Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 521 – novembro 2005

 

Desfeito

 

O "CASAMENTO" DE RONALDINHO

 

Em síntese: O "casamento" de Ronaldinho com Daniella não podia ser abençoado pela Igreja, pois os "nubentes" estavam ligados a antigos parceiros por um vínculo civil ainda não dissolvido. Portanto não se pode aprovar o comportamento do sacerdote que o abençoou, embora o sacerdote professasse ter agido com a consciência tranquila.

 

A cerimônia de união conjugal de Ronaldinho com Daniella Cicarelli causou espécie, pois contou com a bênção de um padre católico dada a um matrimônio que a Igreja não reconhece como válido.

 

Eis a crônica do O ESTADO DE SÃO PAULO, aos 15/02/05, p. E6:

«Ronaldo e Daniella receberam uma bênção nupcial do padre Antônio Maria, do Rio de Janeiro, numa das instalações do parque do Castelo de Chantilly, na França, o Jeu de Paume, uma cerimônia que emocionou bastante as famílias dos noivos, provocando o choro do irmão do jogador, Nelinho, durante os 40 minutos da celebração. Para o padre Antônio Maria, responsável pela pregação, 'o amor dos dois constitui um exemplo para o mundo'.

 

Ronaldo chegou às 21h10, horário francês. Foi recebido por uma longa salva de palmas dos convidados. Daniella entrou de vestido branco, ao som da Marcha Nupcial. A decoração do altar, bem discreta, se resumia a folhagens verdes e rosas brancas. Bem mais chamativas, na decoração das salas reservadas para a recepção no Castelo, prevaleciam as rosas e tulipas vermelhas».

 

À guisa de complemento, acrescentamos a notícia publicada pelo JORNAL DO BRASIL, 11/03/05, p. 36:

 

«Não foi só a bênção de Ronaldinho e Cicarelli que abalou a relação do padre Antonio Maria com seus superiores. Foi o segundo incidente deste tipo com o sacerdote, que fez o mesmo para Angélica e Luciano Huck em Sampa e, depois, no Rio».

 

QUE DIZER?

 

1. A rigor, Ronaldo e Daniella nunca se casaram na Igreja Católica. Por conseguinte frente a ela são solteiros e poderiam receber o sacramento do matrimônio.

2.  Ocorre, porém, que ambos estavam, em fevereiro pp., ligados pelo vínculo de um casamento civil, do qual ainda não tinham recebido o divórcio.

3.  Ora a Igreja não faz casamento de pessoas assim constituídas, para evitar a bigamia: no foro civil uma união conjugal, e outra no foro religioso.

4.  Se não é possível o casamento sacramental em tais casos, também não é possível uma bênção sacerdotal. Esta não pode recair sobre algo que Deus não abençoa. Ademais, tal bênção poderia insinuar ao público que a união conjugal era legítima.

 

O Papa João Paulo II o diz nos seguintes termos:

«Igualmente o respeito devido quer ao sacramento do matrimônio, quer aos próprios cônjuges e aos seus familiares, quer ainda à comunidade dos fiéis proíbe os pastores, por qualquer motivo ou pretexto mesmo pastoral, de fazerem favor dos divorciados que contraem uma nova união, cerimônias de qualquer gênero. Estas dariam a impressão de celebração de novas núpcias sacramentais válidas, e consequentemente induziriam em erro sobre a indissolubilidade do matrimônio contraído validamente.

Agindo de tal maneira, a Igreja professa a própria fidelidade a Cristo e à sua verdade» (Carta Apostólica "Familiaris Consortio" n° 85)

 


APÊNDICE

 

A título de complementação, seguem-se as Confissões recebidas via internet.

 

"As confissões do padre"

 

Padre Antonio Maria foi criticado por ter dado bênção ao casal. Religiosos o acusaram de celebrar uma união que, para a Igreja, não tem valor. O religioso, no entanto, ficou tranquilo e garantiu que não fez nada de errado: "Não estou me defendendo".

 

Repórter: O que o senhor acha desta polêmica?

Padre: Agradeço a oportunidade de me explicar. Jesus foi chamado de beberrão e comilão porque comia com pecadores e deixou que uma prostituta lavasse seus pés com lágrimas e os enxugasse com os cabelos. A Cicarelli não fez isso comigo. Jesus perdoou os pecados da prostituta porque ela tinha amado muito. Cristo disse que prostitutas e cobradores de impostos poderiam nos preceder no céu. Quem sabe se o episódio não traz reflexão sobre a Campanha da Fraternidade, que fala da Solidariedade e Paz?

 

R. O senhor celebrou a união de Ronaldo e Daniella Cicarelli?

P. Não celebrei casamento! Os dois sabiam que não podiam se casar e me pediram a bênção. Na homilia, orientei que levassem a sério o Amor de Deus.

 

R. Mas a união não poderia ser considerada adultério, já que ambos ainda não se divorciaram?

P. É preciso que fique claro que não houve casamento. Mas, se posso abençoar assassinos e ladrões na cadeia, por que não faria isso com esses dois filhos de Deus que me veem como degrau para o futuro sacramento do matrimônio?

 

R. Mas quando um padre veste a túnica, é para atuar como tal. O senhor não deveria estar vestido como convidado?

P. Não fui só como convidado. Eles realmente queriam que eu desse a bênção. Eu estava vestido de acordo com o sacerdócio de Cristo, que recebi há 28 anos.

 

R. O senhor teme alguma punição?

P. Fui com a licença de meu superior e falei com meu bispo.

 

R. Foto mostra os noivos de frente para o senhor, em cena de altar. Não pode gerar confusão?

P. Pode, sim. Mas, para Deus, o que vale está no coração. Além disso, os costumes mudaram. Antes, aliança significava noivado; hoje, dizem que é só compromisso.

 

R. Para a Igreja, o casamento é indissolúvel. Se o senhor abençoou os dois, não teria agido contra esse dogma?

P. Para a Igreja, indissolúvel é o casamento religioso. Ronaldo e Daniella nunca se casaram com ninguém na Igreja.

 

A estes dizeres sejam propostas três observações:

 

1)  "Posso abençoar assassinos e ladrões..." Sim; o padre os pode abençoar, mas não para consagrar sua condição de malfeitores e sim para que recebam a graça da conversão. No caso dos dois nubentes a bênção visava a consagrar um estado de vida que Deus não consagra. Daí ser falso o paralelo.

2)  "Para Deus, o que vale está no coração..." - Esta é uma semiverdade, pois o homem é um ser psicossomático: o que ele tem no íntimo e o seu comportamento visível devem convergir entre si. A bênção para uma vida conjugal que não é lícita, torna-se ilícita.

3)  "Fui com a licença do meu superior..." Resta a pergunta: terá o Superior autorizado também a bênção nupcial (que ele não podia autorizar)?

Como se sabe, tal "casamento" não durou.

 

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 8469315)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?31.10
Diversos  Mundo Atual  4134 Karl Marx, de cristão a satanista22.55
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.63
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.19
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?12.64
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.20
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.14
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.93
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas10.51
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns10.06
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo8.50
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?8.50
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.21
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.87
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.49
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.48
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista7.43
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.12
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.03
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes6.81
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.64
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma6.46
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?6.43
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?6.34
Aquelas bem-aventuradas virgens, que se consagraram a Jesus Cristo, podem estar certas de que não encontrarão, nem no céu nem na terra, um esposo tão belo, tão nobre, tão rico, tão amável como Aquele que lhes foi dado, Jesus Cristo.
Sto. Inácio de Antioquia (35-110)

Católicos Online