Católicos Online - - - - AVISOS -


...

Pergunte!

e responderemos


Veja como divulgar ou embutir artigos, vídeos e áudios em seu site ou blog.




Sua opinião é importante!









Sites Católicos
Dom Estêvão
Propósitos

RSS Artigos
RSS Links



FeedReader



Download







Cursos do Pe Paulo Ricardo


Newsletter
Pergunte!
Fale conosco
Pedido


PESQUISAR palavras
 

Pregações: Homilias - Nunca desesperar da misericórdia de Deus - por Padre Paulo Ricardo

Nunca desesperar da misericórdia de Deus

Jesus desafia São Pedro a viver o perdão sem limites. No entanto, aquilo que à primeira vista poderia se apresentar como um fardo insuportável ao Príncipe dos Apóstolos irá se revelar, mais tarde, durante a Paixão, como fonte de grande consolação. Ao negar Jesus três vezes, São Pedro experimenta em sua própria história o significado da parábola do perdão.

Nesta semana a ênfase é o perdão que deve ser vivido a partir de Deus e também dado aos nossos irmãos.
Primeiro, há uma pergunta de S. Pedro. Quantas vezes perdoar, sete vezes!?
E ditados como 'paciência tem limites', 'isso eu não perdôo'... fazem parte da experiência humana.
Antes de Cristo, os pagãos admitiam ofensas que podiam ser perdoadas e outras não.
Mas Jesus nos diz que não deve haver limites para o perdão e com isso nos ensina como é o coração de Deus. Esta é a mensagem principal deste evangelho.

Para mostrar isso, Jesus nos conta uma parábola de um rei que se põe a acertar as contas com seus empregados... empregados que deviam dívidas absurdas. Mas, apesar de dívidas tão grandes, quando o empregado implora mentindo que pagaria algo impossível de pagar, o patrão se comove e tem compaixão. Uma misericórdia (segundo o original grego) que mexe com o interior da pessoa.
E por que S. Pedro? Porque isso é necessário devido ao que irá acontecer com S. Pedro: 'antes que o galo cante tu me negarás três vezes' e por isso antes Jesus precisa ensinar o perdão de Deus a S. Pedro, que será o primeiro beneficiário do perdão do mestre.
Aqui se inaugura a ética cristã. A ética pagã era diferente, escolhendo entre os pecados que podiam ser perdoados e os imperdoáveis. Entre os cristãos, não existe pecado imperdoável, se houver no pecador uma atitude de arrependimento e de confiança na misericórdia do Senhor.

Esta lição Jesus dá não somente a Pedro, mas também a Judas, que estava junto ao ouvir a parábola. Pedro aprendeu e Judas não, Judas não confiou na misericórdia divina.
Aqui está a diferença entre as éticas cristã e pagã. Para o pagão o importante é a dívida, se é grande ou pequena. Para o cristão, o importante é o pecador. De certa forma o cristão não perdoa pecados, mas pecadores. O cristão separa o pecado e o pecador.
E aqui está a chave para perdoar, pois é preciso aprender que o irmão não é o pecado, mas cometeu um pecado. É preciso ter ódio pelo pecado e amor pelo pecador.

O mundo moderno voltou para o paganismo, pois não sabemos perdoar. Ou é decretado que o pecado é irrisório ou a ofensa é guardada para o resto da vida. Esta é a mentalidade do mundo atual e que está invadindo a Igreja. Quantas vezes já não ouvi de padres considerados 'abertos' a dizer 'não, isso não é pecado...'. Quantas vezes cristãos não se decepcionam nos confessionários!
Esses teólogos liberais e padres moderninhos que acham que nada é pecado, é porque não acreditam na misericórdia de Deus, pois nada é pecado, nada é ofensa... e a misericórdia torna-se desnecessária! É como se Deus nem existisse...

Em Deus existe um profundo ódio contra o pecado e um profundo amor pelo pecador.
Uma mãe que ama seus filhos drogados tem que odiar a droga.
Um Deus de amor não pode deixar de ter um ódio profundo contra o pecado e não fazer vista grossa.
Deus perdoa sempre não porque o pecado é uma bobagem, mas porque o pecador está disposto a mudar de vida, pedindo misericórdia e pedindo perdão.

A principal lição que Deus nos ensina neste evangelho é nunca desesperar da misericórdia de Deus.
Pedro aprendeu e Judas não. Este achou que seu pecado era maior que a misericórdia de Deus.
A segunda lição é que se confiamos na misericórdia de Deus não podemos ter a presunção de pensar que Deus ao nos perdoar não fez mais que sua obrigação, que a misericórdia de Deus é um nada... e assim eu posso viver tranquilamente sem precisar dar misericórdia aos meus irmãos.
No evangelho, o patrão condena o empregado que não deu valor ao perdão recebido e, por sua vez, não perdoou seus devedores!

Recordemos sempre o perdão imenso de Deus na cruz, para que estejamos sempre dispostos a perdoar nossos irmãos.

Fonte: site Christo Nihil Praeponere

Católicos Online - Bíblia Católica - Catecismo
Como você se sente ao ler este artigo?
Feliz Informado Inspirado Triste Mal-humorado Bizarro Ri muito Resultado
5 0
PUBLICAR - COMENTAR - EMAIL

Ver N artigos +procurados:
TÓPICO  ASSUNTO  ARTIGO (leituras: 7966748)/DIA
PeR  Escrituras  1355 Jesus jamais condenou o homossexualismo?29.65
Orações  Comuns  2773 Oração de Libertação14.33
PeR  O Que É?  0516 O Que é a ADHONEP?11.80
PeR  O Que É?  2142 Quiromancia e Quirologia11.17
Diversos  Prática Cristã  4123 Sete coisas que eu aprendi com a pornografia10.89
PeR  História  0515 O Recenseamento sob César Augusto e Quirino10.61
Diversos  História  4042 R.R. Soares e Edir Macedo10.28
Diversos  Protestantismo  1652 Desafio aos Evangélicos: 32 Perguntas9.96
Diversos  Testemunhos  3922 Como o estudo da fé católica levou-me ao catolicismo9.41
Diversos  Igreja  4111 9 coisas que afastam as pessoas da Igreja9.06
Vídeos  Prática Cristã  4127 Como controlar a irritação?9.06
PeR  História  2571 Via Sacra, qual a origem e o significado?8.46
Diversos  Apologética  4109 A virgindade perpétua de Maria na Bíblia8.43
Diversos  Espiritualidade  4126 Evitar a mente perturbada8.25
Diversos  Anjos  3911 Confissões do demônio a um exorcista8.07
Diversos  Ética e Moral  2832 Consequências médicas da homossexualidade7.94
Diversos  Protestantismo  3970 A prostituição da alma7.79
Vídeos  História  4117 O nascimento da Igreja Católica7.72
Diversos  Espiritualidade  4121 O Espírito Santo entre nós7.71
PeR  Prática Cristã  1122 As 14 estações da Via Sacra7.63
Diversos  Prática Cristã  3780 Os pecados mortais mais comuns7.58
Diversos  Testemunhos  3465 Ex-pastor conta como fazia para converter católicos7.42
PeR  O Que É?  0565 Lei Natural, o que é? Existe mesmo?7.13
PeR  Testemunhos  0450 Eu Fui Testemunha de Jeová7.08
Milagres são SINAIS da ação de Deus com uma intenção muito além do próprio milagre.
Padre Paulo Ricardo

Católicos Online