BÍBLIA CATÓLICA ONLINE

      Dicionário | AVISOS | Reiniciar  ||  Início  ->  Bíblia  


Bíblia Online
   
Livro:
Capítulo:

Pesquisar na Bíblia:

<- no máximo

Publique a bíblia acima
em seu blog ou site!



Pesquisa da bíblia

HISTÓRICO: Segundo Livro de Samuel (2Sm), capítulo 13 |
1AMNON E TAMAR
Certo tempo depois, aconteceu o seguinte. Absalão filho de Davi tinha uma irmã, que era muito bonita e se chamava Tamar. Amnon, outro filho de Davi, enamorou-se dela.
2Amnon se agoniava e ficava doente de paixão por Tamar, sua meia-irmã. Mas ela era virgem, e por isso parecia-lhe difícil conseguir algo com ela.
3Amnon tinha um amigo, que era muito esperto, de nome Jonadab, filho de Sama, irmão de Davi.
4Este lhe disse: “Por que, filho do rei, vais emagrecendo dia após dia? Por que não me dizes o que há?” Disse-lhe Amnon: “Eu amo Tamar, irmã de Absalão, meu irmão”.
5Respondeu-lhe Jonadab: “Deita-te na tua cama e finge estar doente. Quando teu pai vier visitar-te, dizelhe: ‘Peço que Tamar, minha irmã, venha dar-me comida, que ela prepare o prato na minha presença, para que eu a veja e coma de sua mão’”.
6Amnon então deitou-se e fingiu estar doente. Quando o rei veio para visitá-lo, disse Amnon ao rei: “Peço que Tamar, minha irmã, venha e prepare na minha presença dois pastéis, para que eu receba o alimento de suas mãos”.
7Davi mandou chamar Tamar em casa, dizendo: “Vem à casa de Amnon, teu irmão, e prepara-lhe um prato”.
8Tamar foi à casa de Amnon, seu irmão, que estava deitado. Tomou farinha, misturou-a e preparou pastéis na frente dele, e os fez cozinhar.
9Depois tomou a frigideira e colocou diante dele o que havia cozido, mas ele não quis comer. Amnon disse: “Saiam todos daqui!” Depois que todos saíram,
10Amnon disse a Tamar: “Traze o prato até à alcova, para que eu coma de tua mão”. Tamar tomou os pastéis que fizera e levou-os a Amnon na alcova.
11Mas quando ela lhe trouxe o alimento, agarrou-a e disse: “Vem! Deita-te comigo, minha irmã”.
12Ela respondeu: “Não, meu irmão, não me violentes. Isto não se faz em Israel. Não cometas tal infâmia.
13Aonde poderei ir na minha vergonha? E tu serás um insensato em Israel. Antes, fala ao rei, ele não me negará a ti”.
14Mas ele não quis ouvir seus pedidos. Dominou-a com violência e deitou-se com ela.
15E logo Amnon começou a odiá-la com ódio maior do que o amor com que antes a amara. Disse-lhe: “Levanta-te, vai embora!”
16Ela lhe respondeu: “Não, meu irmão, pois maior é o mal que fazes contra mim, mandando-me embora, do que o que me fizeste antes”. Mas ele não lhe deu ouvidos.
17Chamou um criado que o servia e disse-lhe: “Levaa para fora daqui e fecha a porta às suas costas”.
18Ela estava vestida com uma túnica comprida, o traje que costumavam usar as donzelas filhas do rei. O criado a pôs para fora e fechou a porta às suas costas.
19Ela derramou cinza sobre sua cabeça, rasgou a túnica, pôs as mãos sobre a cabeça e saiu dando gritos.
20Disse-lhe Absalão, seu irmão: “Teu meio-irmão Amnon esteve contigo? Cala-te agora, minha irmã. Ele é teu irmão. Que teu coração não se aflija por isto”. Ficou, pois, Tamar desolada na casa de Absalão, seu irmão.
21Quando o rei Davi ouviu tudo isso, ficou muito irado, mas não quis magoar Amnon, seu filho, pois o amava por ser o primogênito.
22Absalão não disse nada a Amnon, nem de mau nem de bom, mas ele odiava Amnon por ter violado Tamar, sua irmã.
23ABSALÃO MANDA MATAR AMNON
Passados dois anos, estavam tosquiando as ovelhas de Absalão em Baalasor, perto de Efraim. Absalão chamara a todos os filhos do rei.
24Ele foi até o rei e disse-lhe: “Estão tosquiando as ovelhas do teu servo. Que o rei e seu pessoal venham à casa de seu servo”.
25Disse o rei a Absalão: “Não, meu filho, não me peças isto, pois indo todos, seremos pesados para ti”. Ele insistiu, mas Davi não quis ir e deu a Absalão uma bênção de despedida.
26Disse Absalão: “Se tu não queres vir, peço-te que ao menos venha conosco meu irmão Amnon”. Disse-lhe o rei: “Por que iria contigo?”
27Mas Absalão insistiu com ele, e ele enviou Amnon e todos os filhos do rei com ele. Absalão preparou um banquete quase como um banquete real.
28Ordenou aos seus criados: “Quando Amnon estiver embriagado de vinho, e eu vos disser: ‘Feri Amnon e matai-o!’, não temais, pois sou eu que estou ordenando. Coragem! Mostraivos valentes”.
29Os criados agiram contra Amnon como lhes havia ordenado Absalão. Todos os filhos do rei levantaram-se, cada um montou em sua mula, e fugiram.
30Enquanto estavam a caminho, chegou aos ouvidos de Davi a notícia: “Absalão matou todos os filhos do rei, não restando nenhum sequer”.
31O rei então ergueu-se, rasgou suas vestes e prostrou-se por terra, e todos os oficiais da corte rasgaram suas vestes.
32Jonadab filho de Sama, irmão de Davi, disse: “Não pense meu senhor que todos os filhos do rei foram mortos. Apenas Amnon foi morto, pois assim decidira Absalão no dia em que ele violentara Tamar, sua irmã.
33Não fique, pois, o Senhor meu rei com esta idéia em seu coração: ‘Todos os jovens filhos do rei foram mortos’, pois apenas Amnon foi morto”.
34Entretanto, Absalão fugiu. O jovem que estava de sentinela, levantando seus olhos, viu uma grande multidão de gente que vinha pelo caminho de Horonaim, descendo do lado do monte. A sentinela veio avisar ao rei, dizendo-lhe: “Vejo homens no caminho de Horonaim”.
35Jonadab disse ao rei: “Aí vêm os filhos do rei. Aconteceu como disse o teu servo”.
36Quando acabou de falar, apareceram os filhos do rei, e entrando, gritaram e choraram. Também o rei e todos os seus oficiais choraram muito alto.
37Absalão fugiu para junto de Tolmai filho de Amiud, rei de Gessur. Davi chorava por seu filho todos os dias.
38Absalão ficou refugiado em Gessur por três anos.
39Então o espírito do rei deixou de estar contra Absalão, porque já se tinha consolado da morte de Amnon.

PESQUISAR
 


Bíblia Católica Online