Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 548 – fevereiro 2008

 

Revelações particulares:

 

PROMESSAS DE JESUS AOS DEVOTOS DA VIA SACRA

 

Em síntese: Como várias outras promessas desse tipo, as que aqui vão mencionadas, são revelações particulares, que cada fiel pode aceitar ou não. As que se referem ao exercício da Via Sacra, em seu número 6, não correspondem ao exato conceito de purgatório.

 

Via internet PR recebeu a mensagem abaixo, que sugere algumas reflexões. O respectivo texto será transcrito e comentado a seguir.

 

Na idade de 18 anos, um jovem espanhol, chamado Estanislau, ingressou no noviciado, na vida religiosa. Fez os votos de religião e procurou cumprir os regulamentos, avançar na perfeição cristã e alcançar o amor puro.

 

No mês de outubro de 1926, este irmão se ofereceu a Jesus por intermédio de Maria Santíssima. Pouco depois de ter feito esta doação heroica de si mesmo, o jovem religioso ficou doente e foi obrigado a descansar. Morreu santamente no mês de março de 1927. Segundo o mestre de noviços, esse religioso era uma alma escolhida por Deus, que recebia mensagens do Céu. Os confessores do jovem, assim como os teólogos, reconheceram estes feitos sobrenaturais. O diretor espiritual do irmão Estanislau lhe havia ordenado escrever todas as promessas transmitidas por Nosso Senhor. Isto seria para o bem espiritual dos que fossem devotos da Via Crucis. As promessas são as seguintes:

 

1. Eu concederei tudo quanto Me pedirem com fé, durante a Via Crucis.

2. Eu prometo a vida eterna aos que, de vez em quando, se aplicarem a rezar a Via Crucis.

3. Durante a vida, eu os acompanharei em todo lugar e terão Minha ajuda especial na hora da morte.

4. Ainda que tiverem mais pecados que as folhas da erva que cresce nos campos, e mais que os grãos de areia do mar, todos serão apagados por meio desta devoção, a Via Crucis.

(Importante: Esta devoção não elimina a obrigação de confessar os pecados mortais. É preciso confessar os pecados graves antes de receber a Santa Comunhão).

5. Os que se acostumarem a rezar a Via Crucis frequentemente, terão uma Glória extraordinária no Céu.

6. Depois da morte, se estes devotos chegarem ao Purgatório, eu os livrarei desse lugar de expiação, na primeira terça-feira ou sexta-feira depois da morte.

7. Eu abençoarei a estas almas cada vez que rezarem a Via Crucis; e minha benção as acompanhará em todas as partes da terra. Depois da morte, gozarão desta bênção no Céu, por toda a eternidade.

8. Na hora da morte, não permitirei que sejam sujeitos à tentação do demônio. Ao espírito maligno lhe tirarei todo o poder sobre estas almas. Assim poderão repousar tranquilamente em Meus braços.

9. Se rezam com verdadeiro amor, serão altamente premiados. Quer dizer, converterei a cada uma destas almas em um recipiente vivo, onde Eu irei derramar Minha graça.

10. Fixarei Meus olhos sobre aquelas almas que rezarem a Via Crucis com frequência e Minhas mãos estarão sempre abertas para protegê-las.

11. Assim como Eu fui cravado na Cruz, igualmente estarei sempre muito unido aos que Me honram, com a reza frequente da Via Crucis.

12. Os devotos da Via Crucis nunca se separarão de Mim porque eu lhes darei a graça de jamais cometer um pecado mortal.

13. Na hora da morte, eu os consolarei com Minha presença, e iremos juntos ao Céu. A morte será doce para todos os que Me tiverem honrado durante a vida com a oração da Via Crucis.

14. Para estes devotos da Via Crucis, Minha alma será um escudo de proteção que sempre lhes prestará o auxílio quando recorrerem a Mim.

 

COMENTANDO...

 

As promessas atribuídas a Jesus ou a Maria Santíssima em favor dos que se dão a tal ou tal devoção, não obrigam a fé do cristão, pois são revelações particulares. Cada qual pondere-as e, em consequência, aceite-as ou não as aceite.

 

Todavia a sexta promessa atrás mencionada merece reparos. Ei-la:

 

"Depois da morte, se estes devotos (da Via Sacra) chegarem ao purgatório, eu os livrarei desse lugar de expiação na primeira terça-feira ou sexta-feira depois da morte".

 

Quem lê este texto, mais uma vez tem a impressão de que o purgatório é um castigo ou um cárcere, cujos detentos recebem a anistia ou a libertação, caso tenham sido devotos da Via Sacra. - Ora o purgatório é um estado (não um lugar, como reza a promessa) de alma que a Misericórdia Divina concede a quem tenha morrido com seu amor voltado para Deus, mas ainda contraditado por resquícios do pecado ou más tendências, que explodem por vezes em impaciência, omissões, palavras pouco cordiais... Esses resquícios (ou raízes) do pecado estão assentados no mais íntimo do nosso ser, de modo que a absolvição sacramental absolve os pecados, mas não chega a atingir esses resquícios, porque a eles estamos apegados.

 

Ponderemos bem: tais almas, que amam sinceramente a Deus, embora tenham seus momentos contraditórios, não estão condenadas ao inferno, mas também não podem ver Deus face-a-face, pois na presença de Deus não subsiste a mínima sombra de imperfeição. Daí a necessidade de eliminarem essas más tendências ou nesta vida mesma ou após a morte, no purgatório. Vão acabar de preparar sua veste nupcial para participar da ceia do Cordeiro e, purificando-se, mediante um amor mais forte a Deus, vão extinguir o amor desregrado remanescente na alma após a morte. Não há fogo aí nem diabinhos atormentando as almas, mas a dor de ter perdido "o encontro marcado"; na hora em que o Senhor chegou para levar sua criatura à vida celestial, ela não estava pronta por negligência ou qualquer outro motivo; então o Senhor lhe concedeu a oportunidade de fortalecer seu amor a Deus para extinguir todo amor desordenado que ela traga em seu íntimo. Não há anistia no purgatório.

 

Portanto a promessa nQ 6 é falha por conceber o purgatório como um lugar de castigo ou um cárcere, donde se pode sair por decreto divino. Ninguém deixa o purgatório senão depois de ter acabado sua veste nupcial ou após haver realizado a plena purificação de sua alma. Os sufrágios que fazemos pelas almas não pedem anistia, mas pedem ao Senhor que fortaleça o amor das mesmas a Deus de modo a eliminar todo amor desordenado.

 

De resto, as promessas atrás transcritas não dispensam o fiel católico de se empenhar seriamente pela sua santificação, pois ninguém está seguro de sua salvação se não corresponde às graças divinas que diariamente cada um(a) recebe. Escreve São Paulo: "Operai a vossa salvação com temor e tremor" (Fl 2, 12).

 

Estas ponderações não querem, de modo algum, desestimular o exercício da Via Sacra. Esta é fecunda em méritos. Apenas interessa que a piedade católica não se articule sobre bases falsas.

 

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
7 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9512682)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.05
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns23.89
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.47
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.93
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.86
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.31
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.14
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.28
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.97
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.81
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes9.09
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.59
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.18
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.95
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.86
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.85
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.68
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.65
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.46
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.93
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.59
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.53
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.50
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.25
A Bíblia é filha da Igreja e não sua mãe.
Carlos Ramalhete

Católicos Online