Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 530 – agosto 2006

 

Mal entendido:

 

O OPUS DEI SE DEFENDE

 

O Opus Dei é uma Prelazia ou circunscrição eclesiástica fundada em 1928 por São Josemaria Escrivã; com a plena aprovação da Santa Sé procura formar cidadãos (homens e mulheres) que deem genuíno testemunho cristão na sociedade contemporânea; para tanto recorre a séria espiritualidade.

 

O Opus Dei é caricaturado por Dan Brown em seu romance "O Código Da Vinci". Daí a defesa do Opus Dei. O Serviço de Informações do Opus Dei (a) emitiu a seguinte Nota em 12 de maio pp. em resposta a Ron Howard, diretor do filme homônimo:

 

"A imprensa italiana publicou nesta quinta-feira algumas entrevistas concedidas por Ron Howard, diretor do filme 'Código da Vinci'. Nos dizeres afirma que negar o direito de ver o filme é uma atitude fascista; também afirma que dizer a alguém que não vá ver o filme é um ato de militância, e a militância gera ódio e violência. Nessas entrevistas é várias vezes mencionado o Opus Dei. Os dizeres parecem referir-se a algumas declarações recentes de autoridades da Igreja.

 

Tomo a liberdade de pedir a Ron Howard que mantenha serenidade e se exprima com respeito. Não convém perder de vista a realidade da situação. Tal película ofende os cristãos. Howard faz as vezes do agressor, ao passo que os católicos são vítimas de uma ofensa. Não se pode negar ao agredido o seu último direito, que é o de expressar seu ponto de vista. O que gera violência não são as declarações de alguns eclesiásticos nem a solicitação de se incluir no início do filme a advertência de que se trata de ficção, mas o que gera violência são os quadros odiosos, falsos e injustos que alimentam o ódio.

 

Em suas declarações Howard repete também que é simplesmente um filme, uma história inventada que não deve ser levada muito a sério. Todavia não é possível negar a influência do cinema e da literatura. A ficção influencia o nosso modo de ver o mundo, principalmente entre os jovens. Não é correto deixar de a levar a sério. Sem dúvida, a criatividade artística precisa de um clima de liberdade, mas a liberdade não pode ser separada da responsabilidade.

Imagine você um filme que apresente Sony como responsável pelo atentado às torres de Nova Iorque, desejosa de promover a desestabilização dos Estados Unidos. Ou imagine uma novela que assevere ter a Sony pago ao pistoleiro que atirou contra o Papa na Praça de São Pedro em 1981, porque queria opor-se à liderança moral do Santo Padre. Seriam somente historias inventadas. Suponho que Sony, urna empresa respeitável e séria, não se daria por satisfeita ao ser retratada dessa maneira no foro público, nem se julgaria indenizada se recebesse uma resposta como: 'Não se preocupe, é somente ficção, não há por que a levar muito a sério'. 'A liberdade de expressão é sagrada'.

 

Como quer que seja, aqueles que participaram do projeto do filme não têm motivo para se preocupar: os cristãos não reagirão com ódio e violência, nem com insultos e ameaças. Podem continuar tranquilamente a calcular o dinheiro que o filme lhes renderá. Porque a liberdade do benefício econômico parece ser a única liberdade verdadeiramente sagrada, a única isenta de toda responsabilidade. É provável que arrecadem muito dinheiro, mas pagarão elevado preço ao ver deteriorar-se o seu prestígio e a sua reputação.

 

Faço votos para que a polêmica destes meses não seja estéril, mas contribua para que as pessoas reflitam sobre a índole relativa do benefício econômico quando estão em jogo valores mais elevados; possam refletir sobre a importância da ficção, sobre a responsabilidade que acompanha e protege sempre a liberdade.

 

O modo de pensar do Opus Dei pode encontrar-se no endereço eletrônico www.opusdei.org. Ali se explica de forma detalhada a posição do Opus Dei diante dos fatos que o afetam”.

 

(a) Manuel Sanchez Hurtado, encarregado do relacionamento com a imprensa internacional Serviço de Informações do Opus Dei em Roma


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
6 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9055737)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?32.27
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns18.64
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.07
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.49
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.05
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino11.96
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo11.61
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.06
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.99
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.04
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.95
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.90
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria7.80
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.80
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes7.74
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.67
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes7.58
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.26
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo7.13
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.07
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.96
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.77
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.60
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.40
A maior prova da instituição divina da Igreja é ela ter sobrevivido, e sobreviver, aos seus hierarcas.
Carlos Ramalhete

Católicos Online