Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

PERGUNTE E RESPONDEREMOS 509/novembro 2004

Ciência e Fé

EMBRIÃO E CLONAGEM HUMANA

 

Os noticiários voltam constantemente à temática da clonagem, apresentando interessantes explanações. Dentre estas, vão escolhidas as duas seguintes, ambas recebidas via internet:

QUE É UM EMBRIÃO? Prof. Dr. Dalton Luiz de Paula Ramos (USP)

Qual é o valor do embrião humano? Qual é o seu estatuto, a sua identidade humana? É ser humano ou é qualquer outra coisa? Se é um ser humano, tem o valor de qualquer ser humano ou tem valor menor?

No momento da fecundação, no momento em que o espermatozóide entra no óvulo, cria-se um patrimônio genético diferente daquele do pai e da mãe. Nesse seu patrimônio genético o embrião contém toda a força de seu desenvolvimento sucessivo.

Todos os caracteres corporais, a força para desenvolver as células necessárias ao seu desenvolvimento, o desígnio para deslocar essas células e construir os órgãos e o processo, tudo isto acontece sem descontinuidade; é contínuo do começo ao fim.

Sem soluções de qualidade, quer dizer, sempre o mesmo sujeito, o mesmo patrimônio genético individualizado. Daquele indivíduo, desde o começo, pode-se conhecer o sexo, por exemplo.

Através desse conhecimento do embrião se sabe que, desde a concepção até o nascimento, será sempre o mesmo sujeito.

Alguns argumentam que o embrião não é um ser humano antes de 10 ou 15 dias, quando se ligaria ao útero da mãe. O embrião antes de ser implantado, ainda não alimentado pela mãe, não é certo que possa prosseguir o seu desenvolvimento.

É claro que, se nós temos uma criança recém-nascida que não é alimentada pela mãe, ela morre. Mas não é a alimentação que produz a criança. Então não é a implantação que faz do embrião um ser humano. A implantação faz com que o embrião, que já é embrião, cresça e se desenvolva. Nos primeiros dias o embrião se alimenta daquilo que encontra no óvulo que foi fecundado e depois se implanta para ser alimentado pelo corpo da mulher, mas já está ativo, já existe.

A construção de uma casa requer o envolvimento do arquiteto que faz o desenho, do empreiteiro que administra a construção, dos pedreiros que executam a obra e do material necessário. No embrião, essas diferentes funções (o desenho, a coordenação, a construção e o material de construção) se encontram e se ativam por dentro; ele é o arquiteto, o empreiteiro, o pedreiro e o próprio material. Não se trata, então, de um simples amontoado de células!

Outros dizem que até os 15 dias ainda não se formam os sinais daquilo que vai ser o cérebro; enquanto não existam os fios neurológicos, ainda não existe cérebro. Mas sabemos que o cérebro se desenvolve porque o embrião o faz desenvolver. O cérebro do feto não vai se desenvolver por ação da mãe, mas se desenvolve através dos genes que estão dentro do embrião desde o primeiro momento da fecundação.

Outros, ainda, dizem que também o embrião, quanto é implantado, pode se dividir em dois; então se um ainda se pode dividir em dois, não temos certeza da sua identidade. Respondemos: quando acontecem os gêmeos, a geminação do embrião não destrói o primeiro embrião, mas, separando-se algumas células, estas se tornam um outro embrião. O primeiro embrião continua o mesmo e o segundo embrião continua a se desenvolver. Então temos o dobro das razões para defendê-los, porque são dois embriões.

Essas razões são razões instrumentais!

Desde a fecundação, o embrião é um ser humano e tem que ser respeitado como ser humano. A personalidade psicológica e social, a gente cria depois do nascimento, na adolescência, mas a dignidade de pessoa tem início quando começa a vida do ser humano, como recentemente, passando pelo Brasil, lembrou Elio Sgreccia:

"Lutamos contra a discriminação entre brancos e negros, lutamos e estamos lutando contra a discriminação entre pobres e ricos, essas são formas de discriminação que poderíamos descrever como formas de discriminação horizontais. Não podemos permitir que se coloque a discriminação vertical dentro do próprio ser humano. Cada um de nós pode dizer: eu tenho o mesmo valor desde o primeiro dia até hoje e, se alguém tivesse feito uma ação de eliminação, depois do primeiro momento da fecundação, aquele embrião não estaria aqui hoje a discutir a identidade do embrião".

 

Geneticista alerta: As células estaminais embrionárias não são a "panaceia de todos os males".

RíMiNi, sexta-feira, 27 de agosto de 2004 (ZENIT.org). - Longe do que se pensa e se difunde, "as células estaminais embrionárias raramente surtem o efeito esperado", revelou na quarta-feira o professor Angelo

 

Luigi Vescovi - co-diretor do Instituto de Investigação de Células Estaminais do Hospital San Rafael de Milão - no multitudinario "Meeting" que desde o dia 22 passado acontece na localidade italiana de Rímini.

Especialista internacional neste campo da ciência, o professor de Biologia Celular afirmou que "a idéia segundo a qual as células extraídas dos embriões são verdadeiramente a panaceia de todos os males, não está fundada cientificamente".

De acordo com as suas explicações, "as células estaminais estão presentes no organismo humano pelo feto desenvolvido até a morte do indivíduo. E estão ali para trabalhar como "uma grande e extraordinária oficina de manutenção" que funciona "em todo instante do dia para substituir células que, inclusive com o mais banal dos movimentos, morrem".

Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
4 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 9507417)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?82.07
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns23.85
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação15.46
Aulas  Doutrina  1497 Ser comunista é motivo de excomunhão?13.92
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo13.85
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?13.30
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino12.12
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas11.28
Diversos  Prática Cristã  3185 Anticonceptivos são Abortivos?10.95
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia10.82
Diversos  Apologética  3729 Desmascarando Hernandes Dias Lopes9.07
Vídeos  Testemunhos  3708 Terra de Maria8.57
PeR  Escrituras  2389 O Pai Nosso dos Católicos e dos Protestantes8.17
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.95
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.86
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.85
PeR  O Que É?  1372 Eubiose, que é?7.67
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?7.65
PeR  Filosofia  0085 De Onde Viemos? Onde Estamos? Para Onde Vamos?7.45
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová6.93
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos6.59
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo6.53
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista6.50
PeR  Ciência e Fé  0558 Coma Reversível e Coma Irreversível6.25
Aquelas bem-aventuradas virgens, que se consagraram a Jesus Cristo, podem estar certas de que não encontrarão, nem no céu nem na terra, um esposo tão belo, tão nobre, tão rico, tão amável como Aquele que lhes foi dado, Jesus Cristo.
Sto. Inácio de Antioquia (35-110)

Católicos Online