E somente a ele confia sua revelação (cf. Gn 12,1-3.7; 13,14-17; 15; 17,1). Sagrada Escritura nos conta que o Senhor (Jesus Cristo) também apareceu a Agar (escrava de Sarai, mulher de Abraão, com a qual o Patriarca teve seu primeiro filho, Ismael) concedendo-lhe uma revelação por causa da sua aflição (cf Gn 16,7-14).

Alguns poderiam afirmar aí que, a exemplo de Agar, o Senhor pode nos guiar diretamente. Porém o Senhor que conhece o pensamento dos homens, para mostrar que seus oráculos não são confiados diretamente, mas sim através de um magistério legitimamente instituído, pede para que Agar volte depressa para a casa de Abraão, que é uma pré-figura da Igreja, pois era na casa de Abraão que naquele tempo estava presente o Magistério Divino.

Isto mostra que o Senhor pode revelar-se sim, das formas mais diversas e controversas possíveis, a qualquer um, em qualquer lugar e a qualquer tempo, porém Sua mensagem sempre nos exortará ir ao encontro de Seu Magistério, que é o Seu Sinal para todos os homens e de onde, somente, podemos conhecer a Verdade.

Tal foi o caso do Apóstolo Paulo, que embora tenha recebido uma revelação direta do Senhor (cf. At 9,1-9; Gl 1,12), embora tivesse visto o Senhor ressuscitado, só pôde dar início ao seu ministério após ter sido iniciado pela Igreja (cf. At 9,10-19); pois a Igreja é o sinal visível do Magistério Divino.

Ninguém pode se declarar dotado de dons espirituais e nem se declarar pastor do povo de Deus, sem que a Igreja tenha lhe dado tal carisma. Pois o ministério eclesiástico é ordenado (Lv 8,1-13; Dt 34,9; At 1,15-26; 6,1-6; 9,10-19; 1Tm 4,14; 2Tm 1,6; Tito 1,5) e o Espírito Santo é dado através dos Sacramentos da Igreja (cf. At 8,14-21; 19,13-19). Assim como o ministério eclesiástico fora dado para a Igreja (através dos apóstolos) diretamente por Deus na Pessoa de Jesus Cristo e daí por diante foi concedido a outros somente através das sucessões apostólicas, o mesmo acontece com os dons do Espírito Santo, que inicialmente fora dado para a Igreja por Deus na Pessoa do Espírito Santo (cf. At 2,1-13) e daí por diante somente foi concedido através da Igreja nos seus Sacramentos, conforme o leitor pode verificar nas referências bíblicas anteriormente citadas.

O Espírito Santo embora guiasse o Apóstolo Paulo orientando-o sobre o quê e onde deveria pregar, em uma revelação manda-o submeter seu Evangelho (sua pregação acerca da Boa Nova) ao Magistério da Igreja (cf. Gl 2,1-2). São Paulo sabia muito bem que a Igreja era o sinal Visível da Verdade (cf. 1Tm 3,15), tanto o sabia que foi a Jerusalém submeter seu Evangelho aos outros Apóstolos, pois temia pregar ou ter pregado em vão (cf. Gl 2,2). Assim é a ação do Espírito Santo, sempre aponta para a Igreja, que é a única "Coluna e o Fundamento da Verdade" (cf. 1Tm 3,15).

E disto bem sabiam aqueles que amaram o Senhor antes de nós, pois sempre procuravam ser fiéis ao Magistério da Igreja (cf. At 16,4-5).

Porém, não eram todos. A exemplo de hoje, ainda nos tempos apostólicos, aqueles que se julgavam dotados de dons espirituais, achavam que o Espírito Santo os guiava diretamente e, consequentemente, acabavam ignorando o Magistério da Igreja. Tal era o caso dos cristãos em Corinto. Os coríntios eram dotados de todos os dons vindos do Espírito Santo (cf. 1Cor 1,4-6), no entanto o desprezo pelo Magistério da Igreja fez com que a baderna tomasse conta da Igreja.

São Paulo escreve sua epístola para intervir nesta comunidade e prescreve várias normas de fé, além de regras morais e disciplinares (Caps 1-11, 15-16). Nos capítulos 12 a 14, o Santo Apóstolo ensina como os coríntios deveriam administrar os carismas recebidos pelo Espírito Santo. Ora, se o Espírito Santo guiasse diretamente os fiéis, não haveria a necessidade do Apóstolo prescrever tais instruções, já que a Igreja de Corinto era farta em carismas (cf. 1Cor 1,4-6).

Para aqueles que se julgam Pentecostais ou Carismáticos e verdadeiros conhecedores da Sagrada Escritura, saibam que a Escritura dá testemunho que aquele que realmente é tomado pelo Espírito Santo, sabe que é Este mesmo Espírito que confirma a Igreja na Verdade, sendo portanto imprescindível a fidelidade ao seu Magistério, pois tais são as palavras do Santo Apóstolo:

"Se alguém se julga profeta ou agraciado com dons espirituais, reconheça que as coisas que vos escrevo [o que ensina a Igreja] são um mandamento do Senhor. Mas se alguém quiser ignorá-lo, que o ignore!" (1Cor 14,37-38). Ver também 1Tess 5,12-13; Tito 1,7; 2,15; Filemon 1,8.

Fonte: Veritatis Splendor


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
9 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL
#0•A1677•C246   2013-02-16 08:12:19 - Convidado/A.Silva
OS EVANGÉLICOS FINGINDO QUE NÃO VIRAM


Todo e qualquer pessoa pode interpretar a Biblia ?
A própria Bíblia proíbe a interpretação privada. Foi o que disse Pedro.
Devemos escolher apenas o que desejamos seguir na Bíblia e rejeitar o que não gostamos, ou, devemos aceitar a Bíblia por inteira ???
Mas digamos que todos pudessem faze-lo. Façamos como os protestantes e evangélicos e ignoremos a proíbição bíblica para a livre interpretação.
Digamos que a tese protestantes está correta. Todo e qualquer homem com a “assistência” do Espírito Santo pode ler e interpret......

Ler mais...  -  Responder

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9444370)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.35
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns23.07
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.28
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.77
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.69
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.21
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.09
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.22
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.84
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.69
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes8.76
Pregações  Protestantismo  4167 Onde está na Bíblia ...8.42
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.42
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.87
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.84
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.83
Diversos  Apologética  4169 Comer sua carne literalmente?7.83
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.72
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.70
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.56
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.41
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.94
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.63
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.63
Onde não há virtudes naturais a graça não pode operar.
Carlos Ramalhete

Católicos Online