Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS – julho 1957

 

Donde vem que a ideia do destino esteja tão arraigada entre os contemporâneos ?

 

Certos pensadores gregos pré-cristãos, herdando um patrimônio de ideias orientais, admitiam que uma força superior, a Heimarméne (Fato ou Destino), mantivesse o homem cativo sob sua influência, de tal modo que vã ficava a liberdade de arbítrio.

 

Após o aparecimento do Cristianismo, essa tese se conserva na ideologia religiosa de um ou outro povo não cristão (principalmente entre os muçulmanos, que lhe dão matiz próprio). A doutrina de Cristo, porém, a rejeita peremptoriamente, ensinando que Deus fez o homem à sua imagem e semelhança, dotado da liberdade de agir ou não agir, de agir deste ou daquele modo. O Criador, que outorgou ao homem tão grande dignidade, jamais lha retira ; não o coage. Conceber o contrário significaria desfigurar a noção autêntica de Deus, Ser Bom e Sábio.

 

Contudo hoje em dia a reviviscência de crenças orientais, sob a forma de seitas ocultistas, que se dizem herdeiras da arcana sabedoria da “Atlântida”, do Egito, da índia, tem despertado a atenção para o Fato ou o Destino ; este (apresentado com modalidades diversas) é um dos elementos estruturais da doutrina de tais escolas. A promessa de que ensinarão aos seus “iniciados” cálculos matemáticos, tabelas e outros recursos de aparência cientifica aptos para dominar o destino, quebrar os “círculos de ferro” que envolvem o homem, atrai não poucos dos nossos contemporâneos; julgando que hão de vencer os obstáculos e encontrar finalmente a felicidade na vida, passam a acreditar no Destino.. . Note-se, porém, que esta ideologia supõe os erros do monismo ou do panteísmo, a saber: uma única Força Suprema, Cósmica, passa pelo homem e pela natureza que o cerca, identificando-se com tudo que existe. É esta concepção que faz crer que quem conhece a engrenagem dos elementos animados e inanimados, possui o segredo para utilizar o curso da natureza e dirigir os acontecimentos da história segundo seus interesses. — Sobre o panteísmo, veja-se Pergunte e Responderemos 7/1957.

 

Um outro fator ainda deve ser levado em conta para explicar a voga do Destino em nossos dias. — Descobertas da ciência moderna evidenciam cada vez mais que o homem às vezes é tolhido em sua liberdade por fatores patológicos, e age sem grande consciência de si nem senhoria sobre os seus atos. Observe-se, porém, que estas conclusões dos fisiólogos por si não implicam a tese filosófica do fatalismo ou do destino — tese segundo a qual Deus desde todo o sempre teria traçado a cada homem uma via que ele deve seguir sem responsabilidade própria, dispensado de rezar, dispensado de se esforçar por executar sempre o que seja de melhor alvitre.

 

Vejamos, pois, como se devem entender os dados da ciência moderna que interessam o nosso problema.

 

A liberdade de arbítrio tem sua raiz na natureza espiritual da alma humana. Esta é capaz de conhecer o bem, e o bem sem restrição, não limitado pelas deficiências da corporeidade. Consequentemente a vontade humana possui o desejo inato de apreender o Bem que nunca se acaba. Aqui na terra, porém, só ocorrem ao homem bens corpóreos, restritos, ou bens incorpóreos propostos à semelhança das coisas finitas, sensíveis (o próprio Deus é contemplado através das criaturas e dos exíguos conceitos da nossa inteligência). Por conseguinte, não há objeto neste mundo capaz de atrair irresistivelmente a vontade do homem ; este só adere a um objeto na medida em que queira considerar os seus aspectos bons, convenientes; desde, porém, que volte sua atenção para os aspectos deficientes, o mesmo objeto deixará de o atrair e de merecer sua adesão. Qualquer bem que o homem cobice nesta vida, cedo ou tarde lhe aparece insuficiente — o que faz que o mesmo sujeito seja levado a procurar outro objeto em que se possa saciar (somente na fé, a qual é movida por um ato da vontade livre, resistindo à volubilidade natural, é que o cristão neste mundo se pode fixar inabalàvelmente em Deus).

 

Todavia o espírito do homem, raiz da liberdade de arbítrio, só age em íntima dependência do corpo ; o exercício das faculdades espirituais vem a ser condicionado pelo funcionamento, ora mais, ora menos perfeito, da fantasia, da memória sensitiva, do senso comum e das faculdades corpóreas em geral. Dentre estas têm importância extraordinária certas regiões do cérebro (sobretudo o diencéfalo ou hipotálamo, assim como as glândulas endócrinas (em particular, a hipófise e a tiroide); a secreção dos hormônios, regulando o metabolismo do corpo, influi indireta e poderosamente na atividade da inteligência e da vontade. No indivíduo cujo cérebro se ressinta de lesão, ou cujas glândulas funcionem em deficiência ou excesso, esses defeitos desvirtuam ou sufocam a ação do espírito ; manifestam-se taras, propensões a hábitos anômalos, que não podem ser controlados pela vontade.

 

Numerosas observações feitas sobre crianças e adultos mostram que um sujeito normal se pode tornar um criminoso e imoral por lesão do cérebro. Os médicos registram casos de crianças agressivas, violentas, verdadeiros criminosos em potencial, bem como de crianças inclinadas à perversão sexual. Pois bem ; o estudo radiográfico do seu crânio manifesta não raro meningopatias e hidrocefalias sofridas durante o período de gestação em consequência de doenças ou fatores emotivos, intoxicações, desnutrição, etc., que afetaram a gestante. Seja citado também o famoso “gangster” Dillinger, morto há alguns anos em Chicago; examinando o seu cérebro, o Dr. Kennedy, da Universidade de Durahm, averiguou que havia sofrido de encefalite durante a epidemia que flagelou os Estados Unidos entre 1919 e 1926. — Hoje em dia os médicos tentam a cura de certos casos de imoralidade e criminalidade, atuando sobre a região diencéfalo-talâmica e sobre os seus ligamentos com os lobos préfrontais e o cerebelo, principalmente mediante os tratamentos Roentgen e a dielectrólise cálcica. Os resultados já obtidos permitem previsões otimistas : assim nos EE. UU. uma jovem moralmente degenerada, que por seus numerosos delitos vivera quatorze anos em prisões e casas de correção, foi operada de lobotomia frontal pelo Dr. Orage Nielson; conseguiu regenerar-se e viver moralmente irrepreensível. O Dr. Puech, cirurgião de Paris, por intervenção semelhante, obteve a mudança de um inveterado delinquente em trabalhador honesto e dócil.

 

Tais experiências médicas levam-nos a concluir que a autoconsciência e a autodeterminação admitem graus variáveis de acordo com o estado fisiológico de cada indivíduo; certas moléstias diminuem ou impedem a liberdade de ação, constituindo atenuantes ou excusantes para o delito. Isto, porém, não quer dizer que a natureza humana não possua, por sua essência mesma, a raiz e a faculdade do livre arbítrio. — É-nos difícil sondar o grau de responsabilidade de cada delituoso; somente Deus julga as consciências, levando em conta precisa as capacidades de cada um, a ninguém impondo medida ou critério injusto.

 

Como quer que seja, todo individuo, na medida em que goza de consciência e liberdade, é obrigado a lutar contra as tendências desregradas de sua natureza. Procure precaver-se contra os assaltos destas, disciplinando as paixões, a fim de que não tomem a dianteira sobre as deliberações da vontade, a qual por si é livre.

 

Veja-se a propósito: N. Pende, Biologia e Liberdade moral, em “Heresias do nosso tempo”, colaboração de um grupo de filósofos e cientistas italianos. Pôrto 1956, 107-118.

 

 

Dom Estêvão Bettencourt (OSB)


Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
3 1
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9849699)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?87.69
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns28.08
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação16.04
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo14.58
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?14.06
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.50
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.95
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?11.69
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.48
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.64
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes10.04
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria9.00
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?8.67
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.40
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade8.21
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?8.02
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.83
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.61
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.47
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.86
Diversos  Apologética  3960 Deus não divide sua glória com ninguém?6.69
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.51
Diversos  Santos e Místicos  3587 Poesia de Santa Teresinha6.46
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.45
Tudo passa, neste mundo. Na eternidade, só o Amor permanece. Por isso, aproveitando o tempo propício da Quaresma, empenhemo-nos em olhar por que tudo, tanto na nossa vida pessoal como na atividade eclesial em que estamos inseridos, seja movido pela caridade e tenda para a caridade.
Papa Bento XVI

Católicos Online